Vivemos tempos de estabilidade política e econômica e na Câmara dos Deputados parece que tudo está tranquilo e sem muito com o que se preocupar. Pelo menos é essa a impressão que dá quando vemos que um deputado resolve alterar o nome histórico de um logradouro público para dar nome de alguma pessoa. A vítima desta vez é o Túnel da Mata Fria, em Mairiporã.

Foto: Humberto do Lago Müller - Clique para ampliar

Foto: Humberto do Lago Müller – Clique para ampliar

E o autor dessa ideia “genial” é o deputado federal Major Olímpio (PDT). Através do PL 1860/2015, o deputado solicitou a mudança do nome do túnel de Mata Fria para Salatiel Pereira do Valle.

A alteração mostra a profunda falta de conhecimento histórico do proponente em relação a história não apenas da Cantareira, quando da própria história do Brasil.

Apesar da simplicidade do nome “Mata Fria” ele carrega consigo um importante significado histórico. E, caso o ilustre deputado não conheça, vamos aqui explicar:

As terras da região denominada como Mata Fria foram deixadas em testamento aos negros forros por Maria Felizarda de Jesus em 1866, o que ocasionou a criação de um quilombo. O recorte abaixo, do Correio Paulistano, é de 1910 e mostra que o nome “Matta Fria”, como era chamado à época, era já largamente utilizado há mais de um século atrás.

Fonte: Correio Paulistano - 06/10/1910 página 04

Fonte: Correio Paulistano – 06/10/1910 página 04

A nova denominação não passa apenas por cima da história do município de Mairiporã, mas é uma maneira de também apagar a relação dos negros com a região. O deputado Major Olímpio parece ter feito o projeto de lei no afã de agradar aos membros da Igreja Batista de Mairiporã, esquecendo-se que o bem público não é de alguns, mas de todos.

Partindo do princípio que fosse aceitável a mudança de nome do Túnel da Mata Fria para outra denominação, o correto seria chama-lo então para Amaro Bento Luiz, que foi o líder do quilombo da Mata Fria na primeira década do século 20 e cuja família ainda possui muitos descendentes quilombolas residentes no local.

Tunel da Mata Fria em 1963

Tunel da Mata Fria em 1963

A mudança sem base histórica e repentina pegou muitos moradores da cidade de Mairiporã de surpresa. Para muitos deles o novo nome não irá vingar, tendo em vista que o nome Mata Fria é antigo, popular e conhecido por todos, tanto por quem é da própria cidade, quanto das muitas pessoas que transitam por ali diariamente.

O São Paulo Antiga não é contrário a uma homenagem Salatiel Pereira do Valle. Porém somos intransigentemente contrários a retirada de um nome para se homenagear a outro. Há muitas praças e ruas em Mairiporã que precisam de um nome e poderiam receber esta homenagem.

Modificar nome de rua a seu bel-prazer, trata-se um hábito atrasado de nossos políticos que vem destruindo o nome original de logradouros há mais de um século. Mania essa que começou em 1889, quando pouco depois da Proclamação da República inúmeras ruas e praças de São Paulo tiveram os nomes ligados ao império alterados.

Se você também acha que o nome não deve ser alterado, pedimos a gentileza de colaborar com os moradores de Mairiporã contrários a esta ideia e assinar esta petição pública:

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR A PETIÇÃO

O deputado federal Major Olímpio é conhecido por fazer parte da “Bancada da Bala” da Câmara dos Deputados.  Para enviar sua mensagem diretamente ao gabinete do parlamentar o e-mail é: dep.majorolimpio@camara.leg.br

Abaixo, reprodução do PL 1860/2015 (clique nele para ir ao documento original):

PL 1860/2015

PL 1860/2015

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Clarice Spoladore 24/09/2015 at 18:01

    Assinei. Conheci essa região nos anos 60 e era isso mesmo: era mata e era fria. A denominação é a síntese do local, sua mais autêntica biografia…

    Reply
  • Silvia Calçada 24/09/2015 at 18:11

    Não faço ideia de quem seja Salatiel Pereira, mas “Mata Fria” não poderia ser melhor, é um nome lindo.

    Reply
  • Expedito Marques Pereira 24/09/2015 at 18:42

    Não concordo com a mudança de nome. Devemos respeitar a tradição dos quilombolas que lá vivem há séculos. O tunel deve contnuar sendo da Mata Fria.

    Reply
  • JORGE ROBERTO COELHO FERREIRA 24/09/2015 at 18:45

    Acabei de ler e, não só firmei o abaixo-assinado, como encaminhei para todos amigos e conhecidos. Precisamos dar um basta à sabujice de políticos medíocres. Sempre quando querem agradar alguém, que a primeira coisa que lhes vem à cabeça é dar o nome de alguém a algum logradouro público, quase sempre nomes irrelevantes que pouco ou nada fizeram pela coletividade, ou, o homenageado nada tem a ver com a localidade. .

    Reply
  • fernandosalvio 24/09/2015 at 18:53

    Nome simples, mas que carrega um significado histórico ignorado pelo nobre deputado…

    Reply
  • Pedro Hungria 24/09/2015 at 19:54

    Petição assinada e e-mail enviado.

    Reply
  • Sérgio Paoli 24/09/2015 at 20:36

    Prezado amigo Douglas, boa noite. Assinei a petição ao deputado por concordar consigo, é um absurdo. Entretanto, ao ler o PL entendi que a proposição já foi aprovada e por unanimidade! É isso mesmo?

    Reply
    • Douglas Nascimento 25/09/2015 at 09:17

      Sim, é verdade! Aposto que nem leram o que foi proposto.
      Levaremos o caso à justiça.

      Reply
  • ernani 24/09/2015 at 21:22

    Deveria ser proibido essas mudanças de nomes.
    Deputados e vereadores que não tem o que fazer e nem com que se preocupar ficam inventando trabalho
    Então inventam mudar nomes de ruas e logradouros já conhecidos por outros nomes.
    Logo irão inventar de mudar o nome do pão de açucar, pico do jaraguá, corcovado e outros…
    Façam coisas mais importantes para as cidades onde vocês foram eleitos!

    Reply
  • José Ribeiro 24/09/2015 at 22:09

    Como pastor da Primeira Igreja Batista em Mairiporã, jamais fomos contactados pelo autor do projeto no sentido de que o mesmo queira nos agradar, colocando o nome de um dos fundadores de nossa igreja, no caso, Salatiel Pereira do Valle, em um túnel da Rodovia Fernão Dias, em substituição ao nome atual (Túnel da Mata Fria). Este querido irmão, Salatiel Pereira do Valle, in memoriam, bem merecia ser honrado, pela pessoa piedosa, honesta e sensata que foi. Mas tenho certeza que ele, se vivo estivesse e pudesse opinar, não faria questão nenhuma de glórias terrenas. Tampouco, como igreja, o fazemos. O autor do artigo foi leviano em sua colocação, envolvendo o nome da Igreja Batista em Mairiporã, quando nunca tivemos e não temos intenção nenhuma de ser agradados, data vênia, pelo deputado citado ou por quaisquer homens, ainda que bem intencionados. José Ribeiro Rocha Filho – pastor da Primeira Igreja Batista em Mairiporã

    Reply
    • Douglas Nascimento 25/09/2015 at 09:16

      José Ribeiro, a alegação está no projeto de lei que está no final do artigo. Apenas reproduzimos o que foi dito pelo gabinete do deputado.
      Agradeço sua colaboração aqui.

      Reply
      • Marcelo José de Souza 25/09/2015 at 10:48

        Vergonha para você, amigo Douglas

        Reply
    • Silvia Calçada 29/09/2015 at 12:25

      Pastor Rocha Filho, suas palavras endossam o teor da notícia e vale lembar, data vênia, que a responsabilidade sobre o envolvimento do nome da igreja é do nobre deputado, autor do fato noticiado e não do blogueiro que, meramente, denunciou o fato. A questão de gosto, se o senhor gosta ou não da homenagem que foi feita, não vem ao caso, posto que se trata de cortesia feita com chapéu do povo e grande desrespeito ao bem público. O jornalista Douglas Nascimento, caso nos omitisse informação tão significativa, seria linchado por seu clero e severamente criticado por seus fiéis, que somos nós leitores. Deve-se escrever a história, onde a história ainda não foi escrita.

      Reply
  • Luis M Sarmento 24/09/2015 at 22:36

    É um idiota esse cara que quer trocar mais um nome existente, bonito e com sentido intrínseco, pelo nome duma pessoa!
    Que mania mais besta de dar nomes de pessoas aos logradouros que já teem um nome consistente e bonito!
    Lembram da Av das Águas Espraiadas, que tinha um nome tão bonito e apropriado à origem, que a martaxa trocou para o nome do roberto marinho só para pegar apoio da grobo ao pt?
    Do troca e destroca de nomes das pontes das marginais do Pinheiros/Tietê?
    Trocam por nome dalguma pessoa, depois vem um governo oposto e troca novamente de nome e assim vai sucessivamente…
    Um saco essa dança de nomes característico de São Paulo, ou Brasil (?)

    Reply
  • verginio 24/09/2015 at 22:44

    Nao acredito que o povo possa impedir…… ELES sempre ganham……. Haja visto as manifestaçoes nas ruas… até agora nada aconteceu…… sinto muito.

    Reply
    • SavianoMarcio 25/09/2015 at 09:40

      Entre na justiça, o povo pode impedir desde que deixe a preguiça de lado, nada acontece por que ninguém se interessa, e se ninguém se interessa é porque concordaram com a imbecilidade da mudança.

      Assinado.

      Reply
  • Bruno 25/09/2015 at 01:34

    Mata Fria merecia ser o nome de algo maior, dada a importância histórica e o fato de túneis não necessitarem de nomes, pois não têm CEP e não abrigam imóveis e terrenos.

    Reply
  • J.C.Cardoso 25/09/2015 at 06:47

    Quem foi esse Salatiel Pereira do Valle? Dei uma busca no Google e só aparece referência ao túnel (e algumas poucas referências religiosas, mas, de qualquer forma, sem dizer quem foi).

    Reply
  • Marcelo José de Souza 25/09/2015 at 09:02

    Não vou assinar por que sinto cheiro de perseguição religiosa. Creio que ficaram revoltados só por que o homenageado era um bom cristão.

    Reply
    • Douglas Nascimento 25/09/2015 at 09:13

      Marcelo, acho que você é que está sendo cego.
      Primeiro ninguém é contra eventualmente homenagear a figura que foi proposta, só somos contrário a mudança do nome do túnel.
      Segundo, o fato de uma pessoa ser um bom cristão não é algo que deve ser levado em consideração para dar nome de logradouro.

      Reply
      • SavianoMarcio 25/09/2015 at 10:07

        O povo precisa ficar mais esperto, já tentaram mudar o nome da estação SP-Morumbi, e depois a Butantã da linha 4 – amarela para um tal de “Oscar Erbolato”.

        http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1206009

        Outras nomeações: http://i798.photobucket.com/albums/yy262/Valderifs/CPTM.jpg

        Reply
        • Marcelo José de Souza 25/09/2015 at 10:46

          O cidadão homenageado foi uma pessoa muito importante para as pessoas que moram na região, mas se vocês acham que é minha cegueira, que seja então. Mas que perseguem, perseguem… Não me surpreende, e o peso dessa responsabilidade não será meu.

          Reply
          • SavianoMarcio 28/09/2015 at 10:09

            Pouco importa o fato deles serem conhecidos na região, nomes de estações devem ser baseados em referencias pontuais facilmente reconhecidas, não só por quem mora na região mas por quem não mora, pergunte para quem mora em Francisco Morato, Guaianazes, Guarulhos ou São Caetano o que é mais fácil, “Oscar Erbolato” ou Butantã, Shopping Morumbi? Tunel “Salatiel Pereira do Valle” ou da Mata Fria?

            São os piores referências possíveis esses nomes, e homenagem se faz em nome de rua.

          • Chris Palagani 13/12/2015 at 10:48

            É triste ver uma pessoa com dificuldade de entendimento e portanto sempre se escorará na alegação de perseguição religiosa

        • JORGE ROBERTO COELHO FERREIRA 25/09/2015 at 10:53

          Que diabo seria esse Oscar Erbolato ?

          Reply
      • JORGE ROBERTO COELHO FERREIRA 25/09/2015 at 10:51

        Apoiado. Não há na matéria ou nos comentários feitos aqui, qualquer animosidade contra a religião do homenageado. Aliáz, nada tem um coisa a ver com outra.

        Reply
      • Silvia Calçada 29/09/2015 at 12:27

        Nesse caso, a fila de bons cristãos é imensa. Haja logradouro!

        Reply
    • Daniel 28/09/2015 at 11:29

      Hitler era cristão, o diabo era um anjo nem por isso eles merecem homenagens em túneis e avenidas.
      Sou cristão, porém acredito que um túnel que há anos tem esse nome de MATA FRIA deve continuar assim.
      Se a igreja Batista tem de reclamar com alguém é com o nobre deputado que usou o nome dela.

      Não vejo perseguição alguma na matéria do site ou nos comentários.
      Deputados Estaduais deveriam diminuis seus luxos pagos com dinheiro público e investigar o Metrô, a CPTM, a Sabesp e cobrar eficiencia do executivo.

      Reply
  • claudio 25/09/2015 at 09:39

    Realmente essa prática é uma das mais exercitadas pelos nossos representantes.Concordo que o homenageado, não pode ser responsabilizado.E acredito que há muito mais a fazer pelo Estado que sair mudando nome de praças, ruas e como no caso um Túnel que a mais de séculos carregou esse nome. Acho importante o São Paulo Antiga, continuar abordando essas ações, para ao menos saibamos o quanto se produz de aberrações e projetos de Lei que alteram, exclui, apaga e ignora a história. Seria o mesmo que algum ilustre parlamentar virem amanhã, modificarem o nome do vale do Anhangabaú, Rio Tietê, Rio Pinheiros… Como se a prerrogativa do cargo desse esses poderes… O pior é pensar que em geral esses projetos não são contestados e passam nas comissões de aprovação sem maiores dificuldades.
    Major Olímpio, que tal mudar seu nome para Major “Eu limpo”… Neste caso a história.

    Reply
  • Jaime Toda 25/09/2015 at 10:25

    Assinar uma petição para cancelar uma lei já aprovada?Entrar na justiça para cancelar ?Sugiro ajuizar uma petição para propor uma lei que obrigue o legislativo a submeter qualquer aprovaçao em plenário a um plebiscito com prazo e voto mínimo de aprovação do povo.

    Reply
  • Marcio Labate 25/09/2015 at 12:39

    Realmente este ilustre Deputado tem mesmo muito o que fazer!!!!!!….inútil!!!!! Isto só nos mostra o quanto devemos reduzir a Assembléia Legislativa e o Congresso Nacional!!! Bando de ignorantes inúteis!!!

    Reply
  • Thiago Silva 25/09/2015 at 14:30

    Vou explicar as verdades, sou negro, e sou nascido em Mairiporã, conheço as histórias e as verdades, e vou contar um pouco do que sei.
    Na época da escravatura, a cidade de Mairiporã também tinha escravos de coronéis. Quando da Libertação algumas áreas foram doadas aos escravos, áreas estas que em Mairiporã estão localizadas nos bairros Hortolândia, Mata Fria e Floresta Negra.
    Poucos remanescentes de descendentes de escravos continuam morando no Bairro do Hortolândia, que é bem distante da região central da cidade.
    Uma grande parte dos descendentes de “negros” foi morar mais perto da cidade, em bairros como Jardim Fernão Dias, Jardim Pinheiral, Parque Náutico e Capoavinha.
    É importante frisar que muitos destes descendentes trabalharam nas Olarias existentes na cidade até os anos 80.
    Em 1970, foi a data em que o homenageado SALATIEL PEREIRA DO VALLE, chegou em Mairiporã para trabalhar na Construção da Estação Cantareira de Tratamento de Água. Com a chegada em Mairiporã Salatiel percebeu que a cidade não tinha trabalho Batista e organizou uma missão com o apoio da Igreja Batista Betel em SP. Com os irmãos reunidos percebeu que existiam muitas famílias carentes na cidade e entre elas vários descendentes de escravos residentes nos bairros Fernão Dias e Jardim Pinheiral, a equipe da igreja recolhia mantimentos e roupas em São Paulo e região e saiam entregando a estas pessoas.
    O Senhor Salatiel colaborou com instituições de caridade como (APAE, LAR de Crianças, Asilos).
    Em 2011 sensibilizado com o grande terremoto que destruiu o Haiti, começou um trabalho de arrecadar roupas e medicamentos e em 2012 foi em uma missão com sua esposa para o Haiti, onde puderam presenciar a luta daquele povo e levar um pouco de amor e ajuda humanitária.
    Seu filho Cleriston Pereira do Valle em 2013 quando assumiu a Secretaria de Relações Institucionais na cidade, fez questão de convocar a 1ª Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial e também de criar o primeiro evento organizado pela prefeitura do Dia da Consciência Negra (20 de Novembro), que foi reconhecido pela Câmara Municipal e lhe rendeu uma Moção de Congratulação.
    Só para constar: O túnel Mata Fria, foi edificado em 1958 quando da Construção da Rodovia Fernão Dias, e verdadeiramente não existe nada de correlação o Túnel Mata Fria com os Negros. E sim os bairros que estão localizados em cima do morro e são denominados de Hortolândia, Floresta Negra e Mata Fria. (Estes sim devem e podem receber nomes dos negros que fizeram a história, não somente os bairros, mas também as ruas e vamos além na entrada do Bairro Hortolândia, existia uma capela centenária que deveria ser reconstruída e a área entregue aos negros).
    Só para constar: Não existe na cidade nenhuma comunidade oficial de Quilombola.
    Só para constar: O Secretário Cleriston Pereira do Valle, foi o criador do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

    MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES Nº 15 DE 2013

    CONSIDERANDO primeiro que a Secretaria Municipal de Captação de Recursos e Relações Institucionais realizou na data de 20 de novembro a Comemoração do “Dia da Consciência Negra” em nosso Município;

    CONSIDERANDO que a data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, que representa o símbolo para se lembrar a resistência do negro à escravidão;

    CONSIDERANDO que a memória de Zumbi dos Palmares reafirma-se no panteão dos heróis que escreveram, com a própria vida, a história do povo brasileiro, na luta por ideais grandiosos, tais como igualdade e justiça social;

    CONSIDERANDO que naquele evento, além de muitas autoridades, estiveram presentes três descendentes diretos de Quilombolas de nossa região: Senhores Teodoro Lourenço, Darci Maria Luiz e Enriqueta Lourenço,

    APRESENTO à Douta Mesa, na forma regimental, depois de ouvido o Colendo Plenário, a presente Moção de Congratulações à Secretaria Municipal de Captação de Recursos e Relações Institucionais na pessoa de seu Secretário Cleriston Valle, pelo brilhantismo do evento.

    Plenário “27 de Março”, 10 de dezembro de 2013

    Edio de Oliveira Sousa

    http://camaramairipora.sp.gov.br/index.php?view=__view_IndReqMocPage&id=1376

    Verdades sejam ditas.
    Douglas Nascimento, ninguém quer acabar com a Historia dos Negros, muito pelo contrário. O Salatiel sempre dedicou sua vida ao próximo, o que ele tinha não era dele, ajudava a todos e merece ser homenageado.
    Repito sou NEGRO e conheço nossa história…

    Reply
    • Douglas Nascimento 25/09/2015 at 14:37

      Compreendo tudo que você escreveu e concordo em boa parte.
      Mas não é justificativa mudar o nome do túnel, sendo que existem vários outros logradouros que podem receber o nome.
      O túnel recebeu realmente o nome de Mata Fria em 1958, mas o termo Mata Fria para aquela região é do final do século 19. Não se pode apagar uma história para contar outra, como o deputado propôs.

      Reply
    • Silvia Calçada 03/01/2016 at 03:52

      Não entendi. Essa longa explanação é contra, ou a favor?

      Reply
    • Silvia Calçada 03/01/2016 at 03:56

      Esse longuíssimo comentário é contra, ou a favor? De qualquer modo a essência da questão não tem a ver com queremismo, mas com nominalismo e afinal… qual foi o crime do nome “Mata Fria” para ser condenado?

      Reply
    • Bethos Massucato 13/11/2018 at 16:02

      Sr Thiago Silva, na verdade quem realmente conhece a história de Mairiporã e tem total dominio de nossa historia é o nosso Memorialista Mairiporanense Pedro Thomaz Pereira, e a relação dos quilombos da mata fria com o Tunel assim chamado. Existe uma relação sim. Alias as terras dessa região foram doadas pela sra Elisiária fagundes para que os negros pudessem ali se estabelecer e o nome mata fria FOI DADO PELOS NEGROS DOS QUILOMBOS DA REGIÃO e o termo Mata Fria para aquela região é do final do século 19.
      ALIÁS HOUVE UMA MORTE NA CONSTRUÇÃO DO TUNEL ao qual também babria o nome da pessoa no próprio tunel, jamais desmerecendo a pessoa nem a religião do sr Salatiel e o fato do senhor ser negro reafirma que nem a comunidade negra de mairiporã conhece sua própria historia.

      Reply
  • Edson 25/09/2015 at 15:17

    Esses deputados que não têm o que fazer, ficam se preocupando com tolices! Vá trabalhar pelo Estado que está precisando muito em vez de ficar se metendo em coisas inúteis!

    Reply
  • José Batista 25/09/2015 at 15:36

    Vejo da seguinte forma: Preserva-se o Túnel Mata Fria, que é antigo, e denomina o túnel novo com o nome do homenageado.

    Reply
  • Fernando Teixeira da Silva 25/09/2015 at 16:05

    Pelo jeito o túnel vai entrar mais uma vez numa fria! kkkkkk

    Reply
  • SILLAS SIDNEI LAZARO 27/09/2015 at 06:22

    COM TANTA COISA A SER FEITA, OU SERA QUE NÃO TEM ,VAI MEXER COM O QUE ESTA QUETO A MUITOS ANOS, ACHO QUE E FALTA DO QUE FAZER.

    Reply
  • Thais Lima Ribeiro feriato 28/09/2015 at 20:12

    Pode até mudar, mas continuarei a chamar de Tunel da mata Fria.

    Reply
  • danielpardo2015 03/10/2015 at 20:16

    Esses políticos devem viver num mundo paralelo ao nosso… ou senão eles tiram uma com nossa cara, ou as duas coisas, com tanta coisa para resolver na cidade os caboclos resolvem mudar nome de túnel, faça me um favor…

    Reply
  • Simone Valerio 13/10/2015 at 19:23

    o Sr. José Batista deu uma ótima ideia. Simples e que resolveria essa pândega. E o nobre deputado poderia então se inspirar nas obras que o Sr. Salatiel fez em vida ao invés de fazer projetos de leis menos importantes.

    Reply
  • paulo paca (@paulo_paca) 02/11/2015 at 12:39

    Apesar de todo debate, vai continuar sendo popularmente chamado de Mata Fria. Concordo com o autor: ruas para serem “batizadas” vão aparecer, não é necessário trocar um nome já conhecido. Foi só mais um PL de um deputado que deveria se preocupar com coisas mais importantes do que nome de vias. Só mais um PL pra ele poder dizer que fez alguma coisa no mandato.

    Reply
  • Jussara 25/12/2015 at 23:17

    Sou sobrinha do senhor Salatiel Pereira do Valle. Quero deixar registrado aqui que sou totalmente contra a alteração do nome do túnel em homenagem ao meu tio. Meu tio não foi uma figura pública de destaque na cidade, nem desempenhou carreira como político. Ele foi sim, um homem íntegro, idôneo, e jamais desejaria causar esse mal estar entre a comunidade dos quilombolas, bem como a sociedade mairiporanense. Foi um homem cristão que deixou um legado admirável a todos que o conheceram e o lugar em que ele mais gostava de estar era junto com sua família e na Igreja Batista onde desenvolvia inúmeros trabalhos missionários… A homenagem maior meu tio já recebeu. A certeza de que seu trabalho enquanto cristão agradou a Deus.

    Reply
    • Silvia Calçada 30/12/2015 at 03:49

      Que belo exemplo e que grande gesto, Jussara. Parabéns!

      Reply
    • José Panta 02/01/2016 at 16:01

      Posto aqui as plavras do meu amigo
      Thiago Silva
      Vou explicar as verdades, sou negro, e sou nascido em Mairiporã, conheço as histórias e as verdades, e vou contar um pouco do que sei.
      Na época da escravatura, a cidade de Mairiporã também tinha escravos de coronéis. Quando da Libertação algumas áreas foram doadas aos escravos, áreas estas que em Mairiporã estão localizadas nos bairros Hortolândia, Mata Fria e Floresta Negra.
      Poucos remanescentes de descendentes de escravos continuam morando no Bairro do Hortolândia, que é bem distante da região central da cidade.
      Uma grande parte dos descendentes de “negros” foi morar mais perto da cidade, em bairros como Jardim Fernão Dias, Jardim Pinheiral, Parque Náutico e Capoavinha.
      É importante frisar que muitos destes descendentes trabalharam nas Olarias existentes na cidade até os anos 80.
      Em 1970, foi a data em que o homenageado SALATIEL PEREIRA DO VALLE, chegou em Mairiporã para trabalhar na Construção da Estação Cantareira de Tratamento de Água. Com a chegada em Mairiporã Salatiel percebeu que a cidade não tinha trabalho Batista e organizou uma missão com o apoio da Igreja Batista Betel em SP. Com os irmãos reunidos percebeu que existiam muitas famílias carentes na cidade e entre elas vários descendentes de escravos residentes nos bairros Fernão Dias e Jardim Pinheiral, a equipe da igreja recolhia mantimentos e roupas em São Paulo e região e saiam entregando a estas pessoas.
      O Senhor Salatiel colaborou com instituições de caridade como (APAE, LAR de Crianças, Asilos).
      Em 2011 sensibilizado com o grande terremoto que destruiu o Haiti, começou um trabalho de arrecadar roupas e medicamentos e em 2012 foi em uma missão com sua esposa para o Haiti, onde puderam presenciar a luta daquele povo e levar um pouco de amor e ajuda humanitária.
      Seu filho Cleriston Pereira do Valle em 2013 quando assumiu a Secretaria de Relações Institucionais na cidade, fez questão de convocar a 1ª Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial e também de criar o primeiro evento organizado pela prefeitura do Dia da Consciência Negra (20 de Novembro), que foi reconhecido pela Câmara Municipal e lhe rendeu uma Moção de Congratulação.
      Só para constar: O túnel Mata Fria, foi edificado em 1958 quando da Construção da Rodovia Fernão Dias, e verdadeiramente não existe nada de correlação o Túnel Mata Fria com os Negros. E sim os bairros que estão localizados em cima do morro e são denominados de Hortolândia, Floresta Negra e Mata Fria. (Estes sim devem e podem receber nomes dos negros que fizeram a história, não somente os bairros, mas também as ruas e vamos além na entrada do Bairro Hortolândia, existia uma capela centenária que deveria ser reconstruída e a área entregue aos negros).
      Só para constar: Não existe na cidade nenhuma comunidade oficial de Quilombola.
      Só para constar: O Secretário Cleriston Pereira do Valle, foi o criador do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

      MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES Nº 15 DE 2013

      CONSIDERANDO primeiro que a Secretaria Municipal de Captação de Recursos e Relações Institucionais realizou na data de 20 de novembro a Comemoração do “Dia da Consciência Negra” em nosso Município;

      CONSIDERANDO que a data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, que representa o símbolo para se lembrar a resistência do negro à escravidão;

      CONSIDERANDO que a memória de Zumbi dos Palmares reafirma-se no panteão dos heróis que escreveram, com a própria vida, a história do povo brasileiro, na luta por ideais grandiosos, tais como igualdade e justiça social;

      CONSIDERANDO que naquele evento, além de muitas autoridades, estiveram presentes três descendentes diretos de Quilombolas de nossa região: Senhores Teodoro Lourenço, Darci Maria Luiz e Enriqueta Lourenço,

      APRESENTO à Douta Mesa, na forma regimental, depois de ouvido o Colendo Plenário, a presente Moção de Congratulações à Secretaria Municipal de Captação de Recursos e Relações Institucionais na pessoa de seu Secretário Cleriston Valle, pelo brilhantismo do evento.

      Plenário “27 de Março”, 10 de dezembro de 2013

      Edio de Oliveira Sousa

      http://camaramairipora.sp.gov.br/index.php?view=__view_IndReqMocPage&id=1376

      Verdades sejam ditas.
      Douglas Nascimento, ninguém quer acabar com a Historia dos Negros, muito pelo contrário. O Salatiel sempre dedicou sua vida ao próximo, o que ele tinha não era dele, ajudava a todos e merece ser homenageado.
      Repito sou NEGRO e conheço nossa história…

      Reply
    • Bethos Massucato Pires 13/11/2018 at 16:27

      A melhor definição que li até agora.

      Reply
  • J Luiz González 14/01/2016 at 00:05

    Parabéns pelas pesquisa e informações detalhadas da origem do nome Mata Fria!
    E parabéns pela petição, que assinei.

    Reply
  • john 10/08/2017 at 18:56

    No caso em questão que propôs a alteração do nome foi o deputado federal do psol/RJ Jean wyllys página 18 câmara dos deputados VTS-1 CCULT=> PL-1860/2015
    http://www.camara.gov.br/internet/sileg/prop_lista.asp?pagina=18&Autor=5310725&Limite=N

    Reply
    • Bethos Massucato Pires 13/11/2018 at 16:31

      Essa sua informação não procede. Quem propôs a alteração foi o atual senador eleito major Olimpio.

      Reply
%d blogueiros gostam disto: