Pouco conhecida pelos paulistanos hoje em dia, a Sociedade Amigos da Cidade foi no passado – especialmente entre os anos 30 a 50 – a mais importante associação em defesa da memória e da história da Cidade de São Paulo.

SACPrecursora das ONGs e uma espécie de “mãe” da Sociedade Amigos de Bairro a SAC, como também é conhecida, foi fundada em 1934 pelo Prefeito Prestes Maia juntamente com outros idealistas focados no bem da Cidade de São Paulo. Além de Prestes Maia, a sociedade sempre contou em seus quadros associativos com importantes nomes da sociedade paulistana como, Anhaia Mello, Goffredo da Silva Telles e Laudo Natel.

Seus membros reuniam-se para deliberar a respeito de novos rumos para a cidade, seja no âmbito do urbanismo, seja no planejamento de trânsito, novas leis, criação de ruas e parques entre muitos outros temas. De dentro da SAC surgiam novas ideias para a cidade e que iam diretamente para o gabinete do Prefeito de São Paulo ou para a Câmara Municipal.

Em 1935 a Sociedade Amigos da Cidade foi notória defensora do bem estar dos moradores da Mooca, ao pressionar o poder público que transformasse a área do antigo hipódromo da cidade, que era no bairro, em um jardim ou parque público.

Seus associados tinham a missão de fiscalizar o poder público, vistoriar obras e também denunciar eventuais mazelas e desvios de conduta de autoridades municipais. Os membros da SAC costumavam portar um distintivo muito bonito o qual os apresentava como “Amigo da Cidade“.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Medindo 7cm x 5,5cm a insígnia da SAC era produzida pela mesma empresa que produzia os emblemas policiais e podia ser colocada na aba no paletó ou mesmo dentro de uma carteira. Feito em metal, o distintivo possui no centro o brasão da Cidade de São Paulo. Na parte superior o lema “Amigo da Cidade”, ladeado por ramos de café e na porção mais externa as bandeiras do Brasil e do Estado de São Paulo. Não se sabe se o distintivo foi uma iniciativa da própria SAC ou da Prefeitura do Município de São Paulo.

Com o tempo a SAC foi diminuindo suas atividades e este distintivo, infelizmente, perderam importância e foram caindo no esquecimento, tornando-se meros souvenires. Hoje é muito raro encontrar um e quando se encontra é vendido a um valor bem alto. Este, da fotografia acima, é da década de 50 e eu o adquiri através do eBay. O distintivo estava nos Estados Unidos.

A SAC existe até hoje e tem sua sede na Rua Benjamin Constant 77, na Sé.

Em uma época em que a Cidade de São Paulo anda tão mal tratada, seria muito bom vermos este distintivo deixar de ser apenas um souvenir antigo!

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Pardo 21/02/2015 at 22:34

    Então se essa associação existe até hoje, hoje no entanto deve ser mero órgão público decorativo, a julgar pelas inúmeras demolições relatadas aqui nesse site.

    Reply