Muita gente pode imaginar que pesquisas arqueológicas ficam restritas a sítios distantes e pouco habitados. No entanto a arqueologia se faz presente e fundamental em todos os espaços, sejam eles urbanos ou rurais.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga - Clique para ampliar

Durante os meses de fevereiro e março de 2013 o histórico Sítio Morrinhos, localizado na zona norte da Cidade de São Paulo, recebeu uma intervenção arqueológica para identificar e mapear possíveis fragmentos históricos do passado da construção.

A iniciativa, do Departamento de Patrimônio Histórico de São Paulo (DPH), foi realizada pela equipe de arqueólogos da Zanettini Arqueologia por toda área de entorno do sítio, com o objetivo de encontrar resquícios de outros períodos de ocupação do local, construído em 1702, que não tenham sido encontrados em tentativas anteriores.

Todo entorno do sítio foi pesquisado (clique para ampliar).

Todo entorno do sítio foi pesquisado (clique para ampliar).

O objetivo segundo Breno Paiva, gestor de campo no Sítio Morrinhos, é encontrar traços da vida cotidiana dos antigos habitantes locais. Estes traços podem ser identificados como cachimbos, utensílios, restos de comida e outros objetos comuns do dia a dia das pessoas. Durante nossa visita ao local, foi possível acompanhar o encontro de uma bala de revólver calibre 22, restos de telhas, ossos de animais e de utensílios do lar, como um pedaço de xícara.

Técnica mostra um achado no local (clique para ampliar).

Técnica mostra um achado no local (clique para ampliar).

Uma pesquisa arqueológica como esta é de suma importância para que possamos compreender com mais precisão o cotidiano daqueles que habitaram o local no passado. O Sítio Morrinhos tem mais de trezentos anos de idade.

Tudo que foi encontrado no local será estudado com minúcias ali mesmo no sítio, onde funciona o Centro de Arqueologia de São Paulo. É ali que está o coração da pesquisa arqueológica de nossa cidade, que abriga acervo coletado e estudado a partir das mais variadas escavações arqueológicas ocorridas em São Paulo, como na região do Largo da Batata, em Pinheiros, e no Sítio Lítico do Morumbi. Acervo este que vem sendo ampliado desde 1979, quando DPH e USP firmaram acordo  para desenvolver um programa de arqueologia histórica na cidade de São Paulo.

Na foto algumas amostras do Centro de Arqueologia de São Paulo (clique para ampliar).

Na foto algumas amostras do Centro de Arqueologia de São Paulo (clique para ampliar).

Na galeria abaixo, mais algumas fotos com o trabalho arqueológico no local (clique na foto para ampliar):

Preparando futuros arqueólogos:

Uma iniciativa do poder público pode, num futuro a médio prazo, trazer mais interessados no estudo da arqueologia. Com o objetivo de educar e conscientizar as crianças sobre a importância da arqueologia na história e no cotidiano das pessoas, alunos de escolas próximas a sítios arqueológicos são levados a campo para entender como funciona este trabalho.

Aprender de forma divertida, estimula a criança (clique na foto para ampliar).

Aprender de forma divertida, estimula a criança (clique na foto para ampliar).

Cerca de 30 alunos da EMEF Comandante Garcia D’Ávila, do Parque Peruche, estiveram no local para conhecer como é o cotidiano de um arqueólogo e suas atribuições em campo. Os alunos se dividiram em duas turmas, e enquanto uma conhecia a história do Sítio Morrinhos pelos corredores do museu local, outra turma já caminhava pelas áreas externas, aprendendo sobre o trabalho do arqueólogo e a importante missão da arqueologia na história da humanidade.

A equipe da Zanettini Arqueologia apresentou as ferramentas de trabalho aos alunos e permitiram que eles, por alguns minutos, sentissem como é o trabalho do arqueólogo. Nas imagens abaixo, é possível ver o fascínio que a arqueologia exerce nas crianças.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Somos muito críticos ao poder público, mas é preciso reconhecer quando há iniciativas que são estimulantes e modernas. A empolgação das crianças durante todo o período de visita ao Sítio Morrinhos mostra que no futuro poderemos ter novos arqueólogos. O que representa mais trabalho no setor, mais reconhecimento e, principalmente, mais descobertas importantes sobre nossa história.

Abaixo, mais algumas imagens das crianças conhecendo o Sítio Morrinhos (clique para ampliar):

TV São Paulo Antiga:

A visita ao Sítio Morrinhos também serviu para gravarmos nosso piloto para a TV São Paulo Antiga. Neste programa de estreia, Bruno Paiva, gestor de campo da Zanettini Arqueologia, explica um pouco dos trabalhos no local. Assistam, e não deixem de assinar nosso novo canal no YouTube para receberem automaticamente nossos próximos episódios.

Agradecimentos:
Zanettini Arqueologia
DPH – Departamento de Patrimônio Histórico
Centro de Arqueologia de São Paulo

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • MARCIA 19/04/2013 at 02:54

    Muito bacana!

    Parabéns pelo site, aliás a matéria sobre os pontos de ônibus em que você aparece ficou muito legal!

    Reply
  • Daniel Joaquim dos santos 23/09/2018 at 09:20

    Achei um sítio de arqueologia da época do incas próximo a Campinas ta intakito uma muralha e um prédios de grandes pedras encaixadas com um risco au lado no meio da Mata na montanha com porta de pedra fexada intocável me adicione no meu zap 011 945887193 Daniel garimpeiro

    Reply
%d blogueiros gostam disto: