Pobre cidade de Guarulhos, de longe um dos municípios mais mal tratados pelo poder público de toda a grande São Paulo.

Uma das maiores cidades do Estado e uma das que mais arrecada impostos e tributos, seja com seu grande número de transportadoras e fábricas ou com o gigante Aeroporto Internacional de São Paulo mas disparado uma das que menos reflete seus ganhos no bem estar de seus cidadãos.

A cidade tem ruas muito esburacadas, avenidas escuras à noite – com problemas na iluminação – e muito descaso com o patrimônio arquitetônico local, o pouco que ainda resiste.

O curioso é que Guarulhos, depois da capital e de Barueri, é a cidade com o maior número de hotéis de médio e alto padrão da Grande São Paulo, mas tem zero de turismo. Zero por absoluta incompetência administrativa e uma sucessão de prefeitos e secretários tacanhos.

Veja o caso reportado aqui recentemente da locomotiva que apodrece a céu aberto no centro da cidade e agora o caso desta casa quase centenária que está indo abaixo:

clique na foto para ampliar

Localizada no número 1598 da Avenida Guarulhos, em Vila Augusta, este casarão era um dos últimos representantes desta avenida construídos na primeira metade do século 20.

O imóvel faz parte de um conjunto maior, que engloba além da residência um conjunto comercial do lado esquerdo e de arquitetura inspirada em art déco. Por vários anos tanto o conjunto comercial quando o imóvel já se encontravam fechados, entretanto com placa de “aluga-se”.

A casa e o conjunto comercial (clique para ampliar)

Nos últimos dias de março de 2019 o imóvel passou para as estatísticas de construções antigas desaparecidas. Sua demolição teve início para – de acordo com o que apuramos com pessoas trabalhando no local – dar lugar a um supermercado de uma importante rede.

A derrubada aparentemente não irá atingir a construção comercial anexa à residência, mas a casa já foi abaixo. Uma grande perda para a Vila Augusta, charmoso bairro guarulhense que está cada vez mais entulhado de prédios de arquitetura de gosto duvidoso, ruas congestionadas e zero de melhorias da prefeitura para a região.

Lembrando que, ao menos na teoria, Guarulhos tem um órgão para a defesa do patrimônio do município. Denominado Conselho Municipal de Patrimônio Histórico, Artístico, Ambiental e Cultural do Município de Guarulhos ou (CMPHAACMG) é tão complicada a sigla quanto a possibilidade de saber se este mecanismo público realmente funciona ou se é apenas um faz de conta.

A casa já quase que completamente demolida em 01/04/2019 (clique para ampliar)

Nesta avenida sobrevive, sabe-se lá até quanto, um casarão quase em frente a este e o antigo galpão da fábrica de máquinas de café Lilla, hoje ocupada por atacadista de rações.

Parece que em Guarulhos de fato o que melhor funciona é mesmo o aeroporto, especialmente se a pessoa comprar passagem só de ida para outro país.

Veja mais fotos do imóvel (clique para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • Marcelo 01/04/2019 at 17:37

    Parecia estar em bom estado de conservação. Lamentável.

    Reply
  • LUCIO GOMES MACHADO 01/04/2019 at 18:38

    Guarulhos é uma cidade sem memória!

    Reply
  • Celso P 01/04/2019 at 19:26

    Eu não gostaria de morar em um município que trata sua memória dessa maneira.

    Reply
  • Maria Aparecida 01/04/2019 at 20:30

    Ah! E o quadro da Tarsila Amaral que existe na cidade e está guardado….Pasmem! Dizem que no canil da GCM

    Reply
  • ademir bulgarelli 02/04/2019 at 11:00

    por que na encaminha essa informação ao prefeito guti

    Reply
  • andre santana 02/04/2019 at 22:15

    Uma covardia,dói muito na alma quando isso acontece…Infelizmente a ganância de uns fala mais alto…Triste,muito triste!!!

    Reply
  • Evandro Cordeiro 04/04/2019 at 03:29

    O interessante e não menos triste é que, descendo a Av Guarulhos , na altura do Nº 1797 (onde funciona um escritório de Advocacia) exite do outro lado da rua um vasto terreno baldio, o qual seria o ideal para construir o tal Supermercado.

    Reply
  • Taylor 09/04/2019 at 06:11

    Sabe como Guarulhos “reflete seus ganhos no bem estar de seus cidadãos”? Erguendo esculturas enormes feitas em aço inox, de gosto duvidoso e custo astronômico. Isso em detrimento de uma infra estrutura precária – inclusive saneamento básico – em toda sua periferia.
    Somos todos indolentes. Inclusive na hora de protestar e exigir os direitos.

    Reply
    • Luiz Henrique 10/04/2019 at 08:29

      É isso aí!

      Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 11/04/2019 at 21:14

    É lamentável esses desaparecimentos de patrimônios históricos, em um município que em seu território funciona um aeroporto de tamanha importância para o país!

    Reply
  • MAXILIANO MANCANO 12/05/2019 at 02:09

    A pouco tempo demoliram uma antiga casa dos escoteiros com arquitetura semelhante inglesa próximo a antiga microelite, e até hoje o terreno está aparado, a cede de derrubar apenas , fiquei profundamente triste!
    Para quem conhece outras cidades é evidente observar o quanto Guarulhos é mau planejada sem valor cultural e histórico algum !
    Isso se deve pela massiva migração de toda parte do país e consequentemente são pessoas que não se importa com a história da cidade!
    Hoje Guarulhos é um verdadeiro caos sem planejamento, permitem apartamento em tudo que é lugar, cidade que cresceu sem urbanização por invasões legalizadas e favelizadas .
    A cidade precisa ser governada por quem realmente ama essa cidade, diferente disso a tendência é piorar !

    Reply
  • Alessandro Vieira 10/06/2019 at 15:06

    Em cima dessa demonição, nesse final de semana fui ao centro de Guarulhos e vi que a casa na felicio marcondes, deu espaço para um estacionamento, e essa casa era uma das unicas no centro

    Reply
%d blogueiros gostam disto: