Passeando por Guarulhos para fazer uma reportagem em uma feira livre, encontrei esta preciosidade meio escondida atrás da lona de uma das barracas:

clique na foto para ampliar

Esta residência graciosa está localizada na avenida Avelino Alves Machado, no Jardim Pinhal. Me despertou o interesse e chamou a atenção o belo estado de preservação e o esmero com que a casa é mantida.

Tudo nela me agradou, a começar pela cor que combinou muito bem com o simpático jardim que a casa possui logo em sua entrada. O muro baixo, portão e gradil complementam a beleza do imóvel.

Particularmente gosto muito de residências como esta. São exemplos cotidianos do passado simples e agradável que tínhamos em nossas ruas, muito antes da chegada de muros e portões altos tão presentes nas casas atuais, que faz com que pareça que vivemos em prisões domiciliares.

Veja mais fotos (clique na miniatura para ampliar):

 

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Marcelo 21/03/2018 at 12:10

    Tem razão, Douglas. As colunas em diagonal marcam uma época. O nome do bairro é em homenagem à torrefadora de café ou o contrário? Quanto ao jingle da propaganda do café, o compositor Samuel Kerr, docente da Unesp, fez um bonito arranjo a 4 vozes.

    Reply
  • Simone Valerio 22/03/2018 at 09:57

    Muito bonita. Lembra a infância, os anos 70. A vida era mais simples, sem tanta tecnologia. A honestidade ainda imperava e podia se dar ao luxo de ter muros baixos. O dono desta residência é corajoso. As pessoas sobem muros e gradis por medo .

    Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 23/03/2018 at 18:00

    Essa residencia lembra moradias do interior ou bairros distantes dos centros das cidades!

    Reply
  • fernando 23/03/2018 at 22:41

    Boa noite Sr.Douglas Nascimento, gostaria de sugerir que o senhor postasse neste site as fábricas de Francisco Matarazzo, como eram nos tempos áureos desta indústria, ou como estão hoje estas construções,..admiro a história deste personagem, desde já agradeço…

    Reply
  • Claudio S Cardoso 24/03/2018 at 19:46

    Bacana hein !!!

    Reply

Comunicado importante aos leitores e leitoras do São Paulo Antiga

Neste momento estou enfrentando um período de muitas dificuldades para manter o site no ar, com a possível saída de nosso patrocinador institucional.

 

Preciso da sua colaboração para que o site não encerre suas atividades em 1 de julho de 2018.

 

Faça uma doação ou assinatura mensal no site São Paulo Antiga, através da plataforma APOIA.SE

 

Desde já muito agradecido,

Douglas Nascimento, autor e editor