A região que fica ao redor do Museu da Imigração e nas proximidades da Estação Bresser-Mooca do metrô, ainda é bastante interessante para se observar casas antigas. Por ali ainda existem construções erguidas no início do século 20 que resistem ao tempo.

Entre elas, esta simpática casa localizada no número 386 da rua Ipanema:

clique na foto para ampliar

E este imóvel serve como um bom exemplo de como a ausência de uma política municipal de educação patrimonial faz falta em uma cidade como a nossa. Apesar de bastante preservada em seus traços arquitetônicos, a casa perdeu suas janelas originais – no total de três – sendo substituída por uma única janela feita em alumínio.

Não creio ser correto criticar o dono, mas sim a referida falta de uma fiscalização mais efetiva por parte do DPH (órgão de defesa do patrimônio). Na maioria das vezes as pessoas não tem conhecimento técnico e nem mesmo capital para recuperar, por exemplo, as janelas originais.

clique na foto para ampliar

Nota-se, ao menos, um cuidado em não remover ou danificar as conchas que adornam o frontão.

O São Paulo Antiga defende, há anos, a ideia de se descontar ou isentar o IPTU de imóveis como este, cada vez mais raros na capital, em troca do proprietário reverter alterações e/ou manter o imóvel sempre preservado. Ganha o morador, o cidadão e a municipalidade. Ou seja, todos ganham.

Veja mais fotos:

clique na foto para ampliar

Nesta mesma rua Ipanema havia uma outra residência antiga muito interessasnte, de 1922, que infelizmente foi demolida. Clique aqui para conhecer.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • vanialacerda2013 05/04/2017 at 11:10

    Sim, algum tipo de incentivo deveria ter para o proprietário cuidar desses imoveis. Às vezes, falta ao proprietário até informação, ele não chega a se dar conta de que aquele imovel é importante, faz parte da historia da cidade. Pra ele, é uma velharia, e trocar as antigas janelas de madeira talvez já apodrecida por essas de aluminio é até uma melhoria, na cabeça desse proprietário pouco informado.

    Reply
  • Bolívar Pinta Júnior 05/04/2017 at 12:15

    ….essa casa tem eira , beira e tribeira !!

    Reply
  • Neuza Paranhos 05/04/2017 at 12:39

    Que doçura de casa.

    Reply
  • Helen Sylvia 07/04/2017 at 11:42

    Pensar que eu passei boa parte da minha infância nesta região, eu morava exatamente onde hoje é a estação Bresser do metro, na Rua Bresser nº 1842. Lembro que brincávamos o dia inteiro pelas calçadas da Rua Ipanema, tinha a Nestle, um deposito da Brama, sou do tempo da porteira ainda. Tinha uma cancela onde os carros parava para o trem passar kkk. Lembro da construção do viaduto e da sua inauguração. Bons tempos.

    Reply
  • Daniel Pardo 08/04/2017 at 20:11

    Muitas das casas dessa região mais próxima do Brás e do Brás propriamente dito, sofrem esse tipo de descaracterização, infelizmente.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: