A Rua Pascoal Ranieri, no bairro do Pari, é uma via que não é exatamente conhecida por suas casas mas geralmente lembrada por dar acesso à sede social da Associação Portuguesa de Desportos.

Apenas três residências existem ali e a rua, especialmente após os limites do clube de futebol, nunca foi 100% urbanizada via esta que surgiu apenas após a retificação do Rio Tietê nos arredores. Antes não tinha nome e haviam algumas casinhas muito simples espalhadas.

A casa abaixo é uma preciosidade desta rua do Pari:

clique na foto para ampliar

Localizada no número 69, esta residência é bem interessante. Chama bastante a atenção para quem entra nesta rua, principalmente pelo fato desta altura da via ser apenas muros tanto da Portuguesa quanto de outras instalações públicas vizinhas.

A cor rosa sem dúvida é um chamariz para o destaque numa área onde o branco de cal dos muros predomina.

Além disso a residência está bastante preservada quanto a sua originalidade, onde podemos ver os portões baixos (o da garagem me parece mais recente que o de pedestres), o charmoso e tradicional piso de caquinhos vermelhos e, para dar uma toque a mais, uma estátua branca na entrada da casa.

Não foi possível precisar a data de construção, mas pelo seu estilo e até pelo histórico da região – antes cercada pelo Rio Tietê pré retificação – é bem possível que tenha sido erguida em meados da década de 1950.

Veja mais fotos (clique na miniatura para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • Walkiria Claudete Pintucci 15/04/2019 at 15:59

    Linda…

    Reply
  • antonio carlos novelli 15/04/2019 at 17:22

    Essas casas me trazem uma grande nostalgia, uma saudade que vem muito de longe…

    Reply
  • andre santana 15/04/2019 at 18:26

    Maravilhosa, só que bate uma saudade na alma!!!Bons tempos dos muros baixos,onde ainda era possível conversar com os vizinhos…Hoje a ignorância tomou conta de todos!!!Vale apena saber que tem pessoas que ainda conserva joias como essa…parabéns e obrigado por trazer consolo ás nossas almas!!!

    Reply
  • Bolívar Pinta Júnior 15/04/2019 at 20:02

    …/… excelente registro !

    Reply
  • Vania 15/04/2019 at 20:05

    Muito preservada, a casa! O que sempre me chama a atenção, nessas casas, é a altura do muro e do portão. São bem baixinhos, a prova viva de que São Paulo já foi um lugar tranquilo e seguro.

    Reply
  • Marcia Valeria Torres 15/04/2019 at 21:05

    Douglas, gosto muito de seus comentários, chamadas de atenção, etc. Acho que vc deveria promover isso no YouTube. Mais gente acabaria sendo influenciada pela necessidade de preservação da arquitetura urbana – e da história.

    Reply
    • Douglas Nascimento 16/04/2019 at 08:42

      Está tudo pronto para o nosso canal iniciar publicações semanais sobre os mais diversos temas. Fique de olho!

      Reply
%d blogueiros gostam disto: