Mais outra residência antiga encontrada à venda e já parcialmente demolida na rua Dr. Alberto Seabra. Tal qual seu vizinho já catalogado aqui no São Paulo Antiga, a casa do número 716 está a venda pela mesma imobiliária. Pelo fato de serem vizinhas de terreno é bem possível que ambas estejam à venda em conjunto para que uma vez demolidas no lugar delas saia, provavelmente, um novo edifício. O ano do imóvel é de 1913 e dificilmente chegará aos 100 anos.

Agora faça a conta: No local onde haviam duas casas, e provavelmente moravam duas famílias, pode vir a ser erguido um edifício de 20 andares (eventualmente) e que dá lugar a pelo menos 40 famílias (conta de dois apartamentos por andar). Você já parou para pensar se a rede coletora de esgotos da rua aguenta este repentino aumento de demanda ?

Está na hora do paulistano começar a se preocupar com aquilo que ele não vê: o que está debaixo da terra!

Veja mais fotos deste imóvel (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
 

Veja o imóvel vizinho: Casa – rua Dr. Alberto Seabra, 708

Conheça a região através do mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Ralph Giesbrecht 07/07/2011 at 20:20

    O bairro não existia nessa época. Isto pode-nos fazer talvez concluir que a rua Alberto Seabra é uma antiga estrada da região. Muito interessante.

    Reply
    • Ralph Giesbrecht 08/07/2011 at 09:06

      Respondendo a mim mesmo: olhando melhor e vendo o SARA BRASIL de 1930, eu acho que o nro. não é 1913, mas 913 – numeração antiga, talvez. O estilo da casa não é dos anos 1910 e não havia nem sombra de rua alguma nessa região em 1930. Nem construções, exceto uma ou outra muito isolada.

      Reply
      • Gabriel Samuel Torres 02/10/2015 at 01:10

        É sim de 1913, porém pelo tempo da construção, o numero “1” assim como os demais numeros já estão bastante apagados. Mas repare bem, bem perto do “9” há a marca do 1, apagada pelo tempo que está casa está abandonada, infelizmente.

        Reply
  • marcio 19/07/2011 at 08:42

    Amigo….sou morador dessa rua a 46 anos…..e pelo zoneamento não se pode contruir edificações com mais de 3 andares, oque torna muito interessante e gostoso morar aqui, o unico predio nessa rua foi construido totalmente irregular e até hoje não sei como conseguiram….

    Reply
    • ricardo 13/01/2014 at 23:19

      RESPOSTA: PROPINA

      Reply
  • Octávio 30/07/2011 at 01:41

    A datação me parece legítima.
    O Mapa das Estradas de São Paulo, de 1927, mostra que um pouco a Norte de onde está essa casa passava um caminho secundário, chamado de “Via Augusta”, que ligava o Cemitério da Lapa ao do Araçá, e que tem parte do traçado preservado na Rua Cerro Corá. A casa poderia facilmente ficar em um caminho transversal a esta.
    Quanto ao estilo, o edifício ficaria nos subúrbios, em uma zona ainda rural e, sendo claramente habitação de gente modesta, é normal que não adotasse nenhum estilo, tendo um caráter puramente funcional.
    Abraços e espero ter ajudado!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: