Mais um pedaço da história do bairro da Mooca desapareceu na primeira quinzena de novembro de 2012, a bela e agora saudosa Casa Molina.

Toda a história desta casa começou em um pequeno comércio no início do século 20. “Seu” Molina construiu este belo sobrado no início dos anos 20 com os rendimentos oriundos do velho armazém, que era próximo deste belo imóvel. Além da casa foi possível construir também uma pequena vila de sobrados, à direita da casa que servia de renda.

A Casa Molina em 1918, foi assim que tudo começou.

O velho armazém encerrou suas atividades entre os anos 60 e 70, mas a vila e a casa permaneceram ali. O “Seu” Molina residiu ali a vida toda, local onde também criou seu filho, Francisco. Depois do falecimento de “Seu” Molina a vila aos poucos foi sendo desocupada, até que foi totalmente demolida e em seu lugar abriu um estacionamento. A casa seguia firme e forte até novembro de 2012 quando começou a ser demolida.

O fim da casa de “Seu” Molina (clique na foto para ampliar).

A Casa Molina agora deixa de ser admirada na Rua do Oratório, demolida para dar lugar a uma nova construção. Junto de deus escombros e das pilhas de entulho e tijolos, a saudosa lembrança de uma Mooca que fica cada vez mais distante de nossos olhos, mas que nunca estará longe de nossos corações.

Agradecimentos: Wilson Natale

Veja o local através de nosso mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Celio 21/08/2013 at 19:09

    Puxa vida… em 2001, nesta casa funcionava um buffet infantil (cujo nome não me lembro). O primeiro aniversário de minha filha foi comemorado lá… Que pena, a demolição.

    Reply
  • Wanderley Molina 30/07/2018 at 21:05

    Sou neto do Sr Molina, da matéria da casa na rua oratório. Obrigado pela homenagem

    Reply
%d blogueiros gostam disto: