Depois de alguns meses sem passar pela região do bairro do Belém que fica na margem sul da Radial Leste (região do Cemitério do Brás, SESC etc…) voltei para observar se algum imóvel que eu tinha fotografado havia sido demolido e catalogar novas unidades.

Foi ai que encontrei, bem próximo de outro já fotografado, essa pequena residência localizada no número 416 da Rua Arinaia:

clique na foto para ampliar

Particularmente gosto muito destas fachadas feitas totalmente com pequenas pastilhas. É um estilo bem comum por toda São Paulo e que hoje praticamente caiu em desuso.

Aqui as pastilhas foram fixadas de maneira aleatória, criando um mosaico irregular e interessante. O efeito ˝pixelado˝ e o tom de cores das pastilhas dessa casa levam a uma semelhança muito grande ao uniforme militar camuflado, que atualmente é também meio quadriculado.

Apesar da presença de alumínio no gradil, janela e portão interno, a casa preserva muito bem sua essência original através das pedras que emolduram a pastilhas e compõe o muro, do portão inicial – ainda em ferro – no porão sob a janela e no piso da entrada da casa nos tradicionais caquinhos vermelhos.

Pequena simples e agradável, uma casa que espero ver sempre na Rua Arinaia. Não esqueçam de notar a cerâmica instalada em partes iguais sobre o cimento da calçada.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Emerson de Faria 11/06/2018 at 10:37

    É curioso observar que mesmo nas construções mais simples havia uma preocupação com o capricho e esmero para as deixarem aconchegantes, bem ao contrário dos caixotes de hoje em dia produzidos em escala industrial – eis o o segredo, essas casas eram únicas e produzidas sob medida, de acordo com o gosto de seus proprietários.

    Reply