Outrora um bairro pacato e basicamente residencial da zona oeste de São Paulo, a Vila Madalena hoje é muito mais conhecida por ser a região de bares, baladas e restaurantes badalados da cidade. Essa fama de “point” da boemia trouxe junto mudanças drásticas na urbanização da vila, que deixou seu padrão de casas para trás e transformou-se em um bairro densamente povoado e verticalizado, com prédios altos em praticamente todas as suas ruas.

Mesmo assim algumas preciosidades do passado resistem e estão em excelente forma. É o caso desta encantadora residência térrea localizada na rua Harmonia:

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Aproveitando o nome da via onde ela está para fazer um comentário sincero, é possível afirmar que é a casa mais harmoniosa da rua ou, até, de toda Vila Madalena. Uma casa bela em todos os aspectos, como uma fachada impecável, portões e grades bem trabalhados e um jardim simplesmente impecável.

Nesta rua tomada por lojas, bares e restaurantes, a simpática casa azul parece um oásis. Dá gosto e alegria de passar pela rua Harmonia de vez em quando só para vê-la.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Quem nunca teve a experiência de residir em uma casa e sempre morou em apartamento não sabe o quanto é gratificante viver em um imóvel como esse. Há os pontos negativos, evidentemente, e eu diria que a segurança é a principal delas, mas os benefícios são ainda maiores. Fora o conforto de não ter vizinho em cima arrastando móveis ou andando de salto alto de madrugada, há a vantagem de ter um belo jardim para você chamar de seu.

Pode parecer uma tolice, mas um jardim é uma excelente terapia para os dias estressados de nosso cotidiano. Acordar cedo num domingo para cuidar das plantas é algo bastante relaxante e divertido. Se conhece alguém que adora cuidar do jardim, pergunte como é para esta pessoa.

Enfim, um tipo de moradia cada vez mais raro, especialmente na Vila Madalena. Se eu fosse fazer uma lista das casas mais bonitas de toda a cidade de São Paulo, esta casa faria parte dela sem dúvida nenhuma.

Veja mais fotos:

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Foto: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • flavia r s franco 12/01/2016 at 11:53

    Que casa lindinha …e conservadissima !!! Uma volta o passado …

    Reply
  • Clarice Spoladore 12/01/2016 at 12:41

    q lindinha! tudo muito harmonioso!

    Reply
  • Emerson de Faria 12/01/2016 at 12:56

    Uma casa com sabor de nostalgia, que nos remetea tempos mais pacatos, humanos e fraternos. A Água Rasa de até 30 anos atrás tinha dessas casas aos montes, hoje o bairro está completamente desfigurado. Morei no número 368 da Rua Anália Franco quando criança, e andando pelas ruas do bairro em quase nada lembra o bairro da minha infância. É o progresso destruindo o passado e aniquilando memórias e histórias que passam a existir apenas em algum canto recôndito de nossos cérebros,e quando explodem em nosso consciente, trazem consigo um travo amargo de saudade, de coisas boas e momentos que nunca mais viveremos, a não ser apenas em nossas memórias.

    Reply
    • Junior Jr. 23/01/2016 at 21:25

      Nasci e morei na Demétrio Ribeiro, 59 de 1974 até 1986. Era uma rua pacata, arborizada e só tenho boas lembranças. As casas raramente tinham muros altos e grades. Hoje é uma rua feia, cinza e completamente desfigurada. Como toda a cidade, infelizmente.

      Reply
  • Mariaelena Iorio 12/01/2016 at 13:21

    Linda demais … minha casa ERA parecida … déc. 50/60 … hoje ela está quase toda descaracterizada … onde moro agora, nos fundos da mesma casa ainda está original … aqui na Mooca ainda tem algumas e na Vila Prudente tbm … Parabéns pela matéria

    Reply
  • milerdemarchi 12/01/2016 at 13:22

    Para ”nossos dias” é quase uma utopia. Feliz é quem mora aí… o resto é vaidade.

    Reply
  • Acilegna Sales 12/01/2016 at 13:38

    Uma verdadeira joia. Como você bem disse, impecável em todos os aspectos. Parece até que sentimos o cheiro de café quentinho e bolo acabando de sair do forno. Que delícia ! Obrigada por nos presentear com imagem tão bela e singela.

    Reply
  • Ana Afonso 12/01/2016 at 13:56

    Sou moradora da Vila Madalena e também me incomoda o adensamento, os prédios, o trânsito. Cresci nessas mesmas casas que hoje são raras e tenho consciência de que não há como mantê-las. A população do bairro cresceu e mais pessoas precisam lugar para morar. Uma casa que abriga apenas 2 pessoas passa a ser incoerente, por mais saudades do passado que se tenha.

    Reply
    • João Carlos 12/01/2016 at 22:17

      Não acredito que daria para construir um condomínio neste local, e as duas pessoas que moram nesta casa não tem culpa do déficit habitacional do país. Seja feliz, o momento é de admirar e recordar…

      Reply
  • juliane melo 12/01/2016 at 14:36

    Pena que ladrão entra fácil nela.

    Reply
    • Emerson de Faria 13/01/2016 at 12:01

      Ou não. Todas as janelas têm grades, e possivelmente a casa é monitorada. Mas ainda assim adoraria morar numa casa como esta. Apartamento é cortiço de rico.

      Reply
  • Simone Valerio 12/01/2016 at 15:25

    Maravilhosa!! Realmente morar em uma residência não tem comparação. Parabéns ao proprietário pelo zelo e por proporcionar beleza a nossa amada Sampa!

    Reply
  • Beatriz Oliveira Stela 12/01/2016 at 19:17

    QUE LINDEZA!UMA TÍPICA CASA DE VOVÓ …POSSO SENTIR O AROMA DO BOLO DE FUBÁ E DO CAFEZINHO FRESCO. MORARIA NELA COM TODA CERTEZA E AMOR!

    Reply
  • Niderce Teresa 12/01/2016 at 20:01

    Uma linda casa caprichada nos detalhes que nos traz a sensação de tranquilidade, paz e harmonia.
    Tudo está em equilibrio, até o nome da rua…

    Reply
  • Elizete 12/01/2016 at 20:46

    Sou nascida e moradora da Mooca e por aqui ainda encontramos algumas jóias raras como o exemplar mostrado! A questão é que não há mais terrenos disponíveis para ambição das incorporadoras em bairros vizinhos e aí vão chegando e destruindo o que deveria ser preservado…Veja o exemplo clássico da Av. Paes de Barros, onde ainda se encontra exemplos desta arquitetura, porém, hoje transformados em comércio e prestação de serviços.. Bem, antes assim do que novas construções que não queremos! Precisamos mais de áreas verdes e locais de lazer conservados, de preferência…

    Reply
  • EDILEUZA Alves 12/01/2016 at 23:36

    Simplesmente linda

    Reply
  • genycalicchio 12/01/2016 at 23:58

    Nossaaaa fiquei apaixonada pela casa linda demais….adoreiiii a materia,,,,

    Reply
  • Francisco Carlos 12/01/2016 at 23:58

    Essa residência morava um aviador que foi o primeiro a tirar uma foto aérea do quadrilatero da Vila Madalena nos anos 50 mas seus familiares ainda residem nesta casa

    Reply
  • Roberto Ribeiro Mariano 13/01/2016 at 02:30

    Linda casa… um oásis nesta selva de pedra verticalizada!! Douglas, uma sugestão: vá ver um casarão (acredito que feito na década de 40) no nº 171 da rua Dr. Diogo de Faria (Vila Clementino de frente para o colégio Liceu Pasteur) antes que seja tarde. O mesmo já está com uma placa enorme avisando que logo, logo sairá mais um “extraordinário empreendimento” da nossa “gloriosa” Odeblecht. Eu até fiz alguns registros fotográficos para guardar de lembrança… Abraços e parabéns pelo trabalho!!

    Reply
  • Luis A. Faccin de A. Miranda 13/01/2016 at 09:08

    Querido Douglas,
    Saudações!

    Faz tempo que não comento nada, mas tenho como sempre acompanhado o seu maravilhoso trabalho, sempre eivado de críticas justas, informações históricas e de interesse humano, além de um apurado bom-gosto urbano. paisagístico e predial, além de sempre compartilhar suas brilhantes matérias em minha Página facebookiana.
    Desta vez, porém, devo fazer uma amarga ressalva: sempre tive uma verdadeira paixão pela Vila Madalena, onde comecei a freqüentar nos anos 70 e só havia então dois bares: o famigerado e irmão de muitos outros em todos os bairro, Sujinho, e depois o bar da Terra (e acho que tinha o da Lua também, rs).
    Estou fora de S. Paulo há muito tempo e mesmo assim já não curto as noitadas também há longo tempo. Todavia, as notícias que tenho da região são das piores: excesso de gente e da pior espécie, confusão, drogas, zoeiras. Numa reportagem que vi da grande Veja, uma senhora reclamou que de uma das ruas principais até a casa dela, menos de 100 metros, ela gastava quase meia hora – conforme o dia e a hora, até mais. E ela afirmou ainda que diversas vezes defecaram na\ calçada em frente à casa dela. Além de urina, encontrar fezes é de matar. No meu tempo havia um Distrito Policial ali perto, salvo engano meu, o 15o. DP, mas como controlar esses e outros tipos de comportamento de uma “Pátria sem nenhuma educação” ? Abração. Shalom Aleihem! Paz Profunda!

    L. Lafam.

    Reply
    • Luiz Henrique 13/01/2016 at 18:01

      Algumas vezes eu li que, na época do carnaval, é isso mesmo o que acontece: bêbados e dragados, completamente “largados”, transitam pelas ruas do bairro e acabam por fazer suas necessidades aonde der…incluindo as entradas das casas.
      Mas, como vivemos na era do ” é proibido proibir”, então, tudo pode.A polícia não pode fazer nada que, num piscar de olhos, lá está a imprensa. distorcendo tudo e indo à favor dos “foliões”.E dos aproveitadores também.

      Reply
  • Edu-SP 14/01/2016 at 02:04

    Caro Sr Douglas , as fotos dessa casa me trouxeram memórias do passado , parabéns.

    Reply
  • Silvia 14/01/2016 at 17:55

    Eu não vejo segurança nenhuma em prédio,por mais segurança que tenha rendeu um ,rendeu todos,moro em apartamento e estou louca para ir embora para uma casa,sempre morei em casa,sem sobra de dúvidas é a melhor coisa.Se for assim melhor ainda,é casa de vovó .

    Reply
    • Silvia Ferreira Calçada 16/01/2016 at 00:25

      Há tempos venho alertando sobre o que diz essa minha xará, aos loucos por segurança. Prédio é isso mesmo “rendeu um, rendeu todos”.

      Reply
  • Lilian Figueiredo 15/01/2016 at 10:19

    Linda mesmo. Perfeita e impecável.

    Reply
  • Silvia Ferreira Calçada 16/01/2016 at 00:22

    Houve um tempos em que os moradores dialogavam com o bairro por meio da fachada de suas casas. Não se trata de ostentar riqueza. Bem diferente disso, uma linda fachada distribui beleza.

    Reply
  • Vania Lacerda 19/01/2016 at 14:24

    Linda casa, e super bem cuidada! Uma alegria para os olhos. Sempre me chama a atenção, nessas casas antigas, a altura do portão: baixinhos, sem obstruir a visão, sem paranóia com segurança. Definitivamente, SPaulo já foi um lugar melhor para se viver…

    Reply
  • danielpardo2015 07/02/2016 at 22:38

    (Desculpe… só foi um teste porque fui postar e deu invalido o meu comentário…)

    A propósito… essas fotos foram feitas em dois dias diferentes, pois em uma foto estava o Uno na garagem e na outra ele não estava mais.
    A casa é nota 10… me remete a minha infância quando eu via esse modelo de casa aos montes e normalmente com um Fusca na garagem (sim, sou fanático por Fuscas, mas fazer o quê???, o Fusca era o carro mais popular da época ué???), a propósito… a respeito da baderna ai na Vila Madalena, tenho uma dúvida e acho que o pessoal da Zona Oeste pode me responder: Será que o tumulto causado por todas essas festas é realmente causado pelo pessoal do bairro??, pergunto isso porque 6 meses por ano eu vou uma vez por semana ai para a Zona Oeste e o pessoal dai me parece mais “cabeça” do que em outras regiões de São Paulo (aliás, eu já estudei na Zona Norte e senti o mesmo do pessoal de lá) então fica meio difícil de acreditar que essa baderna seja coisa do pessoal dai.

    Reply
  • Nay Fichtner 24/02/2017 at 22:35

    Linda a reportagem! Realmente essa casa é encantadora!!! Ela está a venda?

    Reply
  • Luiza Castro 03/09/2018 at 10:33

    Não sou contra o progresso
    Mas apelo pro bom-senso
    Um erro não conserta o outro
    Isso é o que eu penso.

    Reply
  • Sheyla 15/10/2018 at 21:25

    Meu sonho de consumo!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: