Quem mora em uma casa antiga que foi reformada antes de se mudar pra lá, com certeza já teve em algum momento a curiosidade de saber como era esta residência originalmente. Mas há também casos de pessoas que mudaram de uma residência e gostariam de saber como ela está nos dias atuais.

Um leitor entrou em contato comigo e me enviou a seguinte foto:

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Esta bela residência antiga, fica localizada na rua Matias Roxo, Vila Leopoldina, e foi morada de nosso leitor até o ano de 1969, que justamente é também a data foto. Passados 46 anos, despertou a curiosidade de saber como estaria o imóvel atualmente, e nós fizemos uma busca para ver se o lugar mudou, foi demolido ou está igual.

Foto: Google Street View

A casa ainda existe e sofreu algumas alterações na fachada.O jardim foi removido e a escada, antes central, foi alocada para o canto esquerdo, o que permitiu o surgimento de duas vagas de garagem. O muro foi substituído por uma portão e a janela do quarto, antes de madeira, foi substituída por uma nova de alumínio.

Fico imaginando se os moradores atuais conheceram a casa em seu formato original ou se já a pegaram modificada. De qualquer maneira, se for este o caso, nosso leitor saciou sua curiosidade e também mostrou aos atuais moradores como foi a residência no passado. Além disso, contribuiu com a memória de nossa cidade.

E você, tem curiosidade de saber como era sua casa no passado ou como ela é hoje ? Tem fotos antigas de sua residência ? Deixe um comentário e se quiser colaborar, envie sua foto para nós: douglas@saopauloantiga.com.br

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • Francisco Cerezo 11/03/2015 at 11:01

    Obrigado. Espero voltar. Muitas saudades

    Reply
  • Jhonatan Cardozo 11/03/2015 at 11:23

    É claro que o jardim tinha que sair para dar lugar a carros. As pessoas não tem ideia do que significa qualidade de vida. Vivem reclamando que não tem qualidade de vida, mas trocam um jardim pelo trânsito.

    Reply
  • Jhonny Magi 11/03/2015 at 13:28

    Minha família mora na mesma casa a três gerações e quase nada mudou durante as décadas. O difícil é achar alguma foto em que a parte da frente apareça completamente.

    Reply
    • Marcia Rosana de Oliveira 12/03/2015 at 17:29

      Põe foto aqui pra gente ver. adoraria!

      Reply
  • Vinicius Campoi 11/03/2015 at 14:54

    Com todo o respeito aos atuais proprietários, se é que foram eles que cometeram essa atrocidade, acabaram com a casa! Esse caso ilustra muito bem o que aconteceu (e continua acontecendo) com os imóveis paulistanos. Aqui em SP, levamos às ultimas consequências uma espécie de arquitetura (se assim podemos chamar) do feio, da desarmonia, da negação do verde (árvores e jardins pra quê???) focada cegamente no funcional (tem caber o carro!), na segurança (por vezes ilusória) sem qualquer outra consideração. Quem ama o belo sofre por aqui.

    Reply
  • Paulo C Domenici 11/03/2015 at 17:03

    Parabéns Douglas! Muito legal mais essa publicação… Nem tenho comentado mais para não ser repetitivo, mas leio todas as publicações novas que você envia…

    Reply
  • Pedro 11/03/2015 at 19:33

    É gritante a diferença; antigamente: casas com muros baixos, bonitas, simples, pequenas e com uma ótima dose de natureza. atualmente: casas com muros altos, estranhas, desarmoniosas e que só pensam na funcionalidade.
    O Que eu não faria pra voltar ao tempo dessa São Paulo…..

    Reply
  • Fernando Barbosa Pereira 11/03/2015 at 20:02

    Não custa nada colocar o carro na rua e deixar o jardim! Morei em uma casa parecida com essa, no Cangaíba até 1999. Foi só minha família sair que em menos de dois meses o jardim, coqueiro e goiabeira, fossem cortados…

    Reply
  • Paulo Manoel Antonio 12/03/2015 at 00:22

    Antes era um lar, agora é uma garagem.

    Reply
  • ernani 13/03/2015 at 21:28

    A maioria das casas aqui em São Paulo, perderam o jardim pelo carro. As pessoas endeusam o carro. Destroem os verdes jardins, quintais, pra colocar um veículo de aço.
    As construtoras por sua vez oferecem para três ou quatro moradores de certa rua, uma quantia tentadora pelas casas. Daí então levantam um edifício de 30 andares, com algumas jardineiras ou um gramado com pouco verde.
    Assim nossa cidade está ficando feia e sem vegetação. Sem contar que está cada vez mais quente, poluída e não se vê mais nada de bonito da natureza. Somente concreto e carros.

    Reply
  • William Lima 19/03/2015 at 00:12

    Na época dessas casas não tinha quase carros, hoje a realidade é outra, daí se você preserva o jardim e deixa o carro na rua, te roubam o carro, ai faz uma garagem, mas perde o jardim…..eita difíceis tempos modernos …

    Reply
  • B. 02/04/2015 at 22:24

    Não achei que mudou tanto assim. Parabéns aos novos moradores, parece que souberam conservá-la bem, mantendo até mesmo o portão baixo.

    Reply
  • Rodolfo Bendinelli 08/04/2015 at 22:46

    Interessante notar que as casas vizinhas também continuam lá e não deram lugar à comércios ou prédios monstruosos.

    Reply
    • Emerson de Faria 26/06/2017 at 12:12

      É apenas uma questão de tempo…

      Reply
%d blogueiros gostam disto: