A região do Cambuci é cheia de curiosidades. Desde o Largo Nossa Senhora da Conceição até a Lavapés são inúmeras casas antigas, casarões como magnífico encontrado na rua Scuvero e até vilas esquecidas como a Vila Clorinda.

E foi pesquisando a rua Mazzini que encontrei esta bela casa antiga já bastante deteriorada e parcialmente demolida, que olhando pela vista da rua parece uma pequena casa térrea, mas que na verdade é muito maior que parece ser.

A casa fica na esquina da Mazzini com a Tenente Azevedo e essa esquina, em “V” chama atenção para uma espécie de vale de onde é possível avistar muito mais abaixo a rua Muniz de Sousa já na parte baixa do Cambuci.

Ao lado da casa, além da vista do vale, hoje um lugar bastante deteriorado já que pessoas descartam lixo e muito entulho, é possível ver uma grande área verde desocupada. E ali corria um córrego que nascia um pouco mais acima na Aclimação, e que ou foi extinto ou canalizado. No mapa da região, de 1924, ainda é possível ver o córrego que prossegue até o rio Tamanduatei.

Hoje, isso tudo está bem modificado. O mapa atual, mostra que o local onde estava o córrego ainda existe com uma certa área verde, mas sem traços dele:


Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

Agora volte no tempo e imagine décadas atrás como seria a vista desta bela casa. É possível imaginar o quanto era agradável morar nela e o quanto nós estamos perdendo em qualidade de vida nos dias de hoje com o crescimento desenfreado de nossa cidade.

Confira mais fotos desta casa (clique para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Renata 24/02/2011 at 14:49

    Quando olhamos estes mapas antigos sentimos com força a mudança da cidade. A casa realmente parecia ser muito agradável e com uma vista legal, mas hoje ela se encontra esquecida e rodeada de prédios enormes.

    Reply
  • Ralph Mennucci Giesbrecht 24/02/2011 at 15:38

    Como é que alguem que tem uma casa deixa chegar a esse ponto? Invasoes, etc, depredamento, desfiguração… não seria mais facil ter vendido e levantar algum dinheiro? Por que a Prefeitura não fiscaliza o local, pelo menos em termos higienicos? Do governo nao espere nada, mesmo. É por isso que tem tantas demolições feitas por aí de forma ilega. Os vizinhos se cansam de tanto descaso, fedor, condições higiene, vandalismo, drogados…

    Reply
    • Fábio Gomes da Silva 27/02/2011 at 14:45

      Ralph,
      Em geral, são os problemas de sucessão e herança que faz com que preciosidades como a deste post sejam perdidas para sempre.
      O interesse não é do poder público, pois, se nem com as pessoas eles se preocupam, imagine com as pessoas.

      Reply
  • Claudio 01/03/2011 at 17:05

    Se eu tivesse uma máquina do tempo eu não teria dúvidas: iria para o passado – do jeito que a qualidade de vida do paulistano cai com o tempo, prefiro nem saber como será no futuro. O avanços da tecnologia só fazem anestesiar a alma dos desatentos.

    Reply
  • Alan 08/03/2011 at 02:21

    Olá, esta casa atualmente é um problema pois virou ponto de encontro de ladroes e bandidos… O terreno já foi vendido e será um grande empreendimento imobiliario…
    Esse ponto, até 30 anos atrás ainda passava o Corrego Aclimação e era problema dos moradores com a prefeitura constantemente.
    Gostaria de saber como conseguiram esse mapa?
    Obrigado

    Reply
    • Douglas Nascimento 08/03/2011 at 12:06

      Esses mapas são da prefeitura.
      Você pode encontrar este e muitos outros mapas no excelente livro: Desenhando São Paulo: Mapas e Literatura, da Editor Senac

      Reply
  • Eliseu 16/04/2011 at 14:56

    Geralmente o dono está fora do Brasil (e bem morto), como alguns industriais e “empresários” (em algumas regiões, grupos mafiosos italianos!) quem vinham para São Paulo nessa época. A maioria desses imóveis vão pra leilão e quem compra não pode ficar com a construção, só o terreno.

    Reply
  • SavianoMarcio 03/10/2014 at 16:51

    Já morei praticamente do lado desse imóvel, hoje demolido, interessante que ao lado existe uma escadaria reformada que era coberta de entulho que um senhor carroceiro de uns 60, 70 anos construiu seu barraco, também lembro de explorar bastante uns 10, 15 anos atrás esses terrenos e as fábricas quando mais jovem, era muito legal.

    Alí já foram quadras e uma escolinha de futebol e hoje o único terreno restante pertence a Igreja Nossa Senhora dos Remédios atrás desta.

    Reply
  • Dalva Soares Bolognini 27/07/2015 at 16:48

    Muito interessantes os comentários e depoimentos acima. Desenvolvo um projeto cultural que intitulei “Para Amar é preciso sonhecer – Memória Social do Cambuci e Região”, dentro do qual estou escrevendo um livro sobre o território que abrange desde o Glicério até a Rua Vergueiro. Além disso faço parte da Rede Social do Cambuci e região REDESC, que tem o SENAC Aclimação como parceiro. Vou procurar o livro indicado sobre mapas e literatura.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: