Um dos bairros símbolos da zona leste paulistana para mim é a Vila Formosa. É um bairro que lembra muito uma cidade média do interior, com casas antigas, casas modernas, edifícios com ruas tranquilas e avenidas movimentadas.

E pelas ruas desta formosa vila é possível encontrar casas antigas que são verdadeiras cápsulas do tempo, boa parte delas preservadas.

Por duas semanas de fevereiro andamos pelo bairro clicando o que achamos de interessante e que não tínhamos captado em nossa visita anterior, em 2015.

Hoje começamos a trazer estas residências e as curiosidades do bairro, iniciando por esta a seguir:

clique para ampliar

Localizado no número 25 da rua Alves de Almeida, esta residência é um belo exemplar do bairro. Gosto de sua fachada simples e harmoniosa e dos detalhes que me atraem o olhar, como o caprichoso trabalho executado na janela do quarto e nos detalhes do gradil do portão e do muro.

Não há uma árvore, mas há um pequeno jardim no canto esquerdo da residência. Também não há vaga para automóvel. Outro detalhe que me chama a atenção é a cerâmica vermelha que costuma ser colocada em caquinhos, mas que neste quintal estão colocados inteiros.

Abaixo mais duas fotografias com detalhes do imóvel:

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • J.C.Cardoso 13/03/2018 at 11:46

    Clássica casinha de subúrbio carioca e da Baixada Fluminense.

    Reply
  • Danielli 15/03/2018 at 04:37

    Geralmente em algumas casas antigas existem algum tipo de detalhe em gesso na area externa, como por exemplo o rosto de uma mulher ou a imagem de algum animal… Alguem saberia dizer se era alguma moda da epoca ou algum significado especial?

    Reply
  • Daniel Pardo 16/03/2018 at 21:15

    Em tempos de câmeras de vigilância, muros altos e cercas de arame farpado, casas como essas são verdadeiras sobreviventes e heroínas da resistência.

    Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 17/03/2018 at 22:04

    Ainda se encontra um local com ares de interior em plena S. Paulo!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: