Poucos dias depois de noticiarmos aqui a lamentável demolição do casarão localizado no número 769 da Rua Bela Cintra, recebemos outra triste informação. O casarão vizinho a ele, no número 755 da mesma rua foi demolido em 14 de setembro de 2012, uma semana depois do primeiro.

A demolição deste belo exemplar da São Paulo antiga já era um tanto quanto previsível e esperada, já que um estudo sobre a área dá pra entender que queriam os dois terrenos para que um grande empreendimento fosse erguido no local.

O lamentável do fato é a inércia do DPH e do CONPRESP que nada fizeram para impedir que estas duas construções centenárias, e em excelente estado de conservação, fossem abaixo. A demolição, por mais repugnante e revoltante que seja para os cidadãos paulistanos foi perfeitamente legal. A fotografia abaixo, tirada poucos dias antes da demolição do primeiro casarão, dá uma visão pouco comum dos imóveis, pelos fundos.

Uma visão diferente dos dois casarões (clique na foto para ampliar).

Não há muito o que dizer sobre os casarões que foram abaixo. As imagens estão ai e mostram que ambos estavam em perfeitas condições e não apresentavam nenhum problema estrutural ou de abandono. O problema real é a imoralidade de nossas autoridades e dos órgãos públicos de defesa do patrimônio que, mergulhados em inércia e burocracia, assistem a destruição da história de São Paulo com uma naturalidade revoltante.

Menos de 24 horas depois do início da demolição, fomos ao local e encontramos o terreno já completamente limpo, como mostra a imagem a seguir:

Um dia depois a “cena do crime” já estava completamente limpa (clique para ampliar).

A história da Cidade de São Paulo adoece cada vez mais, sangrando sem fim. É vítima de uma hemorragia moral patrocinada por construtoras e incorporadoras, cujas atuações vorazes e descontroladas seguem sem controle das autoridades municipais, que parecem fingir que nada de errado acontece em nossa cidade. Até quando ?

Veja mais fotos do casarão e do terreno durante e após a demolição (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Conheça a região através de nosso mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior
Saiba mais:

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Melissa 25/09/2012 at 17:00

    Isso acaba comigo…DEP lindo Casarão!

    Reply
  • Tadeu 25/09/2012 at 17:33

    O paulistano quando vem para Londres ou Buenos Aires e vê os bairros históricos acha lindo. Quando é na cidade em que mora, nem liga.

    Reply
    • Rita F.L 25/09/2012 at 22:03

      Você disse tudo, Tadeu!!! Isso é realmente lamentável

      Reply
  • Peterson Henrique Freitas 26/09/2012 at 00:38

    Não vai sobrar nada em São Paulo.. O quase-nada que sobrou já tá vindo a baixo..
    Só sobrou uma meia duzia de ícones em São Paulo, mas a paisagem JÁ ERA. Não tem mais o que fazer. ACABOU!

    Reply
  • Peterson Henrique Freitas 26/09/2012 at 00:45

    No lugar vão erger ou prédios neo-lixo, ou caixas de vidro no estilo da maldita Bauhaus!
    .
    Paulistano, SUA HISTÓRIA MORREU!

    Reply
  • Soninha Francine 26/09/2012 at 03:49

    Repugnante, revoltante. Perfeito o comentário do Tadeu. Amo São Paulo, mas tenho ódio de como ela trata seu passado.

    Reply
  • Guilherme 29/09/2012 at 15:45

    Cidade triste e sem graça em todos os sentidos. Obrigado, PSDB e Kassab.

    Reply
  • Raul Simmons 30/09/2012 at 21:57

    Sinceramente,são paulo já foi uma cidade linda,com belos casarões e praças de encher os olhos,imagino daqui ha 20 anos uma visita de pessoas de outros estados,vindo pra são paulo e se deparando com prédios espelhados e totalmente sem graça…..como o colega guilherme disse..”Obrigado PSDB e Kassab por fazer de nossa bela cidade uma grande lixeira…..

    Reply
  • Miguel Lopes 05/10/2012 at 19:15

    A questão não é o PSDB, o PT já foi governo e não fez absolutamente nada nesta questão, uma incompetência a toda prova, o atual prefeito Kassab ao menos fez alguma coisa, como a criação da lei de concessão inspirada nos moldes de Barcelona que acabou agilizando a restauração de vários edifícios nas áreas centrais, citarei o belíssimo edifício Arcadas na Sé e o Edifício estilo LuisXV Guinle, na Rua direita que se beneficiaram dessa lei, falta muito o fazer, mas já foi alguma coisa, quanto ao PT, pode esquecer, aqui em SP não entra, não passa, petistas, desistam, gente como a Marta e Erundina, nunca mais, se Deus quiser!

    Reply
  • Chantal Luz 26/01/2013 at 23:35

    Acredito que a maior desurbanização de São Paulo tenha se concretizado na gestão Paulo Maluf. Seus viadutos e principalmente o Elevado Costa e Silva, que aniquilou por completo a Av. São João e seus arredores. A destruição da tradição desta cidade vem vindo há décadas. É só lembrar-se do Palacete Santa Helena, na ex-Praça Clóvis. Por pouco não foi abaixo o Caetano de Campos, na Praça da República. Tenho, porém, de discordar sobre a gestão Erundina,, pois fui testemunha da reforma do Solar da Marquesa, perto do Pátio do Colégio. O prédio estava sendo utilizado como o Arquivo de Partituras do Teatro Municipal e os funcionários trabalhavam em meio a ratos e goteiras. A reforma fôra prometida em gestões anteriores, foram feitos estudos para a recuperação, mas apenas na gestão da Erundina é que esses estudos foram concretizados. Passados os anos, nenhum outro esforço foi feito para que o prédio tivesse a manutenção necessária, para que ele pudesse ser conservado. É uma pena, realmente. Mais teria ela feito, se a tivessem deixado fazer.

    Reply
  • Karina 22/03/2013 at 15:28

    Poxa… fico chateada quando veja essas noticias… eu acho linda a história dos casarões… o problema que nós brasileiros não temos memória histórica… e o pouco que tem se vai… e concordo plenamente com o comentário do Tadeu… quando vamos para outros países ficamos encantados com a memória histórica deles… nem mais 500 anos resolve o problema da falta de cultura e consciência de preservação da história…

    Reply
  • Alexandre Gonzalez 13/11/2013 at 17:07

    O maior problema é a ganância dos herdeiros ! O patrimônio histórico para ele$ … Serão um bom saldo bancário
    e uma residencia em um condomínio fechado no interior de São Paulo. Nós já herdamos um monte de rios
    poluidos nessa cidade e bairros só com nomes de jardins e bosques ! kkkkkkk

    Reply
%d blogueiros gostam disto: