Uma boa notícia para o patrimônio histórico e cultural de Guarulhos. Depois de anos de abandono e descaso, inclusive com dois incêndios ocorridos em seu interior, o casarão da esquina das ruas Felício Marcondes e Sete de Setembro, na região central da cidade, será finalmente recuperado.

Estado do imóvel é de total penúria (clique para ampliar)

Relegado ao esquecimento desde que foi adquirido pela administração municipal junto aos seus proprietários anteriores pela bagatela de R$1,5 milhão de reais, o casarão deteriorou-se demais nos últimos anos, sofrendo inclusive atos de vandalismo. Em 2016 o local foi interditado pela Defesa Civil.

Nos últimos meses, frente a constantes invasões e atos de vandalismo a prefeitura cercou o local como aparece na foto que abre a matéria. Desde então munícipes começaram a se perguntar se o local iria ou não ser recuperado.

Maquete digital de como ficará o local (clique para ampliar)

O casarão finalmente parece que terá uma destinação digna. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Guarulhos as obras de recuperação se iniciaram na semana passada. O local receberá uma restauração total e aos fundos será erguido um novo edifício, que será destinado a um centro de formação da Secretaria da Educação.

Apesar de os valores atualizados da obra não terem sido informados pela prefeitura e não estarem ainda disponíveis no Portal de Transparência da cidade, em 2017 esse custo ficou estimado em R$4.8 milhões. A licitação foi aberta ainda na gestão do prefeito anterior.

Construído em 1925, o casarão foi residência do ex-prefeito guarulhense José Maurício de Oliveira, que administrou a cidade por duas oportunidades. A história deste casarão você pode conhecer com detalhes e fotografias clicando aqui.

O São Paulo Antiga irá acompanhar de perto a execução da obra e traremos novidades à medida que elas surgirem.

Veja mais fotos atuais do casarão (clique para ampliar):

CASA DA CANDINHA SEGUE SEM NOVIDADES:

Mais importante patrimônio histórico de Guarulhos a Casa da Candinha – construída na primeira metade do século XIX – segue sem nenhuma novidade positiva quanto ao seu futuro.

Casa-grande composta de 12 ambientes e construída em taipa de pilão, o local foi parte da antiga Fazenda Bananal propriedade do fazendeiro Olegário de Almeida Barbosa. O nome “Candinha” é referência a sua segunda esposa, Cândida Maria Rodrigues.

Em nota enviada ao São Paulo Antiga, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Guarulhos informa que a administração municipal já realizou vistoria técnica no local para que seja possível dar início aos serviços de prospecção arqueológica na casa-grande e seu entorno. A partir dessa etapa, afirma a nota, será elaborado um projeto de restauro.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • MARCELO BRUNO RODRIGUES 02/10/2019 at 11:52

    Espero que restaurem devidamente os vitrais com vidros coloridos conforme os originais e não vidro fumê como fizeram no Castelinho da Rua Apa em São Paulo.

    Reply
  • Mauricio Antonio Machado 02/10/2019 at 15:19

    Muito enriquecedor ..sou morador de Guarulhos e fico muito feliz em saber que o mesmo será restaurado …

    Reply
  • Walter 03/10/2019 at 06:14

    Eu me alistei no Exército nesse casarão José Mauricio, quando o imóvel era ocupado pela junta do serviço militar, no final dos anos 70 /início dos anos 80…

    Reply
  • Luiz Henrique 03/10/2019 at 14:23

    Na mesma calçada, subindo, até há pouco tempo atrás, existia um belo casarão, só que era térreo. Estive no centro de Guarulhos há algumas semanas atras, passei lá e…botaram, a casa abaixo! Virou estacionamento!

    Reply
  • Luiz Henrique 03/10/2019 at 17:23

    Sim, quando estava às voltas com o Tiro de Guerra, me lembro de um dia ter ido nesse casarão. Isso foi em 1987…

    Reply
%d blogueiros gostam disto: