Há algum tempo atrás publicamos um artigo com 10 marcas de cigarros curiosas e politicamente incorretas que fizeram muito sucesso por aqui. São embalagens produzidas entre a virada do século 19 até a meados dos anos 30 do século 20 que revelava algumas marcas muito bizarras para os dias atuais, que até incentivavam o hábito de fumar para crianças de maneira indireta.

Divulgação

Recentemente o São Paulo Antiga visitou o Dr. Milton Bednarski, advogado e policial aposentado que é um dos maiores colecionadores brasileiros de embalagens de cigarros. Ele nos mostrou algumas novidades de sua coleção, que fotografamos e trazemos aqui para vocês os 10 mais interessantes.

Divulgação

Lembrando que no meio do colecionismo de embalagem de cigarros, muitas marcas já não existem mais do que uma ou duas unidades, o que leva os colecionadores a trocarem reproduções entre si. Estas, por sua vez, não tem valor comercial igual as embalagens originais, mas servem para você poder ter um exemplar de uma reprodução de época.

Nesta seleção, optamos por algumas embalagens bem humoradas como a marca “Tipo Rico” da foto anterior, que faz uma caricatura da elite brasileira pelos idos de 1900, ou a marca “Pelo Telephone” que é uma homenagem a aquele que é considerado o primeiro samba gravado no Brasil, em 1917, na foto a seguir.

Divulgação

A seleção segue abaixo com os igualmente bem humorados “Cigarros Reclame” e “Cigarros Picantes” além de outras embalagens de cunho patriótico, cívico e até militar. Divirtam-se!

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

Divulgação

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • ralphgiesbrecht 28/02/2015 at 10:34

    Infelizmente, perdemos muito de nossa arte por causa do barateamento das fotografias e depois pela “arte de computador”. As cores eram fantasticas. As “fontes” também. Muito legal. Isso vale para capas de revistas e propagandas em geral, também.

    Reply
  • Rodolpho Neto 28/02/2015 at 23:07

    Boms tempos em que não se Vivia sob INQUISIÇÃO a ESCRAVIDÃO SERVIÇAL do Politicamente Correto

    Reply
  • Saulo Paiva 03/03/2015 at 12:03

    São absolutamente lindos.
    Arte pura em maços de cigarro.

    Reply
  • danielpardo2015 08/03/2015 at 21:51

    Nem me fale de cigarro… graças a Deus já faz 15 anos que parei de fumar, apesar de achar que o governo não deve se meter na vida pessoal do cidadão, reconheço que fumar é um vício maldito.

    Reply
    • Robson 12/08/2015 at 22:38

      Tenho uma coleção de quase 500 caixas de fosforos antigas de fosforos paulistanos de 1950

      Reply
%d blogueiros gostam disto: