Livros

Conhecendo São Paulo através dos livros

Comments (12)
  1. Britto disse:

    São Paulo já tem uma bibliografia à altura de seu tamanho e importância. Claro, muita coisa ainda será produzida, mas já existe um acervo explêndido. Desses livros acima, tenho o Beccherini e o do Tietê, que ganhei do próprio autor no dia do Tietê, neste ano. Não faltam livros para sugerir. Por exemplo: Mais de Mil Memórias – editado pela Secretaria de Cultura sobre os depoimentos dados ao site saopaulominhacidade.com São mesmo centenas de relatos muito gostosos sobre a cidade.

  2. João Gimenez disse:

    Muito boa essa matéria, com o tempo pretendo comprar todos… Já tenho o do Artacho Jurado, muito bom… Neste natal vou ganhar de presente o Belensinho 1910.

    Abraço

  3. Ivone disse:

    Eu tenho um livro que também é show: Lembranças de São Paulo: a Capital Paulista nos Cartões-Postais, Autor: CARLOS CORNEJO & JOÃO EMILIO GERODETTI.

    Organizados cronologicamente desde o século dezenove até os dias atuais, os mais de 400 cartões postais que recheiam esse livro fabuloso proporcionam, além do resgate de boa parte da memória visual da cidade de São Paulo, uma nostálgica e encantadora volta ao mais sofisticado passado paulistano.

    É um livro fantástico e tem suas versões para o Interior e Litoral Paulista.

  4. Carlos Povinha disse:

    Olá, parabéns pela matéria.
    Gostaria de sugerir o livro “São Paulo de Piratininga: de pouso de tropas a metrópole”, que retrata a transição da cidade entre os anos de 1860 e 1930. Ele foi publicado pela Editora Terceiro Nome e O Estado de São Paulo. Imperdível.

  5. Leonel Bethancourt disse:

    Olá, muito bom seu site!
    Gosto desta cidade e gosto ainda mais de seus prédios e edificações antigas. É realmente uma pena que tantos edifícios interessantes tenham tombado em nome da “modernidade”.
    Tenho também uma sugestão de livro: “O Palacete Paulistano” de Maria Cecília Naclerio Homem, publicado pela Editora Martins Fontes em 1996 (85-33605-63-3).

  6. SPA disse:

    @Leonel Bethancourt!

    Olá, muito obrigado por comentar.
    Não esqueci o livro dela não! Eu o tenho aqui e é realmente excelente… inclusive, conheço a autora pessoalmente.

    Daqui alguns dias iremos publicar mais 10 livros para se conhecer São Paulo e ele estará entre eles, pode esperar!

    1. Leonel Bethancourt disse:

      Oi!

      Estarei esperando a publicação com curiosidade.

      Trabalhei no Hospital do Câncer e minha janela se abria para uma das casas comentadas no livro. Ficava embasbacado com a beleza do prédio enfiado bem no meio de um monte de caixas de cimento. Era um descanço para meus olhos.

      Mais uma vez: obrigado pelo site.

  7. Ana disse:

    Olá:

    Para pesquisa de nomes de ruas, existe também o site http://www.dicionarioderuas.com.br/.

    Também recomendo dois livros:
    – História da Cidade de São Paulo, Editora Paz e Terra. Textos de vários autores em três volumes, contando a história desde a fundação até o Quarto Centenário.
    – A Dinâmica dos Nomes na Cidade de São Paulo 1554 – 1897, de Maria Vicentina de Paula do Amaral Dick, Editora Anna Blume.

    Um abraço

  8. Ugo Barberi Gnecco disse:

    Boa tarde. Recomendo outros 2 livros: ” Meu São Paulo?….Nunca Mais!, escrito por Paulo José da Costa JR. Editora Juridica Brasileira”. Recomendo também: “Álbum Iconográfico da Avenida Paulista. Benedito Lima de Toledo. Editora Ex Libris”.
    Ambos são muito bons, mas creio que apenas são encontrados em sebos. Obrigado.

  9. Ugo Barberi Gnecco disse:

    O livro do Paulo José da Costa pode ser encontrado também pela editora Siciliano.

  10. ELAINE DA SILVA XAVIER disse:

    Eu estou procurando um livro que reune em uma só edição que fala tudo sobre a capital paulista de ontem e de hoje e também sobre o estado de São Paulo. Eu achei interessante esta matéria, mas eu não acho em nenhum lugar para comprar.

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.