Uma das avenidas mais bonitas de São Paulo também é uma das menos aproveitadas. Ligando o Cambuci ao Ipiranga a Avenida d. Pedro I foi pensada como uma espécie de Paulista das antigas, com casarões, palacetes, casas luxuosas e alguns poucos edifícios.

Bastante larga e arborizada, a d. Pedro I permite a quem está indo do centro ao Ipiranga uma visão encantadora do Monumento à Independência do Brasil e também do Museu Paulista. Porém por algum motivo os imóveis de alto padrão ali não vingaram como pensaram e, apesar de quase todos eles ainda estarem de pé, são poucos os que ainda se destinam a residência de de alto padrão, tento a maioria se transformado em escritórios, comércio e cortiços.

Os edifícios dali, pelo menos, tiveram uma sorte diferente. E o meu favorito ali é Edifício Pedro Tasso:

Destoante dos prédios vizinhos mais próximos, do outro lado da avenida, o Pedro Tasso é uma edificação de apenas cinco andares e quatro apartamentos por andar, sendo que no total são dois blocos.

O edifício chama bastante a minha atenção sempre que passo por ali por ser um ótimo exemplo de prédio que deveria ser mais comum em São Paulo. De gabarito baixo, sem tampar o sol de vizinhos e de projeto arquitetônico simples, mas de muito bom gosto.

Destaque para as duas colunas que margeiam a porta de entrada do edifício, da própria porta que é de perfil alto e da bela tipografia que estampa o nome do imóvel. A fachada é toda feita de pastilhas, sendo a grande parte de pastilhas de tom bastante claro, com outras duas de tonalidade rosácea na entrada (mais escuro) e nas varandas (mais claro).

Detalhe da entrada (clique para ampliar)

O piso que liga a calçada até a entrada também é muito bonito e combina bastante com o restante da construção. Chama muito a atenção também a ausência de muro e grades ao nível da rua, existindo apenas uma baixa mureta que serve de jardineira.

Se uma entrada assim tão aberta é impensável nos edifícios atuais, essa do Pedro Tasso serve de exemplo do quanto que perdemos de liberdade e tranquilidade nas últimas décadas.

Veja mais fotos (clique para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Elcia Maria dos Santos 18/09/2018 at 12:14

    Muito Lindo, você conseguiu saber qual o ano da construção?

    Reply
  • Wagner Terzi 18/09/2018 at 14:21

    Você é o máximo!

    Reply
  • Francisco Roxo 18/09/2018 at 16:08

    Porque não temos uma Alameda com Edifícios como esse?
    Lindos, aconchegantes, Obra Prima da Engenharia Arquitetônica.
    Parabéns!

    Reply
  • andre santana 18/09/2018 at 17:45

    Muito lindo mesmo!!!

    Reply
  • Tarantino 30/09/2018 at 16:21

    Já morei em um prédio desse estilo, eram dois quartos e 110 m², tamanho gigante para os padrões de hoje.
    Era na Rua Fradique Coutinho, 335, em Pinheiros.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: