Quando o São Paulo Antiga começou, quase cinco anos atrás, pensamos em mantê-lo inicialmente focado na capital paulista. Entretanto, a medida que o site foi se tornando conhecido, começaram a surgir pedidos para observarmos outras cidades. A primeira foi Guarulhos, e depois Itapecerica da Serra. Hoje, já abordamos história de imóveis em 30 cidades em 2 Estados. E, atendendo ao pedido de um leitor chegamos ao nosso terceiro Estado, atravessando um pouco a divisa com MInas Gerais para falar do vergonhoso abandono da Estação Ferroviária Sapucaí.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Localizada no município mineiro de Jacutinga, a Estação Sapucaí é um grande exemplo de como desperdiçamos dinheiro público e desprezamos nossa história. Sem atividade desde meados dos anos 80 e sem trilhos desde 1990, a velha estação logo tornou-se uma enorme construção abandonada bem próxima da Rodovia MG-290.

Crédito: Estações Ferroviárias - www.estacoesferroviarias.com.br

Na imagem acima, o prédio atual da estação em 1934.

Inaugurada ainda no século 19, em 1898, a estação atendia duas empresas ferroviárias distintas. Era o ponto final do ramal de Itapira, e também o entroncamento do ramal com a E.F. Sapucaí, depois Rede Mineira de Viação (RMV), encampada posteriormente pela RFFSA.

Fica a menos de um quilômetro da divisa São Paulo – Minas Gerais. A primeira estação foi demolida para dar lugar a esta atual no início da década de 30, e que sobrevive a duras penas até os dias atuais.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

O descaso está por todos os lados na velha estação (clique para ampliar).

Com o fim das atividades, a estação sofre com mais de uma década de abandono e falta de manutenção. Janelas foram roubadas, o madeiramento em vários pontos já apodreceu e muitas telhas caíram. Com aberturas no forro a cada chuva o interior das edificações ficam ainda mais deteriorados, dando a impressão de que não irá demorar o dia em que o teto vai ruir. A estrutura de madeira que sustenta o telhado da plataforma de embarque estão tão danificada que mal aguenta seu peso, podendo desabar.

A situação da estação mostra também a visão turva das autoridades municipais de Jacutinga. Em 2010 o imóvel foi colocado em leilão e o município tinha preferência de compra. Se adquirisse o imóvel pagaria um valor inferior ao lance inicial e com facilidades no pagamento.

Segundo apuramos, o valor inicial era de R$31.400,00 à vista. No caso de a prefeitura comprar o valor baixaria para R$27.800 , com 30% à vista, uma parcela de R$8mil reais e o restante em outras 10 parcelas. Entretanto, segundo o Vereador Marcelo de Paulo, a administração municipal enviou um ofício para a União informando que o local não interessava “nem de graça“.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

No dia que visitamos a estação, só um galo estava no local (clique para ampliar).

O “não” da prefeitura em adquirir a Estação Sapucaí, mostra como a administração local pensa de forma tacanha. Se comprado e restaurado, o imóvel poderia transformar-se em um ponto turístico e cultural e atrair dividendos ao município, rapidamente recuperando o investimento. Segundo a imprensa local haviam planos para transformar o complexo ferroviário em um museu sobre a Revolução de 1932, já que Jacutinga (e a paulista Itapira) foram cenário do conflito.

Após três anos do leilão não há nenhum sinal de qual será o futuro da Estação Sapucaí. Que os particulares que arrematam o local saibam dar um destino digno para este importante pedaço da memória ferroviária brasileira.

Veja mais fotos do local (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Saiba mais:

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Maria Heloísa Bernardi 26/11/2013 at 17:28

    Douglas, sem comentários sobre o assunto da estação. Lamentável. Só. Na verdade, minha admiração absoluta a vocês da SP antiga. E meu muuuuiiiito obrigada.

    Reply
  • genycalicchio 26/11/2013 at 18:00

    Nossa faz bem ler tudo isso.,eu fico mt feliz.

    Reply
  • Alexandre Gonzalez 27/11/2013 at 15:05

    Tristes asas do destino .

    Reply
  • nazarethlmperes 27/11/2013 at 20:17

    Douglas:Aprecio muito o seu trabalho com fotografias antigas que relembram nossa História. Claro, que devem abranger outros municípios e outros estados brasileiros. Parabéns!

    Reply
  • ADEMIR RICHOTTI 04/12/2013 at 11:14

    A titulo de curiosidade,a estação anterior(Eleutério,distrito de Itapira) hoje é uma metalúrgica e está totalmente descaracterizada.Meu pai mora bem ao lado.

    Reply
  • Mariângela Moreira 15/01/2016 at 14:37

    Boa tarde. Conheço bem essa estação, nasci e cresci em Sapucaí, meu avô, capitão Vidal, que doou as terras pra construção, mas em lugar nenhum, vejo esse fato relatado. Mas concordo que a prefeitura de jacutinga, foi muito infeliz, em não conservar, como conservou a estação de lá, sendo está estação um patrimônio histórico, mas infelizmente isso não atrai votos. Parabéns pelo documentário.

    Reply

Comunicado importante aos leitores e leitoras do São Paulo Antiga

Neste momento estou enfrentando um período de muitas dificuldades para manter o site no ar, com a possível saída de nosso patrocinador institucional.

 

Preciso da sua colaboração para que o site não encerre suas atividades em 1 de julho de 2018.

 

Faça uma doação ou assinatura mensal no site São Paulo Antiga, através da plataforma APOIA.SE

 

Desde já muito agradecido,

Douglas Nascimento, autor e editor