Imagine alguém passar voluntariamente um dia e uma noite no temível presídio do Carandiru, em meados da década de 1980 ? Ou percorrer o submundo paulistano para entrevistar pessoas vitimadas pela AIDS, quando esta ainda era uma ameaça pouco compreendida porém fatal em 1987 ?

Estas foram apenas algumas das polêmicas experiências vividas por aquele que foi um dos mais corajosos jornalistas brasileiros, e que hoje nos deixou: Goulart de Andrade.

Goulart de Andrade no Viaduto do Chá em 1975 (Foto: Sérgio Sade/Dedoc)

Goulart de Andrade no Viaduto do Chá em 1975 (Foto: Sérgio Sade/Dedoc)

Nascido no Rio de Janeiro e paulistano por amor e opção, Goulart de Andrade conviveu com o meio jornalístico e artístico desde seu nascimento. A começar por sua avó, Acy Carvalho, jornalista e responsável pela sessão feminina do extinto periódico carioca ˝O Jornal˝.

Sua mãe, Elisa Coelho, foi cantora de sucesso  nos anos 1930 e contemporânea de monstros sagrados da música brasileira como Ary Barroso, Sílvio Caldas e Carmen Miranda. Esta última inclusive, foi sua madrinha de batismo.

Goulart de Andrade e o detento Lupércio, no Carandiru

Goulart de Andrade e o detento Lupércio, no Carandiru

Sua carreira começou na antiga TV Rio, onde comandava o programa Preto no Branco. Depois seguiu carreira em programas que são grande sucesso até os dias de hoje na televisão brasileira, como o Fantástico e Globo Repórter em suas fases iniciais.

Mas sua grande marca jornalística começaria na TV Globo em 1978, com o programa Plantão da Madrugada, onde Goulart de Andrade mostrava seu talento para reportagens curiosas, polêmicas e ousadas, que tanto marcaram sua carreira.

Goulart de Andrade ainda na TV Globo, em programa de 1979

Goulart de Andrade ainda na TV Globo, em programa de 1979

Em 1981 ele deixava a Globo com destino a concorrente TV Bandeirantes, onde o programa assumiria o nome definitivo de Comando da Madrugada, que só mudaria de nome apenas uma vez, entre 2005 e 2007, para Comando da Noite, devido ao horário de veiculação.

Foi pelo Comando da Madrugada que ele passaria um dia e uma noite no hoje extinto presídio do Carandiru, mostrando o cotidiano de presos, carcereiros e funcionários do então maior sistema prisional do país. Neste mesmo programa mostrou o cotidiano da medicina legal na polícia paulista, o submundo da AIDS em sua explosão nos anos oitenta e até visitou uma fábrica de jogos de videogame e fliperamas.

Goulart de Andrade (*1933 +2016)

Goulart de Andrade (*1933 +2016)

Seus programas e sua marca registrada de reportagens que prendem a atenção do telespectador do começo ao fim, ainda passariam por Record, SBT e a extinta Rede Manchete.

Atualmente, era contratado da TV Gazeta como apresentador do programa “Vem Comigo”, onde os alunos da Fundação Cásper Líbero tinham a missão de repaginar temas de reportagens de seu acervo para a linguagem atual. Uma aula de Jornalismo pautada pela História do mais antigo repórter da TV brasileira. O programa é exibido aos domingos, às 23h30.

goulartdeandrade-vemcomigoInternado há vários dias no Hospital Sancta Maggiore, no Itaim Bibi, Goulart de Andrade nos deixou na manhã desta terça-feira, 23 de agosto aos 83 anos. Ele tinha problemas no sistema cardiorrespiratório, que se agravaram nos últimos dias.

Deixa esposa com quem conviveu nos últimos 13 anos, três filhos, três netos, uma bisneta e incontáveis fãs de um estilo de televisão que, até o momento, não tem herdeiros.

A família ainda não tem informações de onde será o velório, mas Goulart tinha o desejo de ser cremado. (* atualizaremos aqui assim que tivermos novas informações)

Para relembrar Goulart de Andrade e seu inesquecível bordão – Vem Comigo – fizemos uma seleção com algumas de suas melhores reportagens:

Goulart de Andrade visita a fábrica de facas Zakharov (1979 – TV Globo)

Goulart de Andrade no Carandiru (Anos 1980 – TV Bandeirantes)

Goulart de Andrade visita a indústria brasileira de videogame (Anos 1980 – TV Bandeirantes)

Goulart de Andrade e o submundo da AIDS (1987 – SBT)

Goulart de Andrade e a medicina forense (1993 – SBT)

Goulart de Andrade e as travestis (Anos 1980 – Bandeirantes)

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Renato Valdivino 23/08/2016 at 12:56

    Goulart de Andrade infelizmente não deixou herdeiros pra sua longa e brilhante carreira, mas ficará para sempre na memória do jornalismo brasileiro. Fiz este vídeo em homenagem à ele.

    https://www.youtube.com/watch?v=3l32pmCSpIo

    Reply
  • Fábio Cavalcante de Souza 23/08/2016 at 13:21

    Esqueceram de mencionar e separar as varias entrevistas que ele fez com o duvidoso paranormal Uri Geller.

    Reply
  • Rodrigo Lombardi (@lombardi13) 23/08/2016 at 15:38

    Posso estar enganado, mas queria saber se alguém mais viu uma reportagem, que creio ser dele, onde pessoas dormiam sentadas com os braços apoiados em uma corda.
    Lembro que no meio da reportagem o cara estava explicando como fazia pra acordar o pessoal e soltou a corda.
    Queria muito rever.

    Reply
    • Douglas Nascimento 23/08/2016 at 16:10

      Muito interessante, vamos pesquisar

      Reply
    • Daniel Pardo 07/09/2016 at 20:26

      Eu também lembro disso, acho que era dele sim.

      Reply
  • Vanderlei Antonio Zago 23/08/2016 at 16:03

    Um dos maiores sonhos dele era ser dono de um HELICÓPTERO que, infelizmente, não chegou a concretizar, mas ele merecia ter um!

    Reply
  • Elizete 23/08/2016 at 21:31

    Atenção, para as datas grafadas erradas, abreviadas nos anos, sobre os vídeos de: medicina forense e Carandiru ….. Grande jornalista, idealizador de ótimas e esclarecedoras reportagens sobre diferentes assuntos. Sempre com pautas que prendiam a atenção..Obg por tudo..Vai com Deus e em Paz, Goulart!

    Reply