Existem alguns imóveis fechados e/ou abandonados na capital paulista que é difícil de aceitar que estão nesta situação. São construções históricas, belas e muitas vezes, apesar dos anos de esquecimento, preservadas. E uma das que mais revolta, especialmente o morador da zona norte, é o imóvel que por décadas abrigou o Grupo Escolar Afrânio Peixoto.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Breve histórico do bairro:

A história do antigo grupo escolar confunde-se com a história do bairro. Em 1912 Guilherme Praun da Silva adquiriu da Baronesa Joaquina Ramalho uma grande porção de terras na região norte da Cidade de São Paulo. Neste mesmo ano começaria uma série de obras e melhoramentos que transformaria para sempre aquela área da capital.

Poucos anos depois, em 1920, a região já havia progredido bastante com cerca de 400 residências já loteadas pelo empreendedor. Além disso já estava projetada a linha de bonde circular entre os bairros do Brás e Santana, passando pela então “Villa Guilherme“. As casas eram vendidas pelo próprio Guilherme Praun da Silva em seu escritório, na Rua Carlos de Campos, com preços que variavam à época entre 4:000$000 e 5:000$000.

Na foto Guilherme Praun da Silva com esposa e filhos em 1920.

Na foto Guilherme Praun da Silva (à direita na foto) com sua esposa e filhos em 1920.

À medida que estes imóveis foram sendo adquiridos, o bairro começou a se movimentar cada vez mais e surgia a necessidade da construção de um grupo escolar que atendesse com folga a demanda local. Foi assim que em 1926 Guilherme Praun da Silva começou a idealizar e construir o então Grupo Escolar da Vila Guilherme.

Apesar de ter iniciado em 1926 a construir, a autorização oficial só saiu em 14 de janeiro de 1927, através do Ato Municipal 2738. Foi neste ano que a escola foi oficialmente inaugurada, tornando-se a principal escola do bairro por décadas. Em 16 de janeiro de 1947, a escola seria renomeada por decreto do Governo do Estado de São Paulo para Grupo Escolar Afrânio Peixoto, falecido poucos dias antes. E este nome então iria se perpetuar no grupo escolar.

A seta indica a autorização para construir o grupo escolar.

A seta indica a autorização para construir o grupo escolar.

Com o tempo a escolar recebeu uma nova sede, na Rua Maria Cândida e o belo prédio da Praça Oscar da Silva passou a servir como Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme até aproximadamente o ano de 2003, quando a subprefeitura mudou-se para outro imóvel da região. Desde então, começou o lamentável abandono.

O antigo Grupo Escolar Afrânio Peixoto atualmente:

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

clique na foto para ampliar

Apesar de apresentar-se em bom estado de conservação, o imóvel do antigo grupo escolar está há quase 10 anos fechado. O imóvel começa a sofrer com os seguidos anos de descaso e começa a apresentar pontos de deterioração, umidade e focos de infiltração em algumas de suas paredes.

Sem atividade, e consequentemente sem vigilância, o velho grupo escolar também sofre com vandalismo mesmo tendo uma base policial bem a sua frente, na Praça Oscar da Silva. Quando estivemos no local presenciamos alguns vidros quebrados e pichações no portão e em parte do muro.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

clique na foto para ampliar

Comerciantes e moradores vizinhos ao imóvel criticam o fato desta importante construção do bairro, ligado intimamente à fundação da Vila Guilherme, esteja de portas fechadas por tanto tempo. E estão com toda razão, pois um imóvel desta magnitude poderia facilmente ser convertido em uma instalação pública cultural, como uma biblioteca, um telecentro, um centro cultural ou até mesmo outra escola, já que escola e ensino nunca são demais.

Atualização 23/09/2016:

Depois de reformado e ter suas instalações adaptadas e modernizadas, desde junho de 2016 o local passou a ser sede da Casa de Cultura Vila Guilherme

Vejam mais fotos do antigo grupo escolar (clique na miniatura para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Viviane Marcolino 11/09/2013 at 19:53

    Verdade!!! Moro na Vila Guilherme há treze anos, e esse bairro é tudo de bom para morar. Fico triste em ver uma parte da História, abandonada deste jeito. Sim senhores prefeitos, zelem pelo que tem de bom, e invistam no que a população mais precisa. Hospitais, escolas, creches, e não coisas fúteis que vemos por aí.

    Reply
  • Thiago Cruz 11/09/2013 at 19:54

    Trabalhei e morei muito próximo deste casarão e imaginava qual seria a história dela. Aguardei pacientemente o dia em que iria aparecer neste maravilhoso site.
    Obrigado por trazer paz à minha curiosidade.

    Reply
  • Eliana de Freitas 11/09/2013 at 22:43

    Que material séria e importante. Parabéns, espero que alcance o objetivo de salvar esse local cheio de histórias e lembranças de nossos antepassados.

    Reply
  • Claudia 12/09/2013 at 09:41

    Que triste um patrimônio histórico seja abandonado e tal descaso do Governo. Onde estão os governantes desse país? Que tal começarem a trabalhar em prol da população da Zona Norte, conservando e utlizando o prédio para beneficio social…

    Reply
  • Aparecida J. Pereira 12/09/2013 at 12:28

    Esse local precisa ser preservado. E a história viva da VilaGuilherme. Meus avos foram os primeiros a habitar a vila, minha mãe como seus irmãos e seus filhos aí estudaram.
    Senhores governantes, procurem dar um um uso digno a esse casarão que e marco histórico do bairro.

    Reply
  • Alexandre Fontana 12/09/2013 at 12:47

    A casa é lindíssima mas, é como você falou, é uma pena que não esteja sendo utilizada, Há muito tempo que se fala em dar uma utilidade a ela mas nada é feito. É uma pena. E, com certeza, nossos prefeitos só vão aos bairros na época de eleições.

    Reply
  • José de Almeida Amaral Júnior 12/09/2013 at 17:23

    Caro sr. Douglas Nascimento, boa tarde!
    Sou leitor desta página da internet e fiquei muito contente ao ver a imagem do tradicional prédio na Praça Oscar da Silva, onde trabalhei junto à Administração Regional por mais de uma década. É mesmo uma bela construção e num local muito bonito, arborizado, agradável.
    Nos últimos anos, após a saída da subprefeitura para outro endereço, o espaço ficou mesmo sem o devido cuidado e sem o devido uso. Bastante comum, ao transitarmos por ali, é vermos pessoas utilizando os degraus da construção como bancos para sentar e passar um tempo. Lamentável, porque a região não dispõe de um equipamento cultural que possa ser utilizado para biblioteca, cinema, teatro, sala de música ou afim. Um autêntico desperdício. Experiências do gênero ali já foram realizadas e mostram a viabilidade para tanto. É só o poder publico assim desejar e adaptar o local de forma adequada. Em anos mais recentes a Abaçaí, que realiza o magnífico “Revelando São Paulo”, encontro anual da cultura paulista, tem ocupado o casarão durante os 15 dias com atividades. Por que não convidar uma entidade desse porte para desenvolver trabalhos ali? Seria ótimo e contemplaria uma demanda há muito existente, como já mencionei: atividades culturais para uma região que cada vez mais tem sido objeto da especulação imobiliária e vê, aos poucos, suas antigas casas, com cara de chácaras, com jardins e árvores frutíferas, sumirem para dar lugar a prédios imensos, impactando a região.
    Em 2002 publiquei, junto com a pesquisadora em Sociologia da PUCSP Benedita C. Carvalho Silva o livro “São Sebastião e a Vila Guilherme – Memórias Paulistanas da Zona Norte”, com edição já esgotada, mas presente em bibliotecas públicas. Nele há uma centena de entrevistas com moradores e suas histórias. Incluindo algumas sobre a antiga escola da Vila que virou Administração Regional e hoje, vazia, espera um futuro digno, condizente com seu significado para a região e tudo o que já presenciou.
    Prof. José de Almeida Amaral Júnior

    Reply
  • Paulo Branco 16/09/2013 at 22:16

    há em s.paulo uma enorme demanda por creches, e a prefeitura diz que faltam terrenos. No entanto abandonam os predios publicos, muitas vezes pra pagar aluguel em outros locais. É lastimavel o pouco caso com o dinheiro do povo.

    Reply
  • José Francisco de Campos Filho 21/09/2013 at 14:29

    Fiquei muito feliz em ver as fotos do Grupo Escolar Afrânio Peixoto. Estudei nesta Escola no anos 50 e tenho lembranças desse local. Morava na Rua Antônio Pontes e ia a pé até a Escola. Realmente. é um prédio histórico e é lamentável saber que esta abandonado. Tenho lembranças dos arredores da praça Oscar e torço para que as autoridades tombem, historicamente, essa valiosa relíquia.

    Reply
    • Antonio José 14/01/2015 at 11:08

      Caro José
      Eu também estudei no Afrânio Peixoto na década de 50. Penso em criar um grupo no face de ex-alunos
      Antônio

      Reply
      • José Francisco dos Reis 07/01/2016 at 07:36

        Eu também estudei nos anos 50- Meu nome é Jose Francisco dos Reis

        Reply
    • Jose Francisco dos Reis 07/01/2016 at 07:32

      Eu também estudei nos anos 50, no grupo.

      Reply
  • Henrique Ollitta 25/09/2013 at 11:56

    Prezado Douglas,

    Parabéns pelo ótimo artigo. Para seu conhecimento e de todos os interessados estamos já em avançado processo para transformar o Prédio em um Centro Cultural. Segue abaixo um convite do movimento.
    Henrique Ollitta, presidente do Diretório Zonal do PT de Vila Maria.
    ___________________________________________________________
    Aos jovens
    Aos artistas populares
    Aos grupos de teatro, de música, de dança
    Aos poetas e escritores
    Aos movimentos populares
    As entidades do povo e dos trabalhadores

    Como já deve ser de conhecimento geral iniciamos desde o ano passado uma mobilização popular para criar no atual espaço desativado da antiga sub-prefeitura de Vila Maria da Praça Oscar da Silva, 110 em Vila Guilherme um CENTRO CULTURAL PÚBLICO.

    Baseada em antiga aspiração popular da região nossa proposta é conquistar um CENTRO CULTURAL completo com salas de cinema, teatro, oficinas culturais, espaços de apresentação e lazer. Uma CASA DO POVO que abrigará os debates e reuniões dos movimentos e entidades de nossa região. Um ESPAÇO LIVRE de formação e apresentação de todas as diversas formas culturais da juventude, dos grupos e dos artistas.

    Lutamos por um CENTRO CULTURAL com orçamento público, gerido pela Prefeitura, com funcionários concursados para que nossa conquista seja definitiva e duradoura, independentemente do governo de turno.

    Para organizar, ampliar a mobilização, unificar as iniciativas e informar sobre o atual estágio das tratativas com diferentes níveis de governo convidamos para esta reunião.

    DIA 08 DE OUTUBRO, TERÇA-FEIRA, AS 20 HORAS
    Praça Oscar da Silva, 110

    MOVIMENTO – AGITO CULTURAL ZONA NORTE
    BLOG A CULTURA DA ZONA NORTE
    COOPERATIVA PAULISTA DE TEATRO
    CICAS-CENTRO INDEPENDENTE DE CULTURA ALTERNATIVA E SOCIAL
    TPC-TEATRO POPULAR COMUNITÁRIO
    SARAU DA MARIA
    AMIGOS DA VILA
    DIRETÓRIO ZONAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES-PT DE VILA MARIA
    NÚCLEO DE VILA MARIA JUVENTUDE REVOLUÇÃO
    SUPERVISÃO DE CULTURA DA SUB-PREFEITURA DE VILA MARIA

    Reply
  • Alexandre Fontana 25/09/2013 at 13:32

    No último fim de semana, o jornal SP Norte, de circulação na Zona Norte, publicou matéria onde afirma que a Prefeitura pretende transformar a casa em Centro Cultural mas ainda não há prazo para isso. Espero que realmente isso aconteça, é um desperdício um imóvel tão bonito abandonado

    Reply
  • Arnaldo Vinagre 26/09/2013 at 07:12

    Tirei minha carteira de trabalho neste lugar e tambem me alistei para o servico militar. E’ pena que uma joia rara de arquitetura e historia estejha se deteriorando…. Senhor Governador ajude a memoria da Vila Guilherme permancer viva!!! Obrigado.

    Reply
  • Carlos 27/09/2013 at 15:39

    QUATRO IRMÃO MEUS, ESTUDARAM NESTA LINDA ESCOLA !

    Reply
    • Antonio José 14/01/2015 at 11:11

      Prezado Carlos
      Pretendo criar um grupo no face de ex-alunos do Afrânio Peixoto

      Reply
      • TANIA APARECIDA FANTUSSI 14/09/2015 at 16:25

        Antonio José, você já montou esse grupo

        Reply
  • Alexandre Fontana 15/10/2013 at 13:10

    Voltando novamente a esse assunto, no último dia 03/10/2013, foi publicado o tombamento, pelo Compresp, tanto do Grupo Escolar Afrânio Peixoto quanto do Parque do Trote.

    Reply
  • Maria Aparecida Anacleto 06/12/2013 at 12:25

    Hoje fiquei muito feliz ao ver a foto do meu querido e 1º grupo escolar, estudei pouco tempo ai e logo nos mudamos para o outro prédio da rua Maria Candida, mas nunca vou esquecer o meu primeiro grupo. Parabéns pela reportagem e a todas as pessoas que estão se empenhando para trazer novamente vida a este lindo lugar.

    Reply
    • luiza 11/05/2014 at 09:43

      talvez vc faz parte da turma de 1696 a1976 quem sabe fomos amigas de escola? tenho vontade de rever as minhas amigas

      Reply
  • gilmar 25/02/2014 at 15:20

    essa escola eh linda por dentro toda de madeira tem um gde salão interno a
    que na epoca era assoalhado, fiz ai meu primeiro ano escolar, depois de algunns anos passou para junta militar realmente eh um prédio muito lindo e digno de ser recuperado , espeo q alguem tome uma iniciativa, passei por ai a poucos dias, e tbm reparei o descaso do p publico.

    Reply
  • JOSE PEREIRA VIDINHA 24/03/2014 at 19:59

    Fico feliz em ver o prédio da escola onde em 1953 fiz o primeiro ano ,lembro do Sr. Otavio que morava nos fundos, nasci ao lado era uma chacara onde está a nova escola, sinto saudades daquele tempo, na praça tinha uma escola infantil, tinha a garagem de ônibus hoje é o Sondas, tinhas as lagoas na parte baixa, enfim tudo passa, só nos resta as lembranças.

    Reply
    • JOSE PEREIRA VIDINHA 24/03/2014 at 21:08

      onde se lê, nova escola, leia-se, ginásio, praça oscar.

      Reply
    • Edgard Martins (Vô ED) 17/10/2014 at 13:38

      Jovem José Pereira Vidinha, faça uma visita no Site: http://www.vilaguilherme-sp-com.webnode.pt e no Facebook: Vila Guilherme – Moradores e amantes deste bairro de SP
      VILA GUILHERME BRASIL

      Reply
  • ANTONIO CARLOS PETERLINI VARGAS 26/04/2014 at 12:17

    Estudei neste Prédio entre os anos de 1961 a 1966 – quando funcionava o Ginásio Estadual de Vila Guilherme, e participei da fanfarra do GEVG e os desfiles eram em Setembro, mês de aniversário do bairro.
    Quem lembra destes fatos e outros que possam existir.
    Tempos bons dos shows de rock da praça Oscar Silva.
    abraços aos amigos e companheiros daquela época.

    Reply
    • Edgard Martins (Vô ED) 07/01/2016 at 13:32

      Amigo Antonio Carlos…uma boa tarde !
      Veja o Site: http://www.vilaguilherme-sp-com.webnode.pt
      Sua participação será fundamental para aprimorarmos constantemente a qualidade do nosso Bairro de Vila Guilherme. Por isso sempre que tiver críticas, sugestões ou elogios escreva a sua opinião neste Site.
      E se possível, faça uma “garimpagem” em seu Baú de fotos, e veja se há algumas sobre o Bairro de Vila Guilherme e poste no FaceBook
      Vila Guilherme-Moradores e amantes deste bairro
      Vila Guilherme BRASIL
      Vila Guilherme Bairro da Zona Norte da Cidade de SP
      Fortes abraços e um Feliz Ano Novo
      Edgard Martins (Vô ED)

      Reply
  • luiza 11/05/2014 at 09:36

    eu estudei nesse colégio , antes dele passar para atual sede , eu faço parte dessa historia

    Reply
    • antonio carlos 21/06/2014 at 22:30

      qual é o seu nome todo?

      Reply
      • luiza 10/11/2014 at 21:45

        luiza vc talvez estudou comingo na mina turma tinha um antonio carlos,edson,belmiro,joão, marisa,adnije,debora se vc se lembra de alguns desses nomes me responde ok?

        Reply
      • luiza 10/11/2014 at 21:48

        meu nome completo maria luiza raimundo estou no face

        Reply
  • TANIA APARECIDA FANTUSSI 14/09/2015 at 16:18

    Meu nome é Tânia Aparecida Fantussi, hj estou com 55 anos e no ano de 1967 com 7 anos ingressei no meu !º ano primário, saia azul-marinho pregueada, blusa branca, cabelos presos com 1 fita brança, meias 3/4 branca e estudei neste maravilhoso prédio de 1967 até 1969 ou 1970, sendo transferida para o outro prédio da Rua Maria Candida. Neste prédio da Oscar da Silva, estudaram minha mãe e meus tios, inclusive alguns professores que foram deles também foram os meus.E gostaria de fazer parte do grupo de alunos do Afranio Peixoto.

    Reply
    • Edgard Martins (Vô ED) 07/01/2016 at 13:29

      Querida Tania Aparecida…uma boa tarde !
      Veja o Site: http://www.vilaguilherme-sp-com.webnode.pt
      Sua participação será fundamental para aprimorarmos constantemente a qualidade do nosso Bairro de Vila Guilherme. Por isso sempre que tiver críticas, sugestões ou elogios escreva a sua opinião neste Site.
      E se possível, faça uma “garimpagem” em seu Baú de fotos, e veja se há algumas sobre o Bairro de Vila Guilherme e poste no FaceBook
      Vila Guilherme-Moradores e amantes deste bairro
      Vila Guilherme BRASIL
      Vila Guilherme Bairro da Zona Norte da Cidade de SP
      Fortes abraços e um Feliz Ano Novo
      Edgard Martins (Vô ED)

      Reply
  • Higor 29/11/2016 at 22:14

    Tenho uma fotografia de uma turma desse grupo escolar, na fotografia não tem data mas é bem antiga pois ainda é em preto e branco.

    Reply
  • José Marcos Prates Bastos 30/06/2017 at 15:49

    Gostaria de saber, se o imóvel citado é tombado, e se não é, porque ninguém fez isso ainda?

    Reply
    • Douglas Nascimento 30/06/2017 at 17:34

      Olá José Marcos, como vai!
      Que eu saiba não é tombado.

      Reply
%d blogueiros gostam disto: