Uma triste notícia para a cultura paulistana: O Museu da Energia de São Paulo, instituição importantíssima para a preservação e identidade do bairro de Campos Elíseos encontra-se fechado.

Visitantes que foram até o museu nos últimos dias tiveram seu passeio cultural frustrado e encontram a seguinte faixa no portão da entidade:

O blog São Paulo Antiga chegou a ser procurado, na semana passada, por uma pessoa ligada ao museu que, sob anonimato, deu a informação que o museu passa, desde o ano passado, por dificuldades e que a possibilidade de fechamento definitivo seria uma possibilidade a ser considerada.

Inaugurado em 2005, o Museu da Energia está instalado na antiga residência que pertenceu a Henrique Santos Dumont, irmão do aviador Alberto Santos Dumont. Desde então vinha operando de maneira ininterrupta.

No ano de 2016 o museu recebeu aproximadamente 7 mil visitantes, segundo informações fornecidas pela própria instituição.

Museu é vital para o bairro de Campos Elíseos (clique na foto para ampliar)

Nossa reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do museu para apurar os motivos que levaram ao fechamento da unidade paulistana da entidade. A diretoria executiva da Fundação Energia e Saneamento, Rita Martins, respondeu nossos questionamentos:

Qual o prazo para a reabertura do Museu ?

A previsão é de que a reabertura do Museu da Energia de São Paulo se dê até o final deste mês (30/6/2017).

Quais são as manutenções que estão programadas ?

Conforme consta no site da Fundação Energia e Saneamento, não se tratam de manutenções programadas, mas houve uma pausa no atendimento devido à necessidade de algumas manutenções e readequações.

Nos últimos meses, o Ministério Público – Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, emitiu algumas determinações, não só ao Museu da Energia de São Paulo, mas a outras instituições culturais da Capital. Para o adequado atendimento de tais disposições, fez-se necessário uma pausa temporária no atendimento ao público. O Corpo de Bombeiros já emitiu o AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, regularizando o imóvel e, no momento, aguardamos a emissão do Auto de Licença de Funcionamento da Prefeitura de São Paulo.

A partir de segunda-feira (05/06), haverá a divulgação de novas vagas para a equipe do Museu, de forma a reforçar a retomada das atividades.

clique na foto para ampliar

Museus fechados ligados ao Governo do Estado de São Paulo vem se tornando uma triste rotina. Além do Museu Paulista estar fechado há vários anos, no final de 2016 a Secretaria Estadual de Cultura encerrou as atividades de 11 oficinas culturais localizadas no litoral e interior paulista.

O São Paulo Antiga faz votos para que esta triste realidade não se repita com o Museu da Energia de São Paulo.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Elizete 01/06/2017 at 20:29

    Douglas, por obséquio, questione também a diretoria executiva do Museu da USP, conhecido como Museu do Ipiranga (citado no texto), pois quem sabe teremos algum posicionamento….pelo menos no caso deste Museu da Energia, há uma previsão de reabertura e uma resposta coerente com a realidade pela qual estava passando! Estamos na torcida com você, cobrando dos responsáveis tudo que o cidadão deveria ter direito: limpeza das esculturas, revitalização de inúmeros lugares públicos,
    segurança, preservação de relíquias, etc….Agradecida

    Reply
  • Walkiria Claudete Pintucci 02/06/2017 at 00:07

    Onde hoje é o Museu da Energia,Já foi o Colégio Stafford, onde eu fis o Jardim da Infância e o Pré Primário .

    Reply
  • Gustavo Ferreira 02/06/2017 at 20:21

    Excelente matéria, infelizmente nossos museus não recebem a atenção e investimentos que deveriam, e algumas vezes acabam fechando, felizmente parece que esse ainda não é o caso, e espero que nunca seja.
    Douglas, gostaria de sugerir uma visita aos chafarizes da Av. 9 de Julho, que finalmente agora está restaurado, seria bom algumas fotos para comparação, com certeza será uma ótima matéria.

    Reply
  • Marcelo 26/06/2017 at 15:21

    Aqui no Distrito Federal, quando me perguntam pela Torre de TV Digital, também conhecida como Flor do Cerrado, último projeto de Oscar Niemeyer, prefiro dizer que é ponto de repulsão turística (em contraposição a atração), pois além de ficar em local afastado da região central ou próximo a esta, quando tenho ido lá com minha esposa na esperança de visitar, dizem sempre estar fechado. A Biblioteca Nacional de Brasília está em condições inadequadas para uso desde o seu primeiro dia; o Museu Nacional da República (parece um forno de barro), já conta com infiltrações com pouquíssimo tempo de construção. Cabe dizer que o ex-governador Roriz, em cujo governo se deu a construções destes imóveis, disse que era absurdo o Rio de Janeiro deter a Biblioteca Nacional e o Museu Nacional, e que Brasília é que os merecia ter, prova de sua ignorância crassa quanto à história de que o Rio foi capital do País por quase 200 anos.

    Reply
  • Daniel Pardo 04/07/2017 at 20:38

    É aquele negócio… a imprensa e todos batem na corrupção do PT, que roubou no poder, não tenha dúvida, mas se esquecem do (des)governo do PSDB que comanda São Paulo há mais de 20 anos e roubou tanto quanto e ninguém fala nada e o resultado está ai, museus fechados, metrô vira e mexe dá pane (coisa que antes deles no poder nunca aconteceu) aliás… não é de interesse dos governos manter um museu, pois faz parte do plano dos governantes manter a população ignorante e alienada.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: