Quando recebo algum alerta de imóvel em risco de cair ou ser demolido faço o máximo possível para visitar o local imediatamente, pois o tempo não espera. E por não esperar é que procuro não vacilar um dia sequer quando estes avisos ou denúncias chegam até o São Paulo Antiga.

Mas e quando não há qualquer alerta ? É preciso contar com a sorte e com o fato de estar por vezes no lugar certo, na hora certa. E acredito que foi assim que cheguei em um domingo até a cidade de Pedreira, no interior de São Paulo e me deparei com o imóvel da fotografia abaixo:

clique na foto para ampliar

O imóvel não poderia ser mais curioso,pois além de estar localizado em plena rua Quinze de Novembro, data da proclamação da república, o imóvel possui em seu frontão não só o lema “Ordem e Progresso” como também o Brasão de Armas da República.

Construído em 1895, 6 anos depois da proclamação, o imóvel pode ter abrigado uma repartição pública no passado.  E o curioso é que a data de fundação da cidade é 1896, ou seja, do ano seguinte. Entretanto, mesmo tratando-se de um dos mais antigos imóveis da cidade e com um detalhe particular na fachada, ele não parece animar proprietário ou autoridades municipais em preservar a construção.

clique na foto para ampliar

Só foi possível determinar o ano da construção como 1895 recorrendo a uma ampla pesquisa em fotografias antigas, pois a parte superior do frontão caiu e apenas o algarismo final do ano ainda é possível ser visto. Quando estivemos na cidade apuramos que o imóvel encontra-se fechado, enquando o vizinho da esquerda está pintado e conservado.

A história do Brasil é muito recente, de pouco mais de quinhentos anos. No entanto, a cada dia que passa temos mais dificuldade de observar a história do país nas ruas. Sem preservar a arquitetura do país, quando o Brasil completar seu primeiro milênio pouco restará para mostrar aos brasileiros do futuro. E estes terão que recorrer somente aos livros e fotografias. Mas quem pode garantir que tudo estará documentado e fotografado para a posteridade ?

Estará o Brasil fadado a ser uma nação sem memória ?

Veja mais fotos deste imóvel (clique na miniatura para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Gildo 22/05/2012 at 16:14

    o que é estranho é que brasileiros vão na Europa para ver monumentos, imóveis e cidades antigas mas no seu próprio país parece não quererem preservar suas memórias.

    Reply
  • Peterson Henrique Freitas 22/05/2012 at 22:19

    é tão estranho também quando cada proprietário pinta de um jeito… lá na praça do patriarca tem um assim. deviam deixar uniforme, respeitando a harmonia original, e destacar a separação de outro jeito…

    Reply
  • Peterson Henrique Freitas 22/05/2012 at 22:23

    Aliás, Douglas, lá no centro velho de São Paulo, perto do Largo de São Francisco, tem um edifício com o Cruzeiro do Sul na fachada, em um circulo azul semelhante ao da bandeira.
    Esses simbolos cívicos são muito bonitos, estéticamente mesmo, além de moralmente.

    Reply
  • fernando 19/02/2016 at 21:31

    Perto dessa casa no bairro ao lado JD Sao Jorge existia acho que uns 3 casaroes muito antigos..Acho que 1 ainda esta de pe os outros foram derrubados..Lembro quando crianca que eu tinha medo de olhar para os casaroes pois dizia que eram mal assombrados..

    Reply
%d blogueiros gostam disto: