Continuando nossa série sobre os curiosos souvenires paulistanos para comemorar os 459 anos da Cidade de São Paulo, onde já falamos do distintivo de amigo da cidade e também do chaveiro-álbum, abordaremos hoje um outro tipo de objeto que também é bastante interessante: os pratos decorativos de parede.

Os pratos decorativos são itens de bastante bom gosto que se bem equilibrados e misturados com pinturas e outros objetos de arte dão um tom bastante requintado para salas e escritórios. Hoje em dia não se encontram mais novos pratos decorativos com temática cívica ou patriótica, mas no passado eram muito comuns. Em minha coleção, tenho três pratos alusivos ao IV Centenário da Cidade de São Paulo que ficam na minha sala. Vamos conhecê-los ?

1 – Prato do Brasão da Cidade de São Paulo

Clique na foto para ampliar.

Clique na foto para ampliar.

O primeiro deles é este prato pequeno com o Brasão da Cidade de São Paulo. Apesar da cidade ter mais de 4 séculos, o brasão municipal é bem mais recente, tendo menos de 100 anos de existência. O brasão foi oficializado em 8 de março de 1917, tendo sido criado após um concurso criado pelo em 1916 pelo então prefeito Washington Luís. O brasão ganhador foi desenvolvido pelo então jovem poeta Guilherme de Almeida, que contou com a ajuda do célebre José Washt Rodrigues para desenhar.

2 – Prato da Catedral da Sé

Clique na foto para ampliar.

Clique na foto para ampliar.

Um dos grandes acontecimentos do histórico IV Centenário da Cidade de São Paulo foi a inauguração da suntuosa Catedral Metropolitana de São Paulo, popularmente conhecida apenas como Catedral da Sé. Construção que se arrastou por 41 anos (1913-1954), a catedral só seria 100% concluída em 1967, entretanto naquele ano de 1954 ela estava suficientemente acabada para comportar sua inauguração.

Com a inauguração da catedral, inúmeros souvenires surgiram usando o templo como o tema (postais, pratos, medalhas, flâmulas etc). Hoje, exceto talvez pelos postais, todos eles são bastante raros. O prato da catedral não possui assinatura do autor e embora alguns façam atribuição também a José Washt Rodrigues, não foi possível confirmar a autoria e por isso não ratifico a autoria.

3 – Prato da Mulher Paulista

Clique na foto para ampliar.

Clique na foto para ampliar.

Meu prato favorito do IV Centenário apresenta aquela que é, para mim, uma das mais belas ilustrações paulistas que já vi. Presente não só em pratos decorativos mas também em grande variadade de livros e souvenires, esta obra também é do saudoso José Washt Rodrigues e insere a bandeira do Estado de São Paulo e a face de uma mulher no mapa de nosso Estado. A suavidade com que o artista encaixou os traços do rosto feminino e de seus cabelos ondulados com os limites da divisa estadual é de uma perfeição incrível. Não vejo nada parecido sendo feito por artistas da atualidade.

Enfim, estes foram os pratos decorativos do IV Centenário de São Paulo. Nossa série sobre souvenires paulistanos encerra-se na próxima quinta-feira com chave de ouro. Espera um pouco… eu disse chave ? Veremos…

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Luiz 19/01/2015 at 00:16

    Olá, eu tinha alguns objetos do IV Centenário. Meu pai ainda guarda umas filipetas de papel alumínio que foram jogadas de aviões em celebração ao IV Centenário.

    Tenho um objeto no entanto, o qual gostaria de mandar a foto, que utilizo como peso de papel mas não sei se esse era o seu objetivo inicial.

    Trata-se de um disco de metal, produzido pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, com 7cm de diâmetro, que faz homenagem ao IV Centenário.

    Caso tenham interesse, posso enviar fotos.

    Reply
  • Carlos 11/01/2016 at 13:50

    Olá Douglas,

    Tenho um prato identico do IV centenário de São Paulo.

    Você tem idéia do valor dessa peça nos dias de hoje?

    Obrigado.

    Reply
    • Douglas Nascimento 11/01/2016 at 15:10

      Olá Carlos, não são muito caros não.
      Já encontrei custando entre R$30 e R$80

      Reply
%d blogueiros gostam disto: