Imóveis Antigos

Prédio Abandonado – Praça da Sé

Comments (29)
  1. J.C.Cardoso disse:

    Pois é, Douglas.
    Em todo o Brasil e aqui no Rio também é assim: a Mitra daqui é dona de várias propriedades pela cidade; e, infelizmente, só se manifesta sobre a manutenção quando alguém injeta $$, como a Prefeitura já o fez várias e várias vezes, numa escancarada violação à laicidade do Estado brasileiro.

  2. A igreja nunca liga para nada… diz que nunca tem dinheiro, pede grana para os fieis… vergonha o que fazem com os seus imóveis. Por que não os vende, então? Por que a Prefeitura não os tomba e manda a igreja reformar para vender? Derrubar ou deixar cair um prédio desses numa cidade feiosinha como esta é crime.

  3. Luiz Rossi disse:

    É a religião ferrando com a História, sempre.

    1. Rodrigo disse:

      Por favor, Luiz Rossi, não misture alhos com bugalhos. Aí não se trata de religião, mas sim de interesses de um grupo de pessoas, no caso a Cúria.

      1. Osvaldo disse:

        Ora Rodrigo, é claro que se trata de religião. As religiões são apenas “grupos de interesses” de pessoas, como você mesmo disse. Religiões são instituições políticas destinadas a manter o domínio das massas populares a serviço do poder dominante (seja qual for ele). O que não se deveria misturar é colocar Deus no meio dessa podridão. Deus não está nas igrejas, mas sim DENTRO das pessoas. O problema é que as pessoas confundem Deus com religião.

        1. Rodrigo disse:

          Quanta conversa fiada! Conversa de comunista senil.

          1. Hell disse:

            Ah, Rodrigo… criatura inocente…

  4. Carla Silva disse:

    Muitas de pessoas passam por ali todos os dias, e o risco de desabamento é muito grande, não é preciso ser entendido do assunto para perceber que estão esperando o prédio cair mesmo. É uma dó pois a edificação é muito bonita. E está situado bem pertinho da prefeitura, mas parece que o prefeito nunca o viu, pois só anda de helicóptero….

  5. szaleslie disse:

    Aliás eu adoraria saber a real utilidade da igreja nos dias de hoje. Ao meu ver não tem nenhuma. aqueles desocupados servem apenas pra pedir dinheiro aos fiéis e rezar missas decoradas.a igreja ao longo da hitória já fez bastante estrago e continua fazendo.

    1. Rodrigo disse:

      A utilidade dela é a mesma que sua opinião: para alguns tem serventia, para outros não.

      1. João Telles disse:

        Exatamente Sr. Rodrigo! Mesmo com seus erros próprios de uma instituição feita por homens e não anjos ela tbm. colaborou e muito na vida de uma multidão de pessoas através de seus asilos, hospitais, universidades (inventadas por ela), orfanatos, leprosários, albergues, dispensários, escolas secundárias, creches, inúmeras pastorais sociais, e principalmente no crescimento espiritual de seus fiéis.

      2. szaleslie disse:

        assim como sua opinião, não tem utilidade alguma pois nada tem a ver com a questão que é, a preservação da história de sp e não a igreja.

        1. Rodrigo disse:

          Quem fugiu da questão não fui eu. Estamos falando de preservação, não estamos achincalhando a crença de milhões de pessoas, estamos criticando a postura de responsáveis pela manutenção e preservação do patrimônio, não aquilo que acreditam. No entanto, existem imbecis que adoram pegar carona mesmo que na direção oposta, só para darem uma pitada de sua ignorância.

      3. Jefferson Eduardo disse:

        Apoiado !

  6. Ronaldo disse:

    Se houvesse uma lei que tomasse os imóveis abandonados dos proprietários, como a mitra, acredito que haveria interesse na preservação. O que acontece na verdade é que como não pagam impostos de nada se sentem no direito da fazer o que querem. Se os fiéis deixassem de dar dinheiro de graça e eles se vissem obrigados a negociar seus bens com certeza não deixariam seus imóveis neste estado. Não fazem nada porque tudo veio de graça. Deveriam ser responsabilizados cível e criminalmente pelo abandono, principalmente se ocasionar algum acidente com vítima. Se o prédio desabar que seja proibido qualquer construção em seu terreno. Pode ser que o prefeito não veja porque anda de helicóptero, mas quem vota passa a pé, pensem nisso!

  7. Miguel Lopes disse:

    Lamentável tudo isso, a região da sé ainda conserva aqueles ares de SP antiga, realmente é muito triste vermos estes edifícios maravilhosos neste estado degradante, como pode, a cidade mais rica do Brasil tratar dessa forma seu patrimônio histórico, é um completo absurdo, esses edifícios estão parecendo mais um favelão, a igreja ou seja lá quem for, propíetários o responsáveis pela manutenção dos prédios em questão, tinham que responder por crime de lesa-pátria!

  8. João Telles disse:

    Mas afinal, este prédio abandonado é tombado? Se ele não é tombado não faz sentido o argumento de esperar o seu desabamento para a construção da nova mitra. Realmente a Arquidiocese de São Paulo não tem dinheiro para construir um prédio com 25 andares (a própria Cúria atual precisa de reformas urgentes), além de não existir a necessidade de um prédio desse tamanho para uma Mitra. Em 1975 faria sentido pq seria possível alugar vários destes andares para escritórios, mas hoje em uma região decadente como o centro, com vários prédios vazios por falta de inquilinos, isso seria improvável – o que realmente acontece é que para reformar este prédio seria gasto muito dinheiro, não compensaria financeiramente. No lugar deles, eu venderia.

    1. João, é tombado sim. Como também é tombado o Palacete do Carmo.

  9. delei disse:

    gente acho que é uma pena pois nao constroi nem destroi mais o maior perigo é desabar em cima de alguem !!!!!!!AI QUERO VER O QUE SERA FEITO !!!!!!!
    E AINDA O PIOR ALGUEM MORRER POR CAUSA DO PREDIO É COMPLICADO HEIN !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    SE A IGREJA NOA PODE DEVE VENDE-LO UÉ !!!!!!!!!!OU MELHORE RESTAURA-LO !!!!!!!!!

  10. Betty disse:

    A Mitra Arquidiocesana está aguardando o desabamento do imóvel para poder lucrar com a venda do terreno e, se matar alguém, é só colocar a culpa na prefeitura, simples assim…

  11. Ronald Kyrmse disse:

    Será uma certa incúria… da Cúria?

  12. Rodrigo disse:

    Eu não moro na cidade de São Paulo, mas acho uma pena que prédios tão lindos estejam abandonados e que os interesses de um grupo restrito de pessoas seja maior do que a preservação desse patrimônio para as gerações futuras.
    Essas construções retratam um determinado período,seus costumes, a sociedade daquela época. Pode-se aprender muito observando essas edificações. Afinal, sem a existência dessas edificações antigas, não haveria a arquitetura moderna.

  13. edilza disse:

    é horrivel mesmo o que está acontecendo com a história de são paulo contadas através da arquitetura.por isso vou deixar um conselho para os mais velhinhos:procurem quem realmente quer ou precisa e um lugar para morar, zelar e conservar sem fins lucrativos, não façam doaçóes para igrejas, governos e empresários dono de imobiliárias. saibam preservar a história de vocês.

  14. Eu sempre passei por ali imaginando pq alguém deixaria algo tão belo se deteriorando daquela forma, se não quer cuidar doa para quem possa conservar a história da nossa cidade.
    O centro todo precisa de apoio para conservar nosso patrimônio.
    Realmente muito triste!

  15. Pardo disse:

    Pelo visto “azigreja” só está interessada em “Fazer o bem sem olhar a quem” quando o dinheiro não sai do bolso dela e essa não é a primeira história de sovinice “dazigreja” aliás, os seus sacerdotes falam palavras bonitas em missas, mas na prática eles não as seguem.

  16. Ronaldo disse:

    Igreja…a empresa mais rica do mundo

  17. Juliano disse:

    Matéria show a respeito desses tesouros abandonados mas particularmente por curiosidade e admiração gostaria de saber se os edifícios tem nome, que tipo de comércios se prevaleceram nesses locais, se foram utilizados como moradia, e se existem fotos dos mesmos em pleno funcionamento? seria espetacular pois já procurei bastante a respeito e nunca achei. Abraços.

  18. valter helio webber disse:

    todas as igrejas só sabem buscar,não contribuem com nada.

  19. Marcelo disse:

    Sei que tem um sobrado na Praça da Sé que me causou surpresa pelo péssimo estado de conservação: o Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo. Fiquei sabendo, quando fiz o curso de Transcrição e Restauração de Partituras em Curitiba com o Professor Paulo Castagna (docente da Unesp), que no local há um caderno com 350 folhas (700 páginas manuscritas) de música colonial brasileira, do qual o próprio Paulo chegou a restaurar uma das obras, que corresponde a apenas 1/70 do todo.

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.