O São Paulo Antiga apresenta a seus leitores uma retrospectiva do ano de 2010 sob a perspectiva do patrimônio histórico e urbanístico da cidade de São Paulo e interior do Estado.

A partir das estatísticas de acesso, você poderá conferir quais foram os termos mais buscados no blog, os tópicos mais comentados e também os mais acessados. Saberá também o que estava de pé em janeiro de 2010 e o que não está mais neste último dia do ano.

DEMOLIÇÕES:

O ano de 2010 passará para a história como um dos mais terríveis para as construções antigas. De janeiro a dezembro, exatas 27(*) construções cadastradas no blog deixaram de existir, sendo 23 delas na cidade de São Paulo, três na vizinha Guarulhos e uma na cidade de Itapetininga.

Abaixo, a lista dos imóveis cadastrados no São Paulo Antiga que que foram demolidos no ano de 2010. Começamos mostrando os três principais:

Casarão Saraceni

Como você se sentiria se o imóvel mais representativo de sua cidade fosse demolido ? Sob a argumentação de que o imóvel “não tinha valor histórico” a vizinha cidade de Guarulhos perdeu seu mais representativo bem arquitetônico no mês de novembro. A trágica história do fim deste imóvel começou com um suspeito pedido de destombamento do bem feito por um vereador da cidade, e resultou com a demolição de imóvel. O curioso é que o dono da área onde estava o imóvel é dono de uma universidade na cidade. Será que a cultura para este empresário realmente tem valor ?

Saiba mais detalhes sobre o Casarão Saraceni aqui: http://www.saopauloantiga.com.br/casarao-saraceni-um-adeus/

Casarão de Murilo Antunes Alves:

Um dos maiores crimes à memória arquitetônica paulista neste ano de 2010 veio da cidade de Itapetininga. O magnífico imóvel da foto pertenceu ao ilustre jornalista Murilo Antunes Alves, que faleceu no mês de fevereiro deste ano. Quatro meses após sua morte, em junho, a família decidiu arrasar com o imóvel e ele veio abaixo em dos dias.

Após a denúncia do São Paulo Antiga e a pressão dos moradores da região, a prefeitura (que autorizou a demolição) decidiu por desapropriar a área. Um pouco tarde!

Saiba mais detalhes sobre este imóvel e sua demolição: http://www.saopauloantiga.com.br/o-casarao-de-murilo-antunes-alves/

Casarão da Rua Dona Antônia de Queirós

Os moradores da cidade de São Paulo tiveram uma triste surpresa no início de dezembro. Uma das mais antigas construções da rua Augusta (em com a rua Dona Antonia de Queirós), datada de 1913, foi abaixo. O imóvel passou décadas fechado enquanto foi deteriorando-se. Ao ser demolido, já apresentava sérios riscos de desabamento. No lugar será erguido um empreendimento da Incorporadora Esser.

Outros imóveis demolidos em 2010 (clique sobre o nome para visitar a página):

Isso sem contar os imóveis que não chegamos a tempo, que sucumbiram antes que pudéssemos registrar imagens do que havia por lá. O caso abaixo, na Vila Mariana, foi um típico imóvel que recebemos o alerta de que seria demolido mas não conseguimos chegar em tempo de fotografá-lo antes que virasse um terreno vazio (hoje o local é um estacionamento).

Do casarão da Avenida Conselheiro Rodrigues Alves só restou o terreno (veja o destaque).

NEM TUDO ESTÁ PERDIDO:

Se por um lado o ano foi bastante negro para a memória iconográfica da cidade de São Paulo, alguns poucos casos de restaurações trazem um pouco de alento para que no futuro seja possível uma relação harmoniosa entre o patrimônio histórico e o desenvolvimento urbano, veja os exemplos:

Palácio Campos Elíseos: Inaugurado em 1899 com o nome de Palacete Elias Chaves, a obra do arquiteto alemão Matheus Häusler foi inicialmente residência de um barão do café. Em 1915 tornou-se sede do governo paulista, até o ano de 1965 quando o poder foi definitivamente transferido para o Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi.

Com a transferência da sede do governo paulista para o outro lado da cidade, o antigo palácio caiu no ostracismo e foi ficando cada vez mais deteriorado, até que recentemente o Governo Estado de São Paulo decidiu restaurá-lo.

Clique na imagem para ampliar.

Na ocasião o então Governador do Estado de São Paulo, José Serra, comprometeu-se a utilizar o palácio restaurado para despachar, em uma tentativa de que a iniciativa tornaria possível a recuperação da região atualmente degradada e apelidade de “Cracolândia”. Ainda não houve manifestação do novo governador, Geraldo Alckmin, se sua gestão pretende dar o mesmo destino ao palácio. De qualquer maneira, é gratificamente ver o Palácio Campos Eliseos recuperado.

Casarão do Largo Senador Morais Barros: Quando visitamos o antigo largo localizado na Avenida Celso Garcia, encontramos o casarão que é localizado nos fundos da igreja São João Batista do Brás em péssimo estado de conservação. A residência esta repleta de vidros quebrados, lixo pelo quintal, mato alto e era um local bastante perigoso.

Em dezembro de 2008 o local estava completamente abandonado.

A reforma começou no final do ano passado e trouxe outra vida não só para o casarão, mas para todo o Largo Senador Morais Barros. A rua em “L” antes era bastante degradada e suas calçadas viviam com lixo acumulado. Com a recuperação do local e a inauguração de um asilo de idosos, o imóvel tornou-se um motivo de orgulho para os moradores do entorno.

Recuperação do imóvel trouxe vida ao antes degradado largo (clique para ampliar).

Iniciativas como estas mostram que é possível dar um bom destino social aos inúmeros imóveis antigos espalhados pela cidade, como asilos, creches e principalmente funções culturais como pequenas bibliotecas de bairro ou mini centros culturais.

Sobrado da Rua Correia Dias: Até meados de 2010 quem passava pela rua Correia Dias, no bairro do Paraíso, deparava-se com um sobrado antigo em péssimo estado de conservação (veja detalhe da próxima foto), com grafites e pichações emporcalhando a fachada e invasores morando no local.

O antes e depois, mostra um imóvel que "voltou à vida" (clique para ampliar).

No final do mês de outubro de 2010, o imóvel revelou-se uma grata surpresa para a Cidade de São Paulo sendo completamente recuperado, como nova pintura, calçada refeita e muito capricho em devolver a cidade um belo exemplar da cidade antiga.

OS TÓPICOS MAIS VISITADOS DE 2010:

Na lista abaixo, na ordem, os cinco artigos mais visitados do Blog São Paulo Antiga no ano de 2010.

  1. Edifício São Vito – Prestes a tornar-se apenas uma lembrança fotográfica para os paulistanos, os dois tópicos que abordam o antigo “treme-treme” foram os mais visitados de 2010, repetindo a mesma repercussão de 2009 quando também foram os campeões.
  2. 2º Batalhão de Guardas – Uma das maiores vergonhas da cidade, o 2º Batalhão de Guardas está tão abandonado que corre sério risco de desabar. Mesmo sendo uma relíquia paulistana do século XIX ele parece não sensibilizar a Polícia Militar (responsável pelo local), o Governo do Estado ou mesmo a Prefeitura de São Paulo para que algo seja feito para preservá-lo. Se continuar assim, irá virar escombros muito em breve.
  3. Hospital Cristo Rei – O antigo hospital da zona leste de São Paulo é um dos tópicos mais visitados do blog. Nele, tal qual o São Vito, são os comentários que enriquecem ainda mais as fotografias, pois ex-funcionários trocam mensagens, e pessoas que nasceram por lá tentam obter informações sobre o início de suas vidas.
  4. Castelinho da Rua Apa – O vice-campeão de 2009 caiu um pouco nas buscas no site, mas permanece ainda entre os cinco tópicos mais lidos. O interesse na questão do castelinho é tão grande que a equipe do São Paulo Antiga prepara para o início de 2011 uma super matéria com detalhes inéditos sobre um dos crimes que abalaram São Paulo, em março.
  5. Só Cristo Salva o Seminário da Penha – Erguido com dinheiro dos cidadãos penhenses, o antigo seminário redentorista da Penha correu sério risco de ser derrubado para dar lugar a edifícios residenciais. A iniciativa demolidora tinha o apoio do vereador Toninho Paiva que, sem pudores, defendia a destruição da construção alegando que o local não tinha valor histórico. A iniciativa não foi bem recebida pelos moradores da Penha e o Seminário continua, por enquanto, preservado. Já o vereador Toninho Paiva viu sua popularidade na região diminuir e sua candidatura à Assembleia Legislativa foi um fracasso.

OS 10 TERMOS MAIS BUSCADOS NO BLOG:

Muitos internautas chegam até o São Paulo Antiga por indicação, jornais, rádios, Twitter, Facebook e outras ferramentas. Mas no caso de mecanismos de buscas, estes foram os 10 termos mais associados ao nosso blog.

  1. “são paulo antiga”
  2. “são paulo abandonada”
  3. “casarão”
  4. “hospital menino jesus”
  5. “edifício são vito”
  6. “castelinho da rua apa”
  7. “sobrados”
  8. “rua tabapuã”
  9. “vila itororó”
  10. “teatro zaccaro”

Enfim, esta foi uma breve retrospectiva do Blog São Paulo Antiga para o ano de 2010. Esperamos que no ano seguinte tenhamos menos imóveis demolidos e mais bens recuperados não só na cidade mas em todo o Estado.

Desejamos um feliz ano novo para todos os leitores do Blog São Paulo Antiga! E em janeiro iremos completar 2 anos no ar com muitas novidades!

(*) Ainda não computamos a demolição dos edifícios São Vito e Mercúrio pois ainda estão em andamento. Só incluímos como demolido quando a construção chega ao chão por completo, o que ocorrerá no caso destes dos prédios no primeiro trimestre de 2011.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Tweets that mention São Paulo Antiga apresenta a Retrospectiva 2010 do Patrimônio Histórico – — Topsy.com 31/12/2010 at 21:12

    […] This post was mentioned on Twitter by Douglas Nascimento. Douglas Nascimento said: RT @SaoPauloAntiga: São Paulo Antiga apresenta a Retrospectiva 2010 do Patrimônio Histórico – http://vempra.ca/11s […]

    Reply
  • Renata 01/01/2011 at 01:45

    Quero parabenizar o excelente trabalho.É muito triste ver imóveis belíssimos demolidos, mas por um outro lado é bom saber que alguns se salvaram. Gosto muito do blog e sempre acompanharei novidades por aqui.

    abraços

    Reply
  • Mario Fonseca Ventura 01/01/2011 at 11:44

    Caro Douglas
    Seu site demonstra um excelente trabalho em benefício da própria São Paulo. Continue com seu desiderato maravilhoso em prol da comunidade paulistana neste Novo Ano. PARABÉNS!

    Reply
  • vania 03/01/2011 at 08:44

    Parabens pelo seu trabalho.
    é triste o que se passa em nosso país,o descaso para com nossa história,para com o que somos.
    A luta não é inglória, mas é penosa…
    Abraços

    Reply
  • Ralph Mennucci Giesbrecht 03/01/2011 at 10:55

    Eta nóis. 27 imóveis demolidos. E isso, que você saiba. Imagine o que não soube. Considero isso um desastre em termos históricos e ambientais. As boas notícias, como as casas da avenida Celso Garcia e da Correia Dias que v. mostrou são infelizmente exceções. Mas ainda existem exceções, o que é bom.

    Reply
  • Eduardo Britto 04/01/2011 at 18:03

    Reitero os parabéns, merecidíssmos, pela dedicação, pela disposição de ir atrás. Que 2011 seja um ano de (início de) reversão dessa tendência destruidora da memória da cidade.

    Reply
  • Clelia Person Lammardo 06/01/2011 at 17:16

    Parabéns Douglas pelo trabalho perseverante em prol da
    História da nossa cidade. Nós não podemos esmorecer, temos que
    continuar “botando a boca no trombone”. Com escreveu Eduardo
    Britto, tomara que em 2010 diminua esta ânsia destruidora da
    memória da cidade.

    Reply
  • Camargo 27/01/2011 at 14:32

    Pena que foi mais imóveis demolidos do que restaurados, como nossos governantes não estão nem ai para nossa história, fora a ganância das grandes construtoras.
    Espero que um dia seja mudado essa mentalidade de queres acabar com nosso passado.

    Reply
  • clelia aparecida de souza menezes 20/08/2011 at 10:10

    Moro no interior de Águas de Santa Bárbara- SP. Acho muito lindo esse trabalho que estão fazendo.A medida que estão demolindo estamos perdendo parte da nossa história, de nossas vidas. Em nossa cidade havia um hotel, ficava na praça ( Hoje temos um Hotel de alguns andares ), muito bonito, acho que tinha mais de 80 anos. Demoliram para construir o novo. Foi o maior pecado, perdemos grande parte da história de Santa Bárbara.
    Abraços, Parabéns.

    Reply
  • Namira50 24/01/2012 at 19:40

    Uma verdadeira vergonha o que o captalismo selvagem e um consumismo sem limite faz com nossas histórias, vale tudo por um espaço em um lugar próximo a um centro mesmo que isso signifique destruir um passado rico de informação, apagam qualquer vestigio de história para que a futura geração não reclame pois nem almenos tiveram a chance de conhecer, hoje eu conheci essas histórias e fico triste, em saber que o passado não vale nada, depois disso acho melhor acabarem com a matéria de história nas escolas, vamos votar com conciência para que politicos corruptos, não continuem a colocar seus interesses pessoais e de ricos acima da história do nosso povo!!!

    Reply
  • Maria José Moraes da Silva 01/06/2012 at 16:26

    Fico triste quando vejo belos casarões destruídos. Se eu fosse uma autoridae, criaria um lei para que todos os casarões fossem restaurados e faria um contrato de comodato para que o imóvel fosse preservado e os impostos pagos. Com isso, não seria destruída a nossa beleza arquitetônica e nossa história permaneceria viva para os nossos descendentes. Fiquei triste quando vi o belo casarão da família de Murilo Antunes Alves ser destruído. Para tal ato, só há uma classificação:Insensibilidade!

    Reply
  • moises 03/03/2013 at 23:12

    triste, nao preservarem casarões antigos,,,,

    Reply
%d blogueiros gostam disto: