O mesmo lugar em duas épocas distintas chama a atenção pela considerável transformação que o local sofreu em 45 anos.

Na primeiro foto, um bonde trafega tranquilamente em um cenário praticamente ausente de construções ao seu redor, na rua Benedito Fernandes no Socorro, região de Santo Amaro:

Já em 2005, o local está bastante modificado e a linha de bonde não existe mais:

Colaborou: Ralph Giesbrecht do site Estações Ferroviárias

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Ralph Giesbrecht 22/03/2010 at 20:09

    Se v. olhar ao fundo na foto antiga, vai ver a adutora de Socorro sobre o Pinheiros. Porém, o muro ao lado atrapalhou a referência, teve de ser feita no olhômetro.

    Reply
  • Gabriel 22/03/2010 at 21:12

    Muito interessante! O tipo de foto de que mais gosto são essas que mostram o antes e o depois. Adoro imaginar como eram certas regiões da cidade em outra época, como tudo era muito diferente e mais calmo.
    Nessa foto, impressiona que, tirando o relevo e o próprio traçado, não sobrou nenhuma referência visual de 45 anos atrás.

    Reply
  • Ralph Giesbrecht 22/03/2010 at 21:44

    Pois é… quando eu estagiava na finada Metal Leve santamarense, em 1980-1, já se tinha a rua asfaltada, mas o grande terreno que se vê à esquerda das fotos ainda era baldio, mas devidamente murado. À direita ficavam as instalações fabris da Metal Leve de Santo Amaro, num nível bem abaixo do da rua, que provavelmente foi construída sobre um aterro.
    (comentário do Antonio Gorni em 22/3/2010).

    Reply
  • Rosana Bacarini 30/03/2010 at 20:24

    Eu adoro esse antes e depois pena que sempre o depois se vê a destruição
    do nosso patrimonio historico.

    Reply
    • amaury 13/05/2010 at 00:47

      não creio que tenha havido qualquer destruição de patrimônio histórico no caso da foto deste artigo.
      é importante também não acharmos que tudo é patrimônio histórico.
      se esta rua estivesse até hoje do mesmo jeito como era 45 anos atrás, todos seriam prejudicados.

      Reply
      • SPA 14/05/2010 at 10:29

        Também não vi destruição do patrimônio histórico.
        Mas mostramos a transformação da cidade, que é o objetivo desta sessão antes & depois.

        Se bem que o bonde eliminado da cidade é um crime. Afinal, está presente nas principais cidades do mundo ainda.

        Reply
        • amaury 19/05/2010 at 21:14

          concordo, Douglas.

          aprecio muito sequências de fotos do tipo “antes e depois”, em qualquer lugar que as veja.

          a comentarista, entretanto, afirmou que o “depois” sempre envolve destruição de patrimônio histórico, o que nem sempre é verdade.

          minha opinião – na verdade, isso está ligado a meus valores pessoais – é que simplificações, generalizações e pretensas unanimidades normalmente mais atrapalham do que ajudam nossa compreensão do mundo e do que devemos fazer para melhorá-lo.

          acho importante pontuar isto em mensagens assim para que o eventual leitor que ainda está em processo de formação de sua consciência crítica pense, pondere, pese os diversos aspectos envolvidos e não seja fisgado pela tentação de concluir o que parece ser o mais lógico e fácil.

          é um hábito que tenho em fóruns que participo – não somente virtuais mas reais também.

          abraço.

          Reply
  • Eduardo Britto 03/04/2010 at 12:22

    São dois planetas distintos. Um a Terra. Outro o Impermeável. Valeu!

    Reply
  • carlos augusto leite pereira 26/10/2010 at 10:14

    No guia de s.paulo de 1960 esta rua aparece como rua dos Andradas. No mesmo guia, no itinerário do bonde 101 – santo amaro – ela aparece como “Estrada para a reprêsa do Guarapiranga”. Esta estrada saía do Largo S.Sebastião, atual Bonneville. Lembro-me de que neste Largo havia uma chave automática, com molas, que abria para passagem do bonde que descia para a Estr.do Guarapiranga (1966). Na volta ela permanecia fechada.Esta chave era necessária pois a linha era dupla até o Largo. Dalí até o fim da atual rua Benedito Fernandes, como mostra a foto, era singela.

    Reply
  • Ademir 19/03/2011 at 21:43

    Bem esta foto me remete ao passado. Fiz muito este trajeto tanto a pé como de bonde. Do lado direito havia uma adutora que andavamos por cima. O bonde fazia o “balão” antes da da ponte que vemos ao fundo com os canos mas não foi sempre assim, tenho na memória quando o ponto final era bem perto da ponte do socorro e muita gente não sabe que ele já atravessou a ponte do outro lado e sua parada era no largo do socorro.

    Reply
  • toni 30/12/2011 at 13:52

    Nostalgia. Na primeira foto, certo bucolismo, na segunda ve-se o avanço urbano.
    Morei ao pé dessa Rua, mas lembro-me sempre dela como Benedito Fernandes, desde que a conhecí, em 67, e era sempre uma rua semi-deserta, quase não circulavam por ali carros ou pessoas.
    Na época ela era uma Rua de poucas casas, e essas casas eram somente em seu início, lembro que a última residência da Benedito era um antigo casarão, demolido nos anos 80 para dar lugar a um prédio de apartamentos.
    Na real, passaram-se anos e anos, mesmo sem a presença do bonde, para que fosse alterada a primeira
    foto, mostrando um aspecto de SP de grandes terrenos vazios, um gostinho de cidadezinha interiorana.

    Reply