Imóveis Antigos

Casas Demolidas – Rua Carlos Petit 305 a 329

Comments (9)
  1. Não eram nenhuma maravilha, mas, na situação atual de caos paulistano, certamente não deveriam ter sido demolidas para serem quase que com certeza substituídas por prédios que certamente elevam a concentrção populacional e fazem aumentar os problemas da infraestrutura local.

  2. Kate V disse:

    Sim, mais prédios para 200 famílias numa rua calma que se tornará um entra e sai de carros constantes, superpopulosa e movimentada.
    A árvore? Bom, o condomínio certamente plantará coqueiros como forma de “paisagismo”…

  3. melissa disse:

    Há dois anos não vou a São Paulo,
    certamente não me localizo mais…
    adorava andar a pé sem equipamentos
    modernos,só me conduzindo pela casinha
    tal,predinho tal,q triste…

  4. Danilo Tófoli disse:

    tudo bem renovar mas acho que deveriam construir casas ao invés de prédios, e apenas uma opinião.

  5. Janice disse:

    OI!
    Estudei perto…..que pena que tudo veio abaixo…

  6. Cybelle disse:

    O interessante é que algumas das casas já tinham garagem embaixo.Carros não eram comuns até a década de 1950. A maioria das pessoas não os possuía e andava de transporte público. Algumas – também nas fotos, tinham um jardinzinho, em que hoje às vezes se adapta uma garagem, mediante o avanço das grades sobre a calçada, na altura do para-choque, ou para dentro da sala de visitas.

  7. Morei na casa de número 305 até pouco antes da demolição. Cheguei a organizar um movimento para impedir a construção do prédio pela Lindencorp, mas as pessoas só estavam interessadas em receber a “bolada” que a incorporadora pagou pelas casinhas (valor que não é suficiente para comprar nem um dos apartamentos a serem construídos no local) . Eu, que era inquilina, não tive escolha a não ser ir embora…

    Todas as casas tinham jardins, com plantas e árvores, inclusive um raro Gingko biloba, árvore símbolo da vida por ter sobrevivido às bombas atômicas no Japão – mas que não sobreviveu à ganância que assola São Paulo.

    No blog Salvem os Quintais (http://salvemosquintais.wordpress.com/) há fotos dos jardins e algumas das matérias feitas sobre o movimento para salvar as casas, inclusive uma publicada no Jornal da Tarde (http://blogs.estadao.com.br/jt-cidades/morador-briga-para-salvar-quintais/).

    Quase dois anos depois, ainda me dá tristeza passar por essa rua…

    1. Sonia disse:

      Carina, infelizmente nossos quintais foram destruidos pela ganancia imobiliária. As frutas que tinhamos nos quintais , agora mais um prédio, mais cimento. A rua parecia do interior, onde as pessoas se conheciam, agora, mais um condominio onde , as vv, as pessoas nem se comprimentam. Pena mesmo, morei na casa , por 21 anos, dá muita tristeza ao ver mais um espigão sendo erguido

  8. Rogerio Marinheiro disse:

    Me lembro ali da Carlos Petit quando na esquina com a avenida tinha a pizzaria Livorno e mais para o fundo, para atrás da caixa da d’água tinha um campinho de terra onde a molecada mais velha jogava bola.

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga