A Cidade de São Paulo é lar de um sem número de povos imigrantes que vieram das mais variadas localidades do mundo para o Brasil e escolheram a capital paulista como destino final para suas vidas e moradas. Essa grande massa de imigrantes não só influenciou o cotidiano da cidade, a culinária e a vida das pessoas como também trouxe um forte interferência na arquitetura que chamamos de paulistana.

Esta arquitetura local que era basicamente no estilo colonial português foi sendo modificada nos derradeiros anos do século 19, à medida que novas culturas foram se incorporando à cultura de nossa metrópole. O resultado disso é que diferente de outras grandes cidades do continente americano, como Nova Iorque por exemplo, a cidade de São Paulo tornou-se berço de um grande ecletismo arquitetônico, que muitas vezes beira o caótico.

Isso gerou numerosas formas arquitetônicas distintas entre si espalhadas pela cidade, que refletem não exatamente a tendência da arquitetura do momento mas sim a vontade e o desejo particulares de construtores e proprietários, que erguiam suas construções seguindo principalmente as influências de seus país de origem e não necessariamente a escola arquitetônica contemporânea de suas épocas. Isso só começaria a mudar por aqui com a chegada do modernismo.

A casa que vemos abaixo, de 1916, é um belo exemplo do ecletismo arquitetônico da cidade:

Seus traços são praticamente únicos na cidade. A casa tem uma arquitetura bastante peculiar, com janelas razoavelmente pequenas, possui duas entradas distintas, sendo uma para o térreo e outra para o pavimento superior e seus traços chegam a lembrar vagamente uma arquitetura mais voltada para edificações religiosas, apesar de ser uma residência.

Ela está localizada na rua Conselheiro Carrão, na Bela Vista. Rua esta que serve muito para demonstrar na prática o quanto é eclética a arquitetura paulistana. Pegar esta rua do começo até o fim é divertir-se com um grande número de construções antigas e completamente distintas entre si.  E estas diferenças podem ser notadas ao observar seus vizinhos mais próximos, como o antigo sobrado do número 583 ou as outras belas construções abaixo, do mesmo quarteirão :

Acima, alguns vizinhos. Todos antigos, e todos distintos entre si (clique para ampliar).

É possível notar que desde muito tempo atrás não há qualquer preocupação do poder público municipal em padronizar a arquitetura da cidade. Não há estabelecimento de nenhum padrão de calçada, de recuo de terreno ou mesmo de padronização das fachadas. Essas regras nunca foram estabelecidas na cidade e mesmo hoje os critérios são duvidosos. Durante o período em que predominou a arquitetura colonial portuguesa também não houve uma regra, mas as construções seguiam mais alinhadas umas com as outras.

É por isso que explorar a cidade de São Paulo é sempre muito gratificante. É como viajar o mundo sem sair da mesma cidade.

Conheça o mundo, explore a sua cidade!

Veja mais fotos deste imóvel (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Conheça a região através de nosso mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Luiz Rossi 11/05/2012 at 14:04

    Cara, por isso adoro esse site, conhecer o mundo é mto bom, mas não vale nada senão se conhece a sua própria cidade, mudei muito minha visão após conhecê-los, já amava São Paulo agora além de amá-la eu a observo, e ah, como é ela é linda e bagunçada, hehehehe.

    Reply
  • ralph mennucci giesbrecht 15/05/2012 at 08:23

    Esta é realmente muuuuito bonita. Adoro esse tipo de janelas. A casa da esquerda também é legal. Deve ser alguns anos mais nova, pelo estilo. Provavelmente anos 1920.

    Reply
  • Glauber José 18/05/2012 at 23:30

    O formato das janelas tem uma leve tendência Nouveau

    Reply
  • Betty 24/05/2012 at 01:53

    Que casa linda! Essa rua é tudo de bom, só restaurar que vira um belo ponto turístico, que saudade do tempo que morava no centro de sp!

    Reply
  • `Patricia Costa 14/06/2012 at 12:03

    Douglas, fiquei muito surpresa ao ver este casarão por aqui. Ele é lindo, com uma arquitetura maravilhosa.
    Conversei com uma senhora que trabalha na rua em frente, na Unisão de Mulheres.
    Ela me contou que morava uma senhora idosa sem nenhum herdeiro. Depois que faleceu outra senhora ocupou a casa, mas apenas nas parte dos fundos, pois tinha medo de ficar na parte da frente (onde a idosa faleceu). Esta senhora entrou com um processo de usucapião, mas só conseguiu ganhar o direito de ficar legalmente na casa um dia depois de falecer.Desde então a casa está interditada!
    Fiquei muito impressionada com a história!!!

    PS. Parabéns pelo trabalho!!!

    Reply
  • `Patricia Costa 15/06/2012 at 17:32

    Ihhhh… conundi as histórias. O que escrevi não é referente a esta casa… !!!!! =)

    Reply
  • guilherme 27/05/2014 at 22:46

    Atualizando: Moro bem próximo a essa residência. Foi vendida recentemente e os novos donos a estão restaurando. Felizmente, aqui no Bixiga, o tombamento dos imóveis em alguns trechos protege a memória do bairro.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: