Imóveis Antigos

Casas Demolidas – Rua dos Caetés 74 a 114

Comments (6)
  1. antonio carlos novelli disse:

    É excelente o trabalho de vocês, pois mantem a memória dessa cidade, onde belas construções estão sendo demolidas, para darem lugar para construção de edifícios! Logo nossa cidade, irá virar um imenso, “paliteiro!”

  2. paulo henrique disse:

    fica mais triste ainda quando atinge algo proximo … o sobrado amarelo foi de meus avós e da minha mae quando criança … ela sempre quando passava na frente falava para mim … olha filho foi ai que eu cresci … agora quando eu passar denovo com ela imagino quanto vai ser a tristeza dela …e minha em saber que um cantinho da minha famia foi pro chao

    1. Que pena, Paulo…
      Sua mãe teria alguma foto antiga do imóvel ? Seria muito útil para nós, mesmo que fosse interna.
      Abraços!

      1. Rosely Marinheiro disse:

        Douglas boa noite.. Vi sua matéria agora noite … Saudades da minha casa.. Meu pai nasceu na Rua Caetés n.100 Morou durante 82 anos na mesma casa com minha mãe e meus irmãos, eu morei 42 anos maravilhosos. Como fala a sua reportagem fomos os primeiros a entregar a casa pois éramos os últimos moradores familiar , o resto da rua virou tudo escritório.. Me lembro de quando entregava o leite na porta de casa… não tinha portão.. Desde que saímos da cada nunca mais tive coragem de passar na rua.. !!!!! Foi uma vida .. !!! Amei a matéria por mim jamais teria saído da casa !!! Boa noite Rosely Marinheiro

  3. E o pessoal não perde tempo. Anúncio no Estadão de hoje: http://screencast.com/t/YcpM9uSpLy

  4. M.Cecilia disse:

    Eu morei muitos anos na R.João Ramalho e ônibus que saia da Padaria da mesma rua esquina com a Rua Caiowas [ assim se escrevia na época] subia e descia essa rua. Era uma das ruas diferenciadas. Eu ficava olhando com carinho pelas casas tão lindas, e a rua arborizada. Quando chovia, subir a João Ramalho, passando a Rua Minerva era complicado, pois era de paralelepípedo, escorregava que nem sabão e até quando chovia demais, o córrego enchia e transbordava.

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga