Vizinha da capital paulista, Guarulhos é uma cidade que está sofrendo muitas transformações urbanas nos últimos anos. A oferta cada vez menor de terrenos com potencial construtivo em São Paulo está levando cada vez mais as pessoas a procurar novos empreendimentos em cidades como Guarulhos.

Por isso a Guarulhos de hoje é bem diferente da que cidadãos estavam acostumados a ver no passado recente. A foto abaixo dá uma ideia de como era o centro do município bem no início da década de 60.

Crédito: Prefeitura do Município de Guarulhos / Divulgação

Algumas regiões da cidade, no passado desertas ou muito tranquilas, hoje são densamente habitadas. É o caso de bairros como Vila Leonor, Jardim Tranquilidade e Itapegica. A foto a seguir, de 1971, mostra a Rua Stella Maris, na Vila São João, em 1971.

Crédito: Divulgação/Acervo São Paulo Antiga

A imagem está apresentando a Rua Stella Maris a partir do seu início, diante da Avenida Pres. Humberto de Alencar Castelo Branco. Mais conhecido como “Anel Viário” a via era o antigo leito do Tramway da Cantareira que neste trecho foi desativado em 1965. A partir da remoção dos trilhos surgiu esta nova avenida guarulhense e muitas ruas passaram a se conectar com a via.

A foto, de autor desconhecido, mostra a Rua Stella Maris já pronta para receber o seu primeiro asfalto. Era uma via basicamente residencial, e apenas uma empresa, do lado direito, a Plásticos Jade fundada em 1966. Na parte mais alta da rua, do lado esquerdo, é possível ver o Hospital Stella Maris, inaugurado em 1965 e o prédio bem na ponta direita, em construção, que é uma ala mais moderna do hospital e que foi inaugurada em 1976.

A imagem a seguir mostra a via em 2014, em fotografia tirada no dia 5 de fevereiro.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

A fábrica de plástico permanece ali, escondida atrás de outras construções mais recentes. A capela do hospital desapareceu atrás de um novo prédio do complexo Stella Maris e muitas das casas foram bastante modificadas ou deram lugar a outras construções, como o pequeno edifício residencial no lado esquerdo. Algumas poucas árvores também surgiram no cenário.

Observando as duas imagens, o que achou das mudanças nesta rua nem 43 anos ? Melhorou ou piorou ? E se você mora por ali, o que acha da região ? Deixe seu comentário.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • Luiz Henrique de Souza Alineri 06/02/2014 at 17:11

    Sou morador de Guarulhos,porém de outra região.Morei próximo do local abordado de 1982 até 1992,quando me casei.Tenho pai,irmãos e parentes que ainda moram perto daí.É uma região próxima do centro,bem desenvolvida,com todos os prós e contras de praxe.É perto do Internacional Shopping e da Ung,onde antes eram,respectivamente: Ollivet e Philips.

    Reply
  • Nazareth Lemos Maldonado Peres 06/02/2014 at 20:23

    Observo a rua Stella Maris. É semelhante ao final da Av. Montemagno na Vila Olinda, Sud. de Vila Formosa. Íngreme! ruim para subir a pé ou carro. Diferentes das ruas planejadas pela Companhia Melhoramentos do Brás, que loteou a Vila Formosa nos anos 20/30, respeitando os aclives e produzindo muitas praças e ruas com muitas curvas num belo desenho.

    Reply
  • Luciano 07/02/2014 at 04:17

    Uma coisa que eu não pude deixar de notar nas duas fotos, é que a ínfima calçada do lado esquerdo é a mesma. Praticamente não dá pra andar nela de tão estreita em alguns pontos.

    Reply
  • Marcos 07/02/2014 at 09:17

    Morei de 1978 a 1984 na Av Antonieta na Vila Endres que fica ali perto. Muitos dos meus colegas da EEPSG “Érico Veríssimo” moravam nas proximidades. Meus irmão nasceram na Maternidade Stella Maris. Era uma época de inúmeras dificuldades sociais porém era uma vida mais tranqüila.

    Reply
  • Marcelo Barretto 16/01/2015 at 17:12

    opa opa…. nasci aí no Stella Maris em 1972…. e tenho passado sempre nos últimos 30 anos…. sempre com mudanças Guarulhos não respeita o seu passado…. Nossos governantes deveriam dar valor ao patrimônio da nossa cidade. Parabéns pelas reportagens apresentadas.

    Reply
  • Adriana 16/12/2015 at 09:25

    Nasci nesta rua e morei nela por mais de 30 anos!

    Reply
  • Roberto Santos (Robertinho) 16/12/2015 at 20:57

    …eu morei nessa rua durante muitos anos. Conheço , olhando a foto antiga, todos os moradores e eles também me conheciam. Saudades dos bons tempos ali vividos e dos amigos idos e dos amigos que se embrenharam na grande São Paulo ou outras cidades em busca de melhorar as condições de vida. Naquele imenso terreno vazio do lado esquerdo havia somente uma casa e lá morava o Vicente e sua Mãe a Dona Gloria, em frente o Hernani, abaixo a Dona Elzi e o SR Carlos, pai do Carlinhos, João Bagrão, Elias e duas meninas, uma de nome Sueli e outra cujo o nome agora não me ocorre, mais abaixo o SR Nélson, pai do Nelsinho e de uma menina, mais abaixo Dona Amália e Sr Mario e suas 3 filhas, mais abaixo a família Caraça com vários membros, entre os quais o Mário, Jose e Eliazinho, a irmã deles à Rosa se casou com o Walter que morava próximo do campo do São João e depois de atravessar à Ruinha, morava o Neco e o Rude, filhos de Dona Tereza…não vou citar a todos por falta de espaço. O que importa é que, eu vivi ali e essa era à minha Rua…saudades lacrimejantes. Agradecido pela postagem…

    Reply
  • andrea 17/12/2015 at 17:41

    se andar até o final da rua chegará na casa da minha mãe…

    Reply
  • Ronei Chamadouro 26/02/2016 at 22:25

    Morei na Rua João Loprete, pararela à Rua Stella Maris entre 1989 e 1994.o bairro e muito bom e fiz várias amizades lá. Voltaria a morar na região sem problema algum.
    Acompanho o trabalho do Douglas através da internet e só posso parabeniza-lo.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: