O tempo não pára, o progresso também não. Por muitas vezes essas máximas tão presentes em nosso dia a dia servem para mostrar claramente que o progresso por muitas vezes desrespeita a história. Vivemos numa cidade que é repleta de edifícios históricos, casas antigas e construções belas que infelizmente estão desaparecendo tão rapidamente que as vezes me pergunto o que eu terei para mostrar para meus filhos no futuro.

Sabemos que o crescimento imobiliário e a especulação está fazendo a nossa cidade (e também o resto do país) tornar-se um enorme canteiro de obras, onde tudo é válido para construir novos neoclássicos que estão se tornando a característica desta cidade cinzenta que tanto amamos.

Alguns bairros, como o Brás, sofrem com a profunda transformação de um bairro repleto de operários do início do século XX para bairros comerciais e suas casas antigas e belas acabam sendo invadidas, emparedadas ou simplesmente derrubadas para dar lugar a novas construções. O fato de não ser um lugar tão badalado como regiões mais centrais facilita atos de barbárie e desrespeito ao patrimônio histórico.

E é de uma bela construção do bairro do Brás que vou falar hoje. Uma construção única na cidade de São Paulo que corre o risco de sumir para sempre: O Sobrado das Abelhas.

Na foto acima, detalhe de uma das abelhas que decoram a linda fachada do edifício

Este sobrado comercial com arquitetura que imita um palácio no seu topo é uma construção muito particular do limite do Brás com o bairro do Belenzinho, está localizado no número 1382 da rua Bresser. Sobre o que foi originalmente este prédio as opiniões divergem. Minha mãe jura que era uma fábrica de doces, minha tia diz que era um depósito de mel e derivados, mas as pessoas que tem estabelecimentos ao seu redor não souberam dizer do que se tratava originalmente, só que estava fechado tem muitos anos.

Esta linda construção quase secular corre o sério risco de desaparecer a qualquer momento, na verdade posso até já estar escrevendo no momento uma ficção, pois apenas 10 dias atrás restava apenas esta fachada do local, e todo o restante já havia sido demolido.

O que podemos dizer ? É possível ter esperança na preservação histórica com tanta demolição desorganizada e desenfreada ? Isto tudo que vocês verão nas fotografias seguintes que tirei do local ocorreu em apenas alguns poucos dias, pois passo diariamente no local e bastou 3 ou 4 dias que mudei o itinerário para já ter tanta mudança. Na mesma rua uns 600 metros antes também foi demolido recentemente o prédio de uma antiga (e também quase centenária) prédio de uma loja de meias que deu lugar a um armazén gigante, que parece que será o mesmo destino deste honorável Sobrado das Abelhas.

Vejam mais algumas fotos de como está o local (clique para ampliar):

Fachada da construção

Detalhe da fachada

Detalhe mais próximo de uma das abelhas da fachada

O cenário da destruição do antigo “Sobrado das Abelhas”

São Paulo sangra, e sangra muito.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Leandro Landolfo 04/02/2009 at 14:02

    Douglas, também já sofri muito por conta desse descaso da prefeitura em preservar a nossa hitória. Muitas obras arquitetônicas lindissimas foram destruídas, e continuam sendo apagadas a cada dia. Veja o Castelinho da Rua Apa, logo terá o mesmo destino, e eu, assim como você, não sei o que fazer para impedir.
    Um grande abraço.

    Att: Leandro Landolfo

    Reply
  • MARTA AFONSO 08/08/2009 at 22:00

    PAULISTA DA ÁGUA RASA,JÁ HÁ 20 ANOS NO TRIANGULO MINEIRO.CADA DEMOLIÇÃO É UM PEDAÇO DA NOSSA HISTÓRIA QUE É DESTRUIDA.É LAMENTAVEL QUE NINGUEM CONSIGA IMPEDIR ESSA ATROCIDADE.QUANTAS FÁBRICAS,CASA,VILAS E SOBRADOS TUDO APAGADO DA MEMÓRIA SERÁ QUE ´SO VAI NOS RESTAR AS FOTOS? O QUE VAI RESTAR DA HISTÓRIA DESSA CIDADE? DA MINHA CIDADE…A NOSSA OPINIÃO NÃO É CONSULTADA NEM TÃO POUCO VALE ALGUMA COISA.AINDA BEM QUE NÃO ESTOU SÓ NESSA; HÁ PESSOAS COMO VOCES. A HISTÓRIA PARA OS EMPREENDEDORES SIGNIFICA “COISA VELHA” QUE DEVE VIR AO CHÃO.NAÕ SÃO APENAS TIJOLOS , JANELAS E PORTAS SÃO REFERENCIAS; SÃO PARTES DE MUITAS VIDAS. COMO A MINHA.

    Reply
  • Ralph Mennucci Giesbrecht 08/09/2010 at 17:46

    Muito bonito mesmo, e só pelas abelhas já merecia ter ficado de pé. Se fizerem lo milagre de conservar a fachada já vai ser bom demais… mas será?

    Reply
  • Douglas 13/09/2010 at 11:54

    O imóvel foi recuperado, vejam:
    http://www.saopauloantiga.com.br/sobrado-das-abelhas-bicho-do-sono/

    Reply
  • Andreia Gyorfi 07/05/2012 at 22:41

    Olá a todos.

    Sou estudante de história e descobri que aqui do lado de casa, moro na A. Celso Garcia, na 21 de Abril tinhamos o Miranete do Monteiro Lobato, quando ele deixou de existir?!?
    Abraços a todos!

    Reply
  • Cassiane 23/01/2014 at 11:11

    Isso tem que parar de acontecer. Temos que reunir o máximo de pessoas possíveis que amam o patrimonio histórico desse país e protestar… É uma vergonha o que esse mercado imobiliário tem feito, derrubando obras de arte para construírem esse apertos de apartamentos.

    Reply
  • Rafael 23/08/2017 at 16:41

    Estão faltando as fotos do Sobrado das Abelhas desde a reformulação do site…

    Reply
%d blogueiros gostam disto: