Um dos caminhos mais antigos da capital paulista, ainda do período colonial brasileiro, a Avenida Celso Garcia liga o centro da cidade até localidades distantes não só da Cidade de São Paulo como até a outras cidades e estados. Por ela é possível partir do centro da cidade e ir por vias secundárias até o Rio de Janeiro.

E a avenida que hoje conhecemos por este nome, já teve outras nomenclaturas que foram alteradas com o passar dos anos. Em meados do século XIX era a Estrada do Braz, depois foi renomeada para Avenida da Intendência e posteriormente foi dividida em duas avenidas distintas, cujos nomes persistem até hoje: Avenida Rangel Pestana da Praça Clóvis até a rua Dr. Ricardo Gonçalves (antiga rua Ponte Preta) e dai até seu final como Avenida Celso Garcia.

Defensor dos trabalhadores, Celso Garcia tem um busto na avenida que leva seu nome.

O nome de Celso Garcia foi colocado na avenida alguns anos depois de sua morte, como forma de homenageá-lo pelos anos e anos a qual se dedicou em prol da causa operária, defendendo os direitos dos trabalhadores da indústria de São Paulo em uma época onde sequer haviam direitos trabalhistas. Muitas das fábricas ficavam na região da atual Celso Garcia, como as Indústrias Matarazzo e o Cotonifício Paulista, entre tantas outras.

E por ter uma trajetória tão longa, a Avenida Celso Garcia é repleta de imóveis muito antigos alguns até mais que centenários. E ela é uma das vias mais importantes para a história de nossa cidade, mesmo estando hoje repleta de imóveis em péssimo estado de conservação, abandonados, fechados ou mesmo servindo de cortiços.

Bem no ínício desta avenida, no número 37, nos deparamos com este antigo sobrado do ano de 1913 que resiste bravamente até hoje. O já quase centenário imóvel tem no seu frontão, além da data de construção, as iniciais que provavelmente indicam seus primeiros proprietários: “R.A”.

Mesmo aparentando sinais de pouco cuidado o imóvel ainda preserva sua fachada intacta e consideravelmente preservada. É um típico sobrado comercial do início do século XX, com o estabelecimento comercial ao nível térreo e o andar superior destinado ao uso residencial. A porta original que leva até as escadas do primeiro andar foi substituída por uma porta comercial e o piso antigo trocado por cerâmica. Fora isso, todos os detalhes da fachada e até velhas janelas do pequeno prédio estão absolutamente preservadas.

Uma boa limpeza e manutenção da fachada,aliada a uma pintura bem feita (pintar parte de azul e parte bege como está atualmente não cai nada bem) pode devolver ao velho imóvel a beleza da época de sua construção. Não é difícil.

Veja mais fotos deste sobrado (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Conheça outros imóveis interessantes da Avenida Celso Garcia:

Confira a área através de nosso mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!