Uma faculdade da zona leste de São Paulo usa um artifício ilegal para buscar novos alunos: a pichação de muros. O São Paulo Restaurada foi até Ermelino Matarazzo apurar a denúncia de moradores indignados com este ato incompatível com uma instituição de ensino.