Inaugurado em 1922 como um presente da colônia italiana em São Paulo para homenagear o primeiro centenário da Independência do Brasil, o conjunto escultórico do Vale do Anhangabaú está abandonado, repleto de limo, pichações e mau cheiro.