Uma das avenidas mais importantes do centro de São Paulo, a Brigadeiro Luís Antônio, é também endereço de muitas construções antigas da cidade como casarões, alguns palacetes e casas mais simples.

É o caso deste bonito sobrado localizado no número 1511:

Esta casa fica nas proximidades do cruzamento com a Rua Pedroso e é relativamente bem estreita, com pouca coisa mais que 4 metros de largura e se não fosse a cor bastante chamativa que pintaram desta última vez, em 2018, talvez passasse batida por quem passa por ali na correria.

Aliás, chama a atenção o fato de que esta casa é sempre muito bem cuidada e está sempre pintada e mudando a combinação das cores. Nos últimos 10 anos já a vimos pintada de bege, branco, verde claro e finalmente essa combinação rubro-verde que lembra as cores de Portugal.

A casa é geminada com a vizinha, onde funciona um hotel. Infelizmente os proprietários do hotel em 2012 providenciaram uma reforma na fachada – de muito mau gosto aliás – que descaracterizaram por completo o que ainda restava de original.

A foto abaixo demonstra como era ambos os imóveis em 2011:

Reprodução Google Street View

Voltando ao sobrado rubro-verde é importante destacar que em todos estes anos o imóvel continua preservado com suas características originais, sendo que a única alteração visível trata-se de uma pequena obra que modificou o telhado sobre uma das janelas do andar superior.

Neste canto do telhado foi retirado o telhado e forro original, sendo instalado telhas de amianto, possivelmente por uma opção de custo. Fora isso não se nota nada mais fora da originalidade.

Veja abaixo mais algumas fotografias do sobrado:

Detalhe do andar superior
Nível da rua com destaque ao gradil do porão, janela e portão de entrada
O lindo portão de entrada original e preservado

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Ana M M González 28/04/2020 at 11:43

    Douglas, que bonita matéria! Deu vontade de enviar uma correnspondência para esse endereço em agradecimento pela manutenção do projeto original. Agradecimento a vc!

    Reply
  • dalva maria ferreira 28/04/2020 at 11:44

    Pobre estética daquele que retira essas lindas janelas originais de madeira para colocar esse lixo de janelas de metal. Chega me doer o coração.

    Reply
  • Tony Costa 28/04/2020 at 12:06

    As reformas do hotel ao lado descaracterizaram o pouco que sobrou.   Possivelmente outrora, isto seria uma fila de sobrados conjugados todos iguais ( similar ao que se chama de row houses ), que seriam moradias de trabalhadores.

    Uma vez que apenas sobrou um, eu duvido que os órgãos de preservação tomem o tempo com ação de tombamento, o que significa, que este pintado em verde, a não ser por capricho do proprietário, acaba sendo inexoravelmente demolido.

    O lado oposto da rua, com os sobrados/loja pre guerra, poderiam estar com os dias contados também, haja visto que ali passar a linha laranja do Metrô, e certamente haverão obras de infraestrutura o que levará os edifícios de dois andares abaixo ( possivelmente a parada Bela Vista ).   A parte baixa da Brigadeiro Luis Antonio ja tem um ou dois  novos edifícios residenciais Caixinhas de Sapato empilhadas com lazer comum.  Mais apareceram por ali, o que e inevitável.  

    Seria interessante que o lado da Rua Rui Barbosa e a travessa da Condessa de Sao Joaquim, proximo a Vila Itororó ( já tombadas ), concedendo-se a Brigadeiro Luís Antônio para verticalização ( e um corredor, portanto está dentro do código de zoneamento do Centro para verticalização ), salvando-se os Teatros, o que poderia consolidar ali com mais um núcleo Teatral.  

    A área lindeira está um pouco encardida ( gritty ), seria interessante ao menos que a Prefeitura fixasse contrapartidas para urbanismo ali por parte dos Incorporadores além do pagamento da CEPAC. Mais árvores, mais espaços públicos, ( A Praça Pérola Byington virou área de convívio de drogados e mendicância ).  O Hospital eventualmente deixará o entorno para Campos Eliseos, portanto seria hora para se colocar um plano de ação para o entorno.  

    A Brigadeiro Luís Antônio está cinzenta e pichada demais.  Necessita um plano de paisagismo para ir em conjunto com a sua corrida a incorporação imobiliária, ou continuara o mesmo ataque visual.

    Reply
  • J.C.Cardoso 28/04/2020 at 12:07

    É muito ruim, nas casas geminadas, quando um cuida da sua “metade” e outro detona. Fica, na “melhor” das hipóteses, “capenga”.

    Reply
    • Douglas Nascimento 28/04/2020 at 12:26

      Sim, fica esquisito demais.

      Reply
  • Marcelo Bruno Rodrigues 28/04/2020 at 12:20

    Que ótimo que a fachada do 1511 se mantenha original; resta ver por dentro.

    Reply
  • Ademir Richotti 28/04/2020 at 12:31

    Trabalho bem pertinho desse sobrado,na Rua dos Ingleses

    Reply
  • Norton Coll 28/04/2020 at 16:48

    Belíssimo. Por dentro o teto é altíssimo. Meu irmão com sua mulher morou ali há muitos anos.Eu ia só para ver a altura das paredes. Sentia-se o espaço a mais disponível. Por sinal, esta semana no Lgo de Santa Cecilia vão demolir os sobrados que eram da igreja e foram vendidos. Obras do início do século. O chaveiro que morava no prédio do canto estava se queixando. Vale a pena fotografar porque logo teremos alguma coisa em seu lugar.

    Reply
  • Luiz Henrique 28/04/2020 at 19:41

    AH, a avenida Brigadeiro Luís Antônio…
    Minha mãe me contou que eu nasci no Hospital do Sesc( Serviço Social do Comércio) que era localizado nessa avenida. Não existe mais, há muito tempo. Mesmo assim, alguma coisa acontece no meu coração quando estou passando nessa importantíssima avenida…por que será, hein?

    Reply
  • Beatriz 29/04/2020 at 15:28

    Os proprietários de todos esses imóveis deveriam receber incentivos para mante-los assim e não serem obrigados a vender ou descaracterizar!

    Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 29/04/2020 at 16:21

    Muito zêlo e bom gôsto, com respeito à originalidade do imóvel!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: