Todos os bairros paulistanos tem suas peculiaridades. Alguns são bem movimentados, como Vila Madalena, outros tem trânsito complicado, como Itaim Bibi e outros são lembrados pela gastronomia como Bela Vista. Já outros são tão tranquilos que mais lembram uma cidade pacata do interior paulista, do que um bairro da maior cidade do Brasil. A Vila Zelina, na zona leste de São Paulo, se encaixa perfeitamente nesta descrição.

Uma partida de dominó na praça, típico da Vila Zelina (clique para ampliar).

Uma partida de dominó na praça, típico da Vila Zelina (clique para ampliar).

Em nossa jornada pelo bairro para catalogar as inúmeras casas antigas da região, encontramos uma das mais adoráveis localidades paulistanas. Logo na Praça República da Lituânia, um grupo de três senhores e mais um jovem disputavam uma sequência de partida de dominós. Marcado pela forte presença de descendentes de lituanos, o bairro também é morada para imigrantes italianos, portugueses e russos.

A diversidade de povos também se refletiu na arquitetura das residências da região. Pouco afetado ainda pela incansável especulação imobiliária que assola a capital paulista, a Vila Zelina ainda possui muitas casas antigas espalhadas pelas diversas ruas do bairro. Catalogamos todas elas e aos poucos iremos mostrá-las aqui no site uma a uma.

E, para começar, que tal está bela residência ?

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Localizada no número 97 da rua Manaiás, esta residência antiga é uma das mais simpáticas desta rua. Apesar de estar carente de alguma restauração, especialmente no forro do telhado, a casa encontra-se em ótimo estado de conservação. Todos os detalhes da residência, como a textura imitando pedra no arco da varanda, o piso hidráulico, janelas de madeira e até a velha caixa do relógio de luz estão preservados. Sob a janela do quarto da frente, nota-se o trabalho artístico de duas folhas colocadas de maneira oposta uma a outra decorando a parede.

Na foto, a balaustrada do muro (clique na foto para ampliar).

Na foto, a balaustrada do muro (clique na foto para ampliar).

Há também outros detalhes antigos na residência que são bastante interessantes. Na parede, próximo do número da casa, notamos a presença da placa escrita “GN”, ou seja Guarda Noturno. Esta placa, aliás, está presente na grande maioria dos imóveis antigos da Vila Zelina. Além da placa, destaque para a belíssima balaustrada do muro que separa a residência da calçada (foto anterior). O portão baixo, típico das residências antigas, também está por lá.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Outra coisa que também chama a atenção e que hoje em dia está cada vez mais escasso, é o jardim. Além de um bem cuidado jardim na frente do imóvel, outro de canto segue o limite da propriedade até os fundos, onde tem outra residência de construção mais recente. O espaço amplo entre os vizinhos permite não apenas um jardim, mas bastante espaço para o sol adentrar pelas portas e janelas da residência.

Viver em um imóvel como este, amplo, arejado, com área ajardinada é um privilégio. A casa arranha-céu novo que surge é um pouco menos de sol para o vizinho e um solo menos permeável. Que residências como esta sejam preservadas! Parabéns aos proprietários!

E você, não conhece a Vila Zelina? Então pegue um sábado ou domingo e vá conhecer este bairro encantador. Visite o Santa Coxinha, o Bar do Vito e a imperdível rotisserie Delícias Mil, da simpática Dona Alana, cheia de guloseimas brasileiras e lituanas.

Veja mais fotos desta residência (clique na foto para ampliar):

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Renato Rizzaro 29/05/2014 at 17:44

    Este seu material é de primeira! Só estou aguardando quando vais visitar o Ipiranga, da Rua Cipriano Barata, Agostinho Gomes, Clemente Pereira e adjacências, pois nasci por lá e vi muita casa bacana, incluindo um grande palacete na Clemente Pereira, que acredito ainda esteja por lá. Hoje vivo em Floripa e tenho boas lembranças e gostaria de saber como anda aquela terrinha…

    Reply
  • Hamilton 29/05/2014 at 19:54

    Simpática casa, simples e agradável. Me transporta a uma sp de quarenta anos atrás, onde ainda era possível que casas tivessem muro baixo…lembro-me da casa de minha tia era bem parecida com essa! quanto eu brinquei em seu quintal!

    Reply
  • Patricia morrone 30/05/2014 at 10:21

    Bela matéria parabéns!o sr mais jovem e meu pai!!!!!!!

    Reply
  • Marta Elisete Alves 30/05/2014 at 12:02

    São Paulo amada demais…morei sempre no Campo Grande,Vila Iza,Vila Arriete…em Santo Amaro, qtas saudades,hj em Salvador 34 anos,só que S.P. no coração…

    Reply
  • Angela 30/05/2014 at 16:20

    Estudei por 7 anos no Colégio São Miguel Arcanjo, na Vila Zelina. Lembro-me bem dessas adoráveis casas !!! Bom seria se ainda pudéssemos viver assim, sem muros altos e grades …

    Reply
  • Robson Ramos de Souza 30/05/2014 at 21:54

    Esse tipo de muro é cada vez mais raro de se ver, infelizmente.

    Reply
  • Luiz Henrique 01/06/2014 at 08:14

    Douglas,você mencionou que fez um mapeamento das casas antigas do bairro e,provavelmente,notou uma construção muito antiga que há na rua Dos Ciclames,à altura no número 800,mais ou menos,não sei ao certo.A casa está bem deteriorada e tem umas placas de engenheiro na entrada.O que será que vão fazer?

    Reply
  • milkian 11/06/2014 at 12:32

    Linda casa, me fez lembrar a casa de meu avô, que não tem tantos detalhes assim, foi construida pelo próprio por volta dos anos 50, mas apresenta alguns traços de construções mais antigas, como as travas de janela em forma de soldadinhos e os limpa barro.

    Reply
  • Andreia Senkiio Cardoso 15/06/2014 at 18:29

    Amo a Vila Zelina, morei lá nos anos 2000…. Ir à feira era uma atividade que me dava muito prazer, as senhorinhas se empoavam e passavam blush, iam todas arrumadinhas fazer suas compras, eu achava aquilo um encanto!!

    Reply
  • Miguel Dos Santos Primeiro 12/12/2014 at 09:36

    Viva São Paulo Linda do meu coração, muitas saudades sinto aqui em SC…

    Reply
  • danielpardo2015 27/02/2015 at 22:21

    UHULLLLL!!!!!!!!! FINALMENTE O SÃO PAULO ANTIGA CHEGOU NA “MINHA QUEBRADA”!!!!!

    Eu escrevi ainda ontem para o site vir até aqui o bairro e pode ter certeza de que assim como essa, você encontrará muitas casas assim por aqui, pois aqui felizmente a especulação imobiliária não está tão selvagem como nos outros cantos de Sampa, aliás, recomendo você também vir até a Rua Jaguariúna que fica a umas 3 quadras da Manaias, tem algumas casas interessantes para o site nessa rua também entre outras ruas daqui do bairro.

    Reply
  • Yara Gouvêa Gomes Mazzocato 15/04/2015 at 00:43

    Linda reportagem…vc já fez algo sobre a Vila Maria Alta e Baixa…seria uma viagem maravilhosa pra mim, q cresci nesse bairro…

    Reply
  • Aline Bizotto 13/09/2016 at 17:14

    Bairro encantador, vale a pena caminhar pelas ruas do bairro…amo fazer isso.
    Bela matéria, parabéns São Paulo Antiga!

    Reply
  • Marcelo 24/04/2017 at 17:14

    Ao que parece precisa de certo restauro de parte do beiral e talvez uma impermeabilização geral do telhado.
    Sobre o bairro, que sei ser o da comunidade lituana na cidade de São Paulo, tem uma igreja com um órgão da marca tcheca Rieger, que também fez os das Igrejas São José e Martin Luther, ambas em Porto Alegre.

    Reply
  • Wagner 18/04/2018 at 18:47

    Douglas Boa noite!morei muitos anos no bairro da Vila zelina ,recordo que próximo ao colégio São Miguel arcanjo foi feita gravação de um filme ,será que você sabe dizer que filme foi este,Pois na época fui figurante .

    Reply
    • Douglas Nascimento 18/04/2018 at 20:31

      vou ver se descubro alguma coisa!

      Reply
%d blogueiros gostam disto: