Ano passado publicamos aqui o curioso aparelho de rádio AM que apenas sintonizava uma frequência, a da Jovem Pan AM de São Paulo:

Rádio Jovem Pan AM 620khz

O raro apetrecho apresentado com detalhes neste artigo não só mostrava o aparelho e ainda contava detalhes da promoção da época que sorteava o item.

Em uma época onde não havia internet e a televisão tinha à disposição poucos canais abertos, ser fiel a uma emissora era bastante comum. E uma ótima maneira de fidelizar esse ouvinte era oferecer a ele um rádio bem peculiar, que tocava exclusivamente a faixa da emissora em questão.

A prática não foi apenas difundida pela Jovem Pan, outras rádios paulistanas também se valeram do recurso de oferecer aparelhos de sintonia fixa. Abaixo, mostramos dois exemplares que respectivamente foram ofertados pelas rádios Bandeirantes e Gazeta:

Rádio Bandeirantes AM 840 khz

Rádio Gazeta AM 890 khz

Hoje em dia os aparelhos precisarão ser adaptados para poder funcionar, uma vez que a frequência de rádio AM está em seus últimos dias no Brasil. Todas as rádios citadas aqui estão operando já na frequência FM, a exceção se dá para a Gazeta que opera pela internet apenas.

Gostou dos aparelhos ? Mesmo que eles não sintonizem mais (caso você não queira fazer nenhuma modificação interna), são ótimos e raros itens de colecionador. O aparelho da Jovem Pan é de um acervo pessoal enquanto os outros dois estão à venda em um ótimo antiquário do centro (preço sob consulta).

Onde comprar:
Pelo Túnel do Tempo – Antiquário
Rua dos Ingleses, 341 – loja 15
Bela Vista – São Paulo
WhatsApp (11) 99705-3997

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Valeria Fulp 22/11/2019 at 14:01

    Tudo tem seu tempo…
    O que novidade para nos hoje, amanhã será peça de museu
    E todos vão deixar saudades e queridas lembranças……

    Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 22/11/2019 at 18:03

    Foi uma sacada muito interessante!

    Reply
  • Roberto Garcia 22/11/2019 at 18:12

    Sou bem saudosista dos tempos do rádio, sobretudo da década de 1970. Eu era fã das emissoras de música jovem, a Excelsior e Difusoras, do AM. Numa época em que computador só aparecia em filmes de ficção científica e seriados, e a TV aberta oferecia poucos canais, o rádio era um grande veículo de comunicação, juntamente com o jornal impresso. Amo esses aparelhos antigos. Só me desfiz de uma rádio vitrola Semp, da década de 1940, porque devido a fatores alheios à minha vontade, a umidade a estragou e não achei alguém que consertasse. Saudades desses aparelhos, que hoje são vendidos pela internet a preços muito elevados. Ouvi muito as rádios AM, em um antigo aparelho à pilha, também da Semp. E depois, FM e discos pelo som da Telefunken, do qual também tenho saudades, que acabou dando lugar a um Sony. Dá vontade de reaver, mas os vendedores da internet infelizmente, abusam dos preços e são irredutíveis sobre negociações.

    Reply
  • Marcio Gali Ortiz 24/11/2019 at 09:58

    Excelente matéria Douglas, parabéns….

    Reply
  • Lucio Gomes Machado 26/11/2019 at 12:00

    Muito bom!

    Reply
  • Maria Inês Teixeira de Mendonça 26/11/2019 at 14:09

    Curiosa informação. Em que época ocorreu isso?

    Reply
  • Maria Inês Teixeira de Mendonça 26/11/2019 at 14:11

    Não demora, os modernos aparelhos que temos hj, SEC XXI, também serão peças de museu. Somem com a velocidade do vento.

    Reply
  • Anderson Viana 16/03/2020 at 14:21

    onde é o antiquário? queria comprar a peça…

    Reply
  • jose turella junior 10/04/2020 at 16:46

    eu morava em Pinheiros na Teodoro Sampaio esquina com a Mateus Grou, e no final dos anos 60, me lembro que ia na padaria Sensação (panificadora), na esquina da Fradique Coutinho, e passava em frente ao Bar que existia na esquina esquerda da Fradique com a Teodoro, um bar pequeno, e ele tinha esse rádio doado pela Bandeirantes, e ficava bem no alto, dentro do balcão fácil de visualizar, e como era pequeno, não entendia porque so tinha um botão, ai um dia meu me explicou que era doação da emissora para propagar suas transmissões, A esquina da Fradique naquele tempo tinha do lado direito da teodoro de quem descia para o Largo de Pinheiros, o bar do passarinho, do lado esquerdo esse bar que tinha o radio, do outro lado da esquina a Panificadora Sensação e do outro lado direito o Instituto Pinheiros, que pegava uma área enorme e ia por toda lateral da Fradique até a Cardeal Arcoverde, Hoje em toda essa extensão fizeram vários prédios altos, Eu acho que quem comprou a área do Instituto foi o Banco Portugues, hoje Itau, pois tinha uma Agencia desse Banco tempos depois no prédio do Instituto, depois desmancharam tudo e construíram os prédios, e o Itau era na esquina da Fradique com a teodoro, não sei se ainda existe ali,

    Reply
%d blogueiros gostam disto: