Bastante popular no fim do século XIX e início do XX, o escultor e pintor belga Adrien Henri Vital van Emelen é autor de obras que podem ser encontradas e admiradas em diversas instituições de São Paulo.

Foto: Divulgação

Van Emelen, nascido em 10 de outubro de 1868, em Lovaina, na Bélgica, estudou com famosos mestres europeus, como Constantin Meunier, na Escola de Belas Artes em Lovaina, e, em Paris, com Auguste Rodin. Vítima da Primeira Guerra Mundial, teve de deixar sua pátria e abrigar-se na Grã-Bretanha. De volta à Bélgica, deparou-se com um cenário de destruição e poucas perspectivas de trabalho.

Decidiu emigrar com a família para São Paulo onde chegou em 23 de agosto de 1920, nos anos iniciais da industrialização e do auge do café, onde permaneceria até sua morte, em 1943.

Ad. H. van Emelen, como costumava assinar suas obras, foi um artista artesão. Como seu pai, modelou dentro da tradição secular na qual o nome do autor é menos importante do que seus trabalhos. Versátil, criou no Brasil, estátuas de apóstolos, santos, bandeirantes, políticos e trabalhadores em materiais diversos, como terracota, bronze, gesso e cimento. Algumas destas foram produzidas em dimensões apenas na casa dos centímetros, ao passo que outras atingiam até quatro metros e meio de altura. Cada um de seus trabalhos permite conhecer e compreender fatos da história local e mundial, que marcaram fortemente a sua vida e a de seus contemporâneos.

“Velhas Arcadas” uma das obras do artista (Fundo Museu Paulista)

Extremamente ativo, trabalhou e conviveu com personagens importantes da história paulistana, como os escultores Victor Brecheret, Oreste Mantovani e Nicola Rollo; o arquiteto Ramos de Azevedo; Affonso de Taunay, diretor do Museu Paulista, Dom Kruse, abade de São Bento; e Roberto Simonsen, diretor da Companhia Construtora de Santos.

Graça à pesquisa de Marc Storms, coordenador do “Patrimônio belga no Brasil”, a história do artista e sua produção foram reunidas na publicação: “Ad. H. van Emelen: A trajetória de um artista belga em São Paulo”. Para celebrar os cem anos da chegada do artista no Brasil, oferecemos o livro, por tempo determinado, com desconto! Até 31 de agosto, o livro de 144 páginas, em full color, impresso em um formato grande, de 23,5 x 30 cm sai por R$ 55,00 com o frete incluído.

Clique na capa para adquirir o livro:

Sobre o autor

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Paulo Clistenes Vieira da Silva 19/08/2020 at 12:49

    O artista deixa um grande legado a cidade e a arte.

    Reply
  • Elizabeth Florido 19/08/2020 at 14:20

    Fantástico! Conheci mais sobre esse artista belga de origem, que deixou tanta coisa maravilhosa em obras na nossa São Paulo. Parabéns pelo artigo!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: