Artigos

1932: A Arte da Revolução nos Cemitérios Paulistas

Comments (31)
  1. Ferpa disse:

    Muito bom seu site, parabéns ! Moro em Cruzeiro-SP, a 25 km do túnel da Mantiqueira e sou voluntário numa associação de preservação ferroviária. No túnel existe uma estação (no lado mineiro) você já deve ter visto fotos dela com o nome Túnel e posteriormente ”Coronel Fulgêncio”. Quando reformamos ela, retiramos o reboco das velhas paredes e eis que veio a grande surpresa: Ela estava completamente perfurada, marcada e CHEIA de balas cravadas, parecia uma peneira ! Nossa intenção imediatamente foi deixar tudo original os buracos das balas e as balas ! Mas o povo da comunidade e das cidades quando soube fizeram um verdadeiro estrago 🙁 e destruíram tudo para arrancar as balas. Salvei algumas comigo e como estragaram as paredes acabamos por rebocar elas novamente.

    1. Caetano disse:

      Que pena! Mas bem interessante, obrigado por compartilhar!

  2. Roberto disse:

    Todos os paulistas têm o dever de conhecer nossa História.
    Hoje não temos um ou dois Estados contra nós, parece que o Brasil inteiro nos inveja e mesmo sente raiva por sermos o que somos, mercê de nossa Fé e de nosso trabalho incansável para tornar o Brasil um país justo e magnânimo, mas não da forma que querem aquêles que elegemos para nos liderar nessa empreitada.
    Mas podemos consertar isso tudo, se fôrmos corajosos e valentes para expulsar a malta embriagada pelo poder.

    1. Caetano disse:

      Que discurso mais xenofóbico! Vai me desculpar mas discordo totalmente do ponto de vista. Conheço e convivo com gente de todas as partes do país e, ao contrário, vejo muita admiração e respeito à cidade.
      Falta de valorização à cidade vemos em nosso atuais representantes, o que é total responsabilidade nossa.

      1. adilsom disse:

        parabéns caetano..foi uma batalha por um ideal..mas o resultado alcançado foi pouco,e as mortes foram muitas…será que valeu a pena?…um abraço

    2. Rogerio disse:

      Apoiado!
      Estamos precisando valorizar e defender o que é nosso.
      Quem chega de fora ou nos vê, realmente age de forma nociva.
      Tem sua exceção mas o estrago é grande para o nosso estado.
      Xenofobia inclusive para o país, é bem vindo.

  3. MAGALÍ BARROS DE OLIVEIRA disse:

    PREZADO DOUGLAS E GLAUCIA,

    PARABÉNS, PELO BELISSIMO TRABALHO REALIZADO POR VOCÊS.

    ATUALMENTE, O DIA 09 DE JULHO, QUE MARCA O INICIO DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932, É A DATA CÍVICA MAIS IMPORTANTE DO ESTADO DE SÃO PAULO E FERIADO ESTADUAL. NÓS PAULISTAS CONSIDERAMOS A REVOLUÇÃO DE 32 COMO SENDO MAIOR MOVIMENTO CÍVICO DE NOSSA HISTÓRIA.
    COMO COORDENADORA DE EDUCAÇÃO E CULTURA DA ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DE SÃO PAULO, 2010, CONSIDERO DE SUMA IMPORTÂNCIA ESSE ENTENDIMENTO POR TODOS, INDEPENDENTEMENTE DA FAIXA ETÁRIA.
    MEU PAI NESSA ÉPOCA ESTAVA COM 5 ANOS E ATÉ O SEU ÚLTIMO SUSPIRO, CONTAVA-NOS QUE NA CHÁCARA DA FAMÍLIA, EM AVARÉ, AJUDAVA A TIA MARIA (ENFERMEIRA VOLUNTÁRIA), A CUIDAR DOS SOLDADOS FERIDOS.
    BRAVO!!!! HERÓIS SÃO ETERNOS, PORTANTO NÃO PODEM SER ESQUECIDOS.

    MAGALÍ BARROS DE OLIVEIRA

  4. Fernando disse:

    Parabens pelo trabalho. São Paulo e seus herois não podem ser esquecidos.
    Falta uma homenagem ao Gal. Marconmdfes Salgado com foto ilustrativa.

    1. rosangela salgado disse:

      e mesmo fernando pois sabemos quem ele era…. rosangelas

    2. Elyseu Guilherme Salgado Rocha disse:

      Prezado Fernando, sou neto do General Salgado. Minha falecida Mãe era sua filha caçula – Jandyra. Ela teve um irmão, também falecido, Waldemar. Sou Coronel inativo da Polícia Militar e depositário de Fotos, documentos e troféus do meu Avô. Além de ser o Herói de 32, foi exímio cavaleiro- Campeão Brasileiro de Salto a Cavalo em 1929 no Rio de Janeiro, obteve medalhas de Polo a Cavalo e Esgrima. Estou a disposição. Atenciosamente, Cel. Rocha.

  5. eraldo afonso zampa disse:

    Gostaria de parabenizar a Autora e poder couperar, já que estudei no Colégio Heitor Pentiado, que aparece aos fundos do obelisco de Americana – SP e ainda dizer que a data do referido obelisco encontra-se colocada erroneamente, acreditando ser de 1944 ou 54. Uma vez que sou de 55 e sempre comemorei desde os meus tenrros anos saudosos a nossa Revolução de 32, já que apenas SP sabe sobre a Revolução; Pois nem um outro estado ensinam nas escolas sobre o que levou nós Paulistas ter nos Levantados contra o governo gv e aí é que nasce o ranso entre Paulistas e Cariocas assim como a honroza palavra e fio de bigode dos mineiros….. Parabens mais uma vez por montar o referido site o qual deveria ser passado em todas as escolas Paulistas, para que os jovens de hoje, tenham honra em serem Paulistas; é o meu pensar.

  6. Paulo Amadei disse:

    Existe no Brás,uma rua em homenagem ao Major Marcelino.
    Começa na rua Bresser e termina na rua Cachoeira.

  7. Rogerio disse:

    Tenho o movimento de 32 como um exemplo de que o Brasil não mereceu a nobresa do ato desses heróis.
    Jornalistas como Paulo Henrique Amorim tem a coragem de escrever o seguinte sobre o movimento em seu blog conversa fiada.
    Isso devido ao movimento separatista paulista.

    http://www.conversaafiada.com.br

    ****
    O movimento vem desde o Partido Republicano Paulista, no fim do século XIX.
    E embainhou a espada em 1932, com a “Revolução (sic) Constitucionalista (sic)” que queria derrubar Getúlio Vargas e re-instalar um presidente paulista.
    Levou uma surra.
    Ou melhor, não levou.
    Correu antes de levar.
    Paulo Henrique Amorim
    ****

    Veja na integra o texto e comentários.
    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2011/07/09/movimento-separatista-de-sp-sai-do-armario-parece-pouco-mas-nao-e/

    E muitos outros Brasileiros de vários estados ainda fazem pouco do que ocorreu, por pura ignorância eu espero.
    Já o jornalista que citei não.

    A grandeza do movimento se dá pelos monumentos levantados na época para jamais deixar cair no esquecimento por quem viver nesse estado.

    Espero que consigamos conservar sempre viva essa lembrança, através de todas essas obras feitas com o maior respeito a quem defendeu o movimento.

  8. Ode ao Nove de Julho

    Esio Antonio Pezzato

    Os grandes heróis Paulistas
    Tombaram – porém, em pé!
    E o pendão das treze listas
    Mostrou o poder da fé.
    – Foram heróicos soldados
    Que tendo sonhos dourados
    Mostraram o seu valor…
    E agachados nas trincheiras
    Ergueram mil cordilheiras
    Com a base feita de Amor!

    E todo o povo paulista
    Com a força do coração,
    Foi constitucionalista
    Com ardor e devoção…
    Mesmo sendo injustiçado
    O paulista ergueu seu brado
    Que hoje em dia ainda se vê.
    E quatro jovens tombando
    Deixaram todos clamando
    O M.M.D.C.!

    Vai, Miragaia – valente!
    E Martins – vai se rival!
    Dráuzio – na linha de frente!
    Camargo – vai triunfal!
    Na sigla audaz e radiante,
    São Paulo segue confiante
    Rumo aos páramos de luz!
    E com sobranceiro orgulho
    Bradam o Nove de Julho
    Que o brasíleo céu seduz!

    Que importa se houve vingança,
    Ódio, rancor e desdém?
    – Se ainda temos a Esperança
    De ver triunfar o Bem,
    Para nós isso é o que importa,
    O resto é paisagem morta
    Repleta de ingratidão…
    – Medalha que expele fogo,
    Profano e maldito jogo,
    Negra e lívida oração!

    Mas o povo Bandeirante
    Que mostrou se colossal
    E que seguiu sempre avante
    Com denodo magistral,
    Dando à morte sua vida
    Mostrou sua alma aguerrida
    Aos rincões desta Nação!
    E cada soldado altivo
    Clamou em coro cativo:
    –“À Pátria o meu coração!”

    Mártires dessas jornadas,
    Em cada peito febril
    Cintila em letras douradas
    Um nome apenas – Brasil!
    E com triunfante orgulho
    Dizeis que o Nove de Julho
    Representa o que hoje sois.
    E quais grandes timoneiros,
    Sois Soldados brasileiros,
    Soldados de Trinta e Dois!

    09.07.1980

  9. Patria Paulista disse:

    Parabens!!!! Cada vez mais me orgulho de ser paulista… Nos tivemos herois e coragem pra enfretar as injustiças politicas da epoca… Acho q esse espirito guerreiro do paulista nao morreu, so esta adormecido. abs

  10. Dário Bizzo disse:

    Seja mencionado que foi o Sr. Mário Covas quem reconheceu a importância da date e oficializou o feriado

  11. Diego disse:

    Muito interessante. Eu tenho fotos do monumento de São José do Rio Preto – SP.

  12. Kalina disse:

    Adoro esse site, e fiquei mais feliz por ver o Monumento da minha tão querida cidade – Americana.
    Fernando de Camargo é o nome da rua que fica em frente a praça Comendador Muller, uma das principais ruas de Americana.

  13. meu sogro falecido em 1972 ,lutou em Piquete onde houve batalhas sangrentas…

    1. Por isso sinto uma enorme euforia de ser Paulista de ter visto ter conversado com HEROIS Paulistas e ter nascido no Vale do Paraiba…

  14. Eu adoro esse site, sempre to por aqui viajando nas postagens, e principalmente desfrutando do conhecimento de quem o construiu. Parabéns à vcs.

  15. margarida storti disse:

    conheço os tumulos do cemiterio SÃO PAULO lembro quando era 9 de julho as honras que tinha no lugar mas pensava que depois que fizeram o obelisco não tinha mais ninguem ai

  16. Marina de Souza disse:

    Gostaria de saber qdo vai ter a próxima visita monitorada aos cemitérios de Sampa?

    1. Oi Marina, o calendário de passeios de novembro sairá amanhã e o de cemitério sai na próxima quinta.

  17. Carlos Marceu disse:

    RESPEITO MUITO ESSES HEROIS PAULISTAS DA REVOLUÇAO QUE LUTARAM CONTRA O PAÍS, TRAIDOS PELOS MINEIROS QUE ALEM DE TRAIR LUTARAM CONTRA OS PAULISTAS, QUE SEM ARMAS E MUNIÇÕES FORMA MASSACRADOS, SÃO PAULO SE FOSSE VITORIOSO NÃO ESTARIA CARREGANDO ESTADOS QUE TEM CARNAVAL O ANO TODO NAS COSTAS, SÃO PAULO É O ESTADO QUE PAGA MAIS IMPOSTOS E O QUE MENOS RECEBE DE VOLTA DA UNIÃO.

  18. CLOVIS disse:

    OS MINEIROS NOS TRAIRAM COMO JUDAS TRAIU CRISTO,E CONTINUAM TRAINDO.
    MAUDITO O PAULISTA QUE ACREDITA EM MINEIRO.

  19. Fernando disse:

    Corrigindo, o monumento de Americana não foi construido em 1984, mas sim na década de 30 logo após a revolução

  20. Elaine Telles Rodrigues disse:

    sou apaixonada pelo assunto! meu avô participou dessa guerra também. Enquanto lia o texto, fui me lembrando da Glaucia contando as histórias durante as visitas aos cemitérios.
    Parabéns a todos!!!!!!!!!!

  21. Eu pensei que era o único que tentava preservar a historia da revolução de 1932 no Vale do Paraíba, sempre que encontro algo eu envio ao Museu Local de Cruzeiro, sempre que posso e assim quando me procuram levo pessoas para atravessar o o túnel da Serra da mantiqueira assim como conhecer as trincheiras locais, e levo palestras em escolas também
    Participei deste ultimo documentário que fizeram sobre a revolução de 1932 e se depender de esta historia jamais sera esquecida

  22. Prezados, parabéns por essa grande iniciativa. Descobri esse site pelo rastreamento da google. Sou jornalista formado em Historia pela FIC, sou também de Cruzeiro/SP. Gostaria de um dia conversar com vocês e mostrar um pouco mais sobre o berço da Revolução de 1932. Como o amigo comentou sobre a estação Cel. Fulgêncio (Passa Quatro) temos mais informações sobre o tal fato, como também, as trincheiras e valas no alto da Serra. Em tópicos anteriores, ví uma matéria sobre os cemitérios esquecidos, incluindo o de Santa Cabeça na cidade de Silveiras, temos uma linha de conhecimento sobre os grandes barões do café e seus subordinados que sobreviveram alí até o inicio do século XX.
    Estou a disposição. meu contato é correio.cruzeirense@gmail.com

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.