Nesta segunda-feira, 11 de dezembro, o site São Paulo Antiga esteve no Vale do Anhangabaú para acompanhar uma visita técnica às obras de restauro dos monumentos e recuperação da Praça Ramos de Azevedo.

Foto da visita técnica realizada hoje

Acompanhados do prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, e do responsável pela obra Ronaldo Padovani, visitamos toda a área que está sendo restaurada, além de recebermos os devidos esclarecimentos de tudo o que está sendo realizado no local.

A obra só foi possível após a realização de um acordo de parceria entre a Prefeitura de São Paulo e empresários ligados à comunidade italiana, através do Italia Per San Paolo (ITA), que também está trabalhando no restauro da Fonte Milão, no Ibirapuera.

Ronaldo Padovani (ITA) e o Subprefeito da Sé, Eduardo Odloak (à direita)

No Vale do Anhangabaú, a área total de 4,5 mil metros quadrados foi completamente restaurada, restando agora apenas os ajustes finais. Cada monumento recebeu atenção especial durante a limpeza, com produtos específicos para cada material, como bronze, ferro e mármore, entre outros. Para remover as pichações foram usadas técnicas modernas que não danificam o aspecto da escultura.

Abaixo apresentamos um comparativo antes e depois da fonte dos desejos:

De acordo com o analista de negócios do ITA e responsável pela obra, Ronaldo Padovani, uma das partes mais demoradas do processo foi a remoção das pichações, devido à complexidade e a grande quantidade presente.

Na parte estrutural Padovani explica que todo o sistema hidráulico da fonte e seus quadros de comando foram refeitos, sendo que este último foi instalado em um novo local da praça, fechado e à prova de furtos.

Na foto, uma das esculturas que foram restauradas

Ainda na parte de estrutura tivemos toda a fiação enterrada e os postes revitalizados, com sua iluminação melhorada e ampliada.

NOVIDADES:

Entre as novidades que estarão presentes a partir da reinauguração do espaço, destaque para as placas interativas de informações, com QR Code que permitirá acessar um site com mais informações sobre os monumentos ali presentes.

Outra novidade é que em horários pré-determinados, a praça terá música clássica como som ambiente, agregando ainda mais contexto às obras. Também estarão funcionando dois painéis fotovoltaicos, em forma de árvore, que captam a energia do sol e geram energia, e que estarão a disposição da população.

SEGURANÇA E VIGILÂNCIA NA PRAÇA:

O prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, aproveitou a visita técnica para frisar o investimento em segurança no local. Na praça, em local estratégico, foi instalada uma câmera de alta-definição, esta por sua vez ligada ao sistema City Câmeras da Prefeitura, gerando assim imagens em tempo real para a Central de Monitoramento da Guarda Civil.

Uma prévia da área revitalizada (clique na foto para ampliar)

EXPECTATIVA DE QUE O PÚBLICO RETORNE AO LOCAL:

A recuperação do Vale do Anhangabaú, Praça Ramos de Azevedo e seu entorno é uma excelente oportunidade para estimular a população a voltar a ocupar este importante espaço público paulistano.

É fundamental que as pessoas tenham confiança e segurança para que sintam-se à vontade praticar o turismo em sua própria cidade.

A reabertura da Praça Ramos de Azevedo está prevista para o dia 16 de dezembro. O São Paulo Antiga estará lá para conferir.

Veja abaixo mais algumas fotos de como está ficando o local:

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Clotilde Pina Figueiredo 11/12/2017 at 19:03

    Que espetáculo ! Será um presente para a cidade e a população poder voltar a frequentar essa praça !!!!

    Reply
  • Rafael 11/12/2017 at 19:55

    Que ótima notícia, parabéns a todos os envolvidos!

    Reply
  • Simone Valerio 12/12/2017 at 13:18

    Muito lindo! Pena que haja tanta ação criminosa de vândalos depredando o espaço púbico.

    Reply
  • Luiz Henrique 13/12/2017 at 09:05

    Por que as pessoas aqui do Brasil não sabem apreciar e, conseqüentemente, preservar monumentos públicos?
    E, nesse caso, que monumento! Eu sempre comparei a Praça Ramos de Azevedo e o Monumento à Carlos Gomes, à Fontana di Trevi, em Roma. Como não conheço esta última pessoalmente, acho a nossa mais bonita…
    Mas, por que essas coisas aqui têm que ter vigilância, câmeras, etc, para se evitar o vandalismo? Um monumento desse, magnífico, de beleza estonteante, é ameaçado e atacado constantemente por meliantes…por que?

    Reply
  • znnalinha 17/12/2017 at 14:10

    Quis ir à inauguração ontem mas não consegui. Espero que tenha dado tudo certo, e que o restauro tenha ficado á altura de uma revitalização que o centro, tão decadente, precisa. O monitoramento deve ser diuturno pra evitar a aglomeração de maconheiros e desocupados grudados na fonte… Isso afugenta os turistas e os moradores interessados em curtir o monumento, que é maravilhoso.

    Reply
    • Luiz Henrique 20/12/2017 at 09:02

      Sim, é isso mesmo. Veja o exemplo do Obelisco da Ladeira do Piques, que também merece uma atenção maior de todos. Um dia desses passei por lá, e o cheiro da urina…
      Na verdade todos os monumentos/ estátuas paulistanas estão em estado de alerta. O magnífico e monumental (e não deixo por menos!!) Duque de Caxias, na Praça Princesa Isabel está desesperador: a praça ainda serve de “moradia” para os pessoal que vive nas ruas. Durante o dia, ficam por lá os colchões.E ainda por cima, tem a cracolândia ali pertinho, pra acabar de estragar tudo.

      Reply
  • Daniel Pardo 23/12/2017 at 21:14

    Em se tratando daqui do “reino da bananolândia” não podemos nos animar com essa restauração, uma vez que sabemos que, infelizmente, ela não vai durar muito tempo, pois logo virão os vândalos para arruaçar com tudo.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: