Um dos túmulos mais visitados do Cemitério da Consolação, na região central de São Paulo, é de um garotinho que pouco depois de sua morte transformou-se em santo popular: Antoninho da Rocha Marmo.

Antoninho, aos 5 anos de idade.

Antoninho, aos 5 anos de idade.

Antoninho nasceu na casa de seus pais, em 19 de outubro de 1918, no bairro do Bom Retiro.  Naquela época, era bastante comum o parto em casa, realizado pelas mãos de hábeis parteiras.

A casa, localizada na Rua dos Bandeirantes 24 (nota: atual 188) era a residência do delegado de polícia Pamphilo Marmo e de Dona Maria Isabel da Rocha Marmo. Era um lar modesto, mas muito bonito, como pode ser observado na foto a seguir, considerada a única imagem externa conhecida do imóvel.

Crédito: Divulgação

Oriundo de uma família muito religiosa, desde muito pequeno Antoninho da Rocha Marmo gostava dos ritos católicos e tinha bastante apreço em celebrar missas. Sua religiosidade era tamanha que todos apreciavam observar a dedicação do garoto com sua fé. Na fotografia a seguir, ele está celebrando uma missa no quintal de sua casa.

Crédito: Divulgação

Além da dedicação ao culto católico, comentava-se que o jovem tinha uma tinha o dom de predizer o fatos futuros, e em uma destas ocasiões teria, inclusive, previsto sua morte ainda jovem.

Em meados do ano de 1918, a terrível epidemia de gripe que assolou o país também atingiu Antoninho da Rocha Marmo. Com tuberculose, chegou a ser levado para os limpos ares de Campos do Jordão com a esperança de lá ser melhor tratado pelos médicos e salvo. Entretanto o garoto não resistiria e viria a falecer em 21 de dezembro de 1930, com apenas 12 anos de idade.

Antoninho foi sepultado no Cemitério da Consolação e com o passar dos anos alguns milagres começariam a ser atribuidos a ele, como a fantástica cura de Olivia Bueno de Lima (foto a seguir) que após rezar com muita devoção ao garoto, teria escapado milagrosamente da necessidade de amputar seu braço direito.

Crédito: Divulgação

Com o relato deste e de muitos outros milagres que surgiram, o túmulo de Antoninho da Rocha Marmo logo se tornou um local de visitação e adoração, onde as pessoas passaram a frequentar para pedir milagres ou agradecer graças alcançadas.

Muitas mães, com filhos recém nascidos ou com problemas na gravidez visitavam (e ainda visitam) o túmulo para pedir ajuda ao defunto garoto. Muitos adultos e idosos que hoje chamam-se “Antoninho” ou “Antonio” foram assim batizados em agradecimento a alguma graça alcançada.

Túmulo de Antoninho da Rocha Marmo - Clique para ampliar.

Túmulo de Antoninho da Rocha Marmo – Clique para ampliar.

Este foi o caso de Antonio Madela, advogado aposentado de 73 anos, que nasceu prematuro, abaixo do peso e bastante fraco. Segundo Madela, sua vida corria muito risco e sua mãe prometeu que caso ele se salvasse, daria ao bebê o nome de Antônio. Ele se salvou e a promessa foi cumprida, além disso durante muitos anos eles visitaram o túmulo anualmente para agradecer a graça.

Igual Antônio inúmeros outros tiveram as preces atendidas e atribuídas aos dons milagrosos de Antoninho da Rocha Marmo. Até os dias de hoje seu túmulo é constantemente visitado e está sempre repleto de flores e placas descrevendo graças alcançadas (localização: Quadra 80 / Terreno 6).

A Casa de Antoninho de Rocha Marmo hoje:

Da velha residência onde residiu Antoninho e sua família nada mais existe. A casa foi demolida em meados dos anos 80 e em seu lugar foi erguido o edifício residencial da foto a seguir.

Crédito: Google Street View / Divulgação

A história de Antoninho da Rocha Marmo é bastante polêmica. Muitos acreditam em milagres e muitos não acredita. Não cabe a nós julgarmos as crenças dos outros, mas a verdade é que sendo milagroso ou não a fé no garoto mudou a vida de muita gente.

Você é devoto de Antoninho da Rocha Marmo ? Tem algum amigo ou familiar com alguma graça alcançada por ele ? Deixe seu comentário.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Waldenir Dornellas 12/11/2013 at 17:01

    Eu sempre soube que o Antoninho da Rocha marmo tinha se tratado aqui em São José dos Campos e não Campos do Jordão. Isto, aliás, é o que consta do “site” do hospital infantil e maternidade mais tradicional da cidade (http://www.antoninhomarmo.com.br/nossahistoria.aspx).

    Reply
    • Christian 30/12/2014 at 20:48

      Encontrei este trecho no site da FFCR:
      “Doente de Tuberculose, Antoninho passou a morar em São José dos Campos. Por decisão dos pais, foi transferido para Campos do Jordão, não se adaptando ao clima e voltando dois anos depois.”

      Reply
  • Gloria Goncalves 12/11/2013 at 17:38

    Eu mesma obtive uma graca. Minha avo Lazinha, era devota dele e quando faleceu uma foto que ela tinhaz na cabeceira da cama, veio para a minha mae. Logico, que depois veio para mim, e quando estava gravida, fui pedir a ele bencoes, pois estava enfrentando um pequeno problema. Deu tao certo, que hoje ela esta com 36 anos, linda, e carismatica. O ruim, eh que a foto dele, foi extraviada e ate hoje naop sei aonde foi parar. Mas, tenho Antoninho em meu coracao e devocao eterna. Seu tumulo, naquela epoca, era mais modesto.

    Reply
    • Verá pereira 17/04/2014 at 23:44

      Eu tenho uma foto dele deixada por minha mãe .

      Reply
  • Alexandre 12/11/2013 at 19:57

    Bonita e esclarecedora matéria, Douglas. Parabéns!

    Reply
  • Sandra 12/11/2013 at 21:48

    Durante muitos anos acompanhei minha mãe e minha tia na visita dominical que elas faziam ao túmulo da minha avó, sua mãe, e depois íamos visitar o túmulo de Antoninho da Rocha Marmo que fica pertinho do túmulo de minha família. Elas eram muito devotas a este menino santo que, se não for por ele, é pela fé que ele inspira nas pessoas que têm suas graças alcançadas.

    Reply
  • celisio jose da silva 12/11/2013 at 22:38

    eu moro em Ubatuba litoral norte de sp fiz um pedido de emprego para meu filho que mora em marilia sp,eem menos de 24 horas meu desejo foi atendido,,,, a cada quarenta dias eu vou a sp no sepulcro dele com a maoir alegria e farei isso ate meus ultimos dias.

    Reply
  • Antoninha Comissario 13/11/2013 at 01:02

    Meu nome é Antoninha Comissario,estou com 66 anos de idade,nasci na Maternidade Leonor Mendes de Barros, prematura com 1kg e 300gr,em uma época q. não existia nem berço quente,qto mais outros recursos,(mas tinha uma primeira dama generosa Dna Leonor que visitava as parturientes e seus bebes tdos os dias p. saber como estavam sendo tratados e oque precisavam).Minha mãe, já falecida,sempre me disse q.já na gestação ela havia ficado muito doente, e com medo de perder seu primeiro bêbe (eu),fez promessa a Santo Antoninho,para que se no parto ocorresse tdo bem e o filho (a) nasc.perfeito(a),registraria com o nome dele. E foi oq. aconteceu.Já fui vrs vzs, visitar o túmulo de Sto.Antoninho e agradecer a graça recebida..Acho sim q. deveria ser mais divulgado o nome dos santos paulistanos.

    Reply
  • Marlene Aurieres 13/11/2013 at 06:27

    Merci Douglas ! Voce não pode imaginar o bem que me faz !Longe do Brasil a mais de 35 anos,moro em Paris,é com grande saudades que posso reviver os velhos tempos da minha infancia e juventude na minha querida São Paulo naci na Vila Clementino ! Merci pelo seu trabalho !

    Reply
    • Douglas Nascimento 13/11/2013 at 08:31

      Olá Marlene, obrigado por suas palavras!

      Reply
  • Solange kfouri 13/11/2013 at 07:51

    Sim ,soube desde Santo por uma senhora ,D.Neca ,italiana ,idosa,que sempre rezava muito pra ele .Ela me contou sobre inúmeras interseções em sua vida e pela do neto ,através de Santo Antoninho!Ela ia constantemente em visita ao túmulo dele,sempre florido ,por tantas graças alcançadas.

    Reply
    • Nilton Divino D’Addio 13/11/2013 at 18:54

      Solange, fale-me um pouco dessa senhora. Minha tia tinha esse apelido e morou na rua Bandeirantes 228, lá pelos anos 1930, na mesma casa onde morei a partir de 1948. Será?

      Reply
  • Antoninho Marcio Talhavini 13/11/2013 at 09:59

    Meu nome é Antoninho Marcio. Minha mãe colocou o nome de Antoninho em razão de 3 anos antes de meu nascimento ter perdido o primeiro filho com poucos meses de vida. Quando engravidou prometeu ao Santo
    colocar o nome de Antoninho e pediu proteção ao bebe que nasceria.

    Reply
  • Nilton Divino D’Addio 13/11/2013 at 19:05

    Incrível. Morei no 228 da rua Bandeirantes de 1948 a 1954 mais ou menos (nasci em 1944). Meus primos moravam no 202, ao lado do sobrado onde morou o Santo. Mudamos de lá pois os casarões geminados foram derrubados para a construção do prédio vermelho que aparece na foto. Minha irmã, um pouco mais velha do que eu, lembra-se das histórias que se contavam a respeito do Santo,e até se lembra de um santinho onde o Santo Antoninho aparecia todo de branco mas não tinha lembrança dele ter sido nosso vizinho.
    Por pouco não brinquei com ele, he,he,he!
    Emocionante.
    Tenho uma irmã que nasceu em 1932 e talvez ela tenha melhores lembranças dessa época.

    Reply
  • Christina Marmo Malheiros 15/11/2013 at 16:00

    Meu pai é primo irmão do Antoninho da Rocha Marmo e sempre nos contava alguns fatos extra – normais que aconteciam, quando eram crianças. Como, por exemplo, Antoninho via uma passarinho e dizia: ” Quer ver como esse passarinho vem aqui na minha maõ?” E assim acontecia.Nós acreditamos ser ele um espírito de luz , na escala evolutiva, pronto para ajudar a quem necessita.
    Que Deus esteja com ele!!!

    Reply
  • mirça bludeni 17/11/2013 at 19:55

    1952 fazia o segundo ano no Ateneu Monte Alegre, na Vila Mariana. cuja direção era devota do Antonio da Rocha Marmo. O único passeio feito durante o ano, foi visitar o túmulo do Santo. Achei um horror, criança tem que ir ao Jardim Zoologico, Jardim Botanico, Parque Shangai da época e não ao cemitério. Ainda bem que a coisas mudaram!

    Reply
    • Vinícius 29/01/2015 at 10:21

      Se as escolas incluíssem mais passeios culturais em sua programação (o Cemitério da Consolação, com sua rica tradição escultórica e memorial para a cidade de São Paulo, é um dos primeiros da lista), creio que não estaríamos imersos em tão séria crise educacional.

      Reply
  • roseli desouza 07/03/2014 at 18:36

    eu ia fazer uma cirurgia de mioma no hospital anto ninho da rocha marmore ,estava tudo marcado ,fui fazer o ultimo utrason e pedi parada de frente a estatua dele no hospital no ,fiz o exame e o médico falou vc não tem mioma ,não não tem mioma ,não precisa operar,ai falou nem sei porq deu no outro utrason que vc fez ,foi um milagre com certeza .

    Reply
    • celisio jose da silva 08/03/2014 at 15:12

      sempre que eu pedi a ele um milagre eu fui atendido, e continuo sendo atendido,

      Reply
  • oscar bogadocunha 01/05/2014 at 13:29

    agradeço muitas graçasa Antoninho, tudoque pedi eleatendeu

    Reply
  • Acembra » OS SANTOS POPULARES PAULISTANOS 04/06/2014 at 13:54

    […] Maiores detalhes sobre Antoninho da Rocha Marmo e onde ele viveu no link abaixo: http://www.saopauloantiga.com.br/antoninho-da-rocha-marmo […]

    Reply
  • Rogério Roberto Martins 20/06/2014 at 14:41

    Sou muito devoto de Antoninho, desde criança tivemos em casa muita devoção a ele, hoje sou Professor de História e mais do que nunca minha devoção cresceu a este santinho, costumo visitar o seu túmulo.

    Reply
  • Maria Joselira Curvelo Christófoli 23/10/2014 at 17:30

    Eu sou devota de Santo Antoninho de Marmo desde 1982,quando alcancei de Deus, uma grande graça pela seu intermédio,eu tinha Bronquiectasias nos dois pulmões,essa doença é progressiva e dependendo do estágio,só a cirurgia resolve,e esse era o meu quadro…quando o Médico retirou a parte inferior do pulmão esquerdo,ele já me avisou que,no ano seguinte eu teria que tirar tbem a parte superior do lado direito que já estava bastante afetado…foi quando conheci meu Amado Santinho…recorri à ele com muita Fé,e dois meses depois,quando fiz os exames necessários,recebi a grande notícia que meu pulmão direito estava limpo e saudável,como está até hoje…sou imensamente grata à Deus, que pela intercessão de Santo Antoninho de Marmo,me curou.

    Reply
  • carlos eduardo de barros bruni 23/11/2014 at 08:29

    Todas as vezes que vou para São Paulo , visito o túmulo do pequeno Santo . Tenho um pequeno retrato dele que estava na casa de meus pais desde a decada de trinta ( retrato com moldura ) .

    Reply
  • Jeanete de Souza e Silva Paes 24/11/2014 at 01:48

    Minha avó era devota deste santo e me lembro que rezava sempre . Ela morava em SP na Domingos de Morais. Eu pensei que era canonizado…

    Reply
  • Mary Solange Benazir Onassis 23/12/2014 at 16:38

    Meu nome é Solange Costa de Almeida e recentemente fui pagar uma promessa para o Santo Antoninho da Rocha Marmo agradecendo a graça Alcançada, fazia 5 anos que recebi a graça e agora fui pagar com muita felicidade…

    Reply
  • Rosa Aparecida Bin Oliveira 03/01/2015 at 15:32

    Gostei muito de ler este artigo trabalho em uma biblioteca e guardando os livros achei o livro que relata a historia de Antoninho, fiquei emocionada e como acho que nada acontece por acaso vou levar minha neta que teve meningite e ficou com uma deficiencia motora .Se Deus permitir ela será curada e espero escrever este relato aqui.Sabia que ele estava sepultado na Consolação, mas nunca senti necessidade de visitar seu tumulo como estou sentindo agora, obrigada por voce ter feito este site que por acaso entrei.

    Reply
  • Leslei 12/01/2015 at 17:16

    Moro na cidade de Avaré, interior de São Paulo, e fiquei sabendo desse santo popular na data de hoje, por intermédio de uma senhora que benze e que já pediu a intercessão de Santo Antoninho, numa outra ocasião, para meu filho, na hora me arrepiei toda, pois ela não sabe que meu filho se chama Antonio. Achei muito interessante todas as histórias que li a respeito dele. Espero que ele guarde e guie meu filho em todos os momentos que ele precisar. A partir de hoje ele terá mais uma devota!

    Reply
  • Luiz Eduardo Alves de Siqueira 21/01/2015 at 15:52

    A vida de Santo Antoninho me chamou a atenção desde o caso Verdade exibido na Globo, em 1982. Quando minha segunda filha correu risco em sua gravidez, rezei muito, pedindo a intercessão dele. Graças a Deus, ela hoje conta seis anos de idade e está bem saudável e feliz. Bonito ler sobre Santo Antoninho. Parabéns ao jornalista pelo texto!

    Reply
  • Alfredo Cristovam 09/02/2015 at 21:45

    Conta a história que quando ele faleceu foi dado uma ligação telefônica para igreja avisando do ocorrido,para a surpresa do padre que não acreditara porque o Antoninho tinha acabado de lhe ajudar com os preparos de uma missa.a instantes atrás.e conversou com ele o seguinte ” você já melhorou ? que bom ! e o Antoninho respondeu que sim ja estava curado.

    Reply
  • joão batista do rego barros 22/02/2015 at 12:51

    M eu pai trabalhava em são paulo de carroceiro ,E eu na época tinha 12 anos eu ia trabalhar com o meu pai e nós fomo comprar material usado na casa de um parente de santo antoninho numa rua paralelo com a consolação esta pessoa devia ser a vô ou a bisavô de santo antoninho ela levou nós pra faser horação no tumulo dele ,hoje tenho 54 anos sou evangelico agora ,,Mas eu conheci o caso de santo antoninho

    Reply
  • yousef angelini aquino 25/06/2015 at 15:00

    Sou de origem judaica e praticante da religião Batista, mas conheço a historia deste garoto, desde 1984, quando foi ao ar um programa na REDE GLOBO (Caso Verdade) — que contava a história de bondoso rapaz, Antonino da Rocha Marmo, eu nunca me esqueci,. Bem, se ele faz milagra ou não, eu não posso afirmarmar mas que está no céu ao lado de Jesus Cristo, isto com certeza.

    Reply
  • Samara Santos 29/09/2015 at 12:09

    Meu filho Miguel Santos Perez estava havia 4 meses dentro de uma UTi ele internou com um ano e oito meses e soubemos de Santo Antoninho meu filho estava desenganado estava em uma maquina de alta frequencia os orgaos nao respondiam e ele precisa de uma cirurgia de refluxo e fazer uma traqueostomia para sobreviver, fomos eu e minha mae fomos ao tumulo de Santo Antoninho la vi meu filho ser entregue em meus braços quando cheguei ao hospital meu filho tinha saido da maquina e dias depois realizou a cirurgia, voltou ao coma depois da cirurgia mas era questao de dias e ele voltou para a vida apenas dependente de oxigenio em desmame do mesmo não ficou nenhuma sequela. Agradeço a Santo Antoninho que até hoje esta ao nosso lado , quando meu filho voltou para a vida um dia viu a foto de Santo Antoninho e falou que aquele menino estava ao lado dele no hospital.Hoje ele tem 4 anos e oito meses

    Reply
  • PEDRO SILVA ARAUJO 07/10/2015 at 14:49

    EU PEDRO DA SILVA ARAUJO AGRADEÇO A SANTO ANTONINO PELA REAPROXIMAÇÃO COM MEU FILHO JP

    Reply
  • ANTONIO 09/10/2015 at 15:23

    MEUS PAIS ANTONIO E DAGUIMA COLOCARAM MEU NOME DE ANTONIO DA ROCHA MARMO OLIVEIRA EM DEVOÇÃO AO ANTONINHO DA ROCHA MARMO.

    Reply
  • Rosangela Franklin 23/10/2015 at 09:14

    Meu nome é Rosangela moro em Presidente Prudente interior de São Paulo Minha filha Angélika nasceu com uma problema na bacia não era encaixado os médicos disseram que ela não iria andar. Eu já conhecia a linda história de Antoninho da Rocha Marmo, e quando ouvi o diagnóstico do médico, lembrei do Santo Antoninho e pedi a sua intercessão. Foram anos de tratamento e muita oração a Santo Antoninho e Graças a Deus minha filha está curada. Hoje minha filha tem 27 anos e o melhor de tudo andando.

    Reply
  • Marcelo 23/10/2015 at 13:41

    O prédio é mais uma dessas “medonhices” modernas inexpressivas. Sinto desgosto quando vejo o país perdendo mais e mais sua história. Nem os manuscritos musicais aqui existentes de estrangeiros, como o austríaco Sigmund Neukomm (da época do Primeiro Reinado ou Império) conseguem sobreviver adequadamente (isto me foi informado pela pianista concertista Yara Ferraz).

    Reply
  • Deusdete dos Santos Nascimento 24/10/2015 at 15:48

    Meu querido jornalista Douglas Nascimento Antoninho da Rocha Marmo passou mais tempo se tratando e morando em São jose dos campos do que em Campos do Jordão onde aliás, não se adaptou ao clima. Isto está registrado. Ainda ha tempo de voce consertar isso.

    Reply
  • Arthur Miranda Araujo 28/02/2016 at 08:53

    Nasci em São Paulo na Freguesia do Ó em 1938, desde muito pequeno ouvia em casa meus familiares falarem a respeito do menino Antoninho, e me lembro também que minha mãe mantinha essa foto do mesmo encenando a celebração de uma missa, com o Ostensório nas mãos, como se estivesse dando uma Benção com o Ss. Sacramento, coisa que acho que não acontecia normalmente nas missas normais dominicais, a não ser em datas especiais,( não me lembro direito). mais tarde por perto dos meus 13 anos, inspirado por meu conhecimento da historia do menino Antoninho, e motivado pelos padres Redentoristas de Aparecida, em uma missão redentorista levada a efeito em 1953 na Igreja Matriz de N. Sra. do Ó na Freguesia, despertando em mim o desejo de ser Padre, e assim dei entrada no Seminário Diocesano São José, na Diocese de Santos,que na época funcionava na Pça. João Pessoa, 215 em São Vicente, onde permaneci por três anos. Deixei o Seminário, e mais tarde, já casado Iniciei minha carreira artística como comediante, fiz Teatro, participei de quase todos os programas humorísticos da Televisão entre 1967- quando inaugurei a TV. Bandeirantes até 1975. quando após participar de um Cursilho de Cristandade levado pelas mãos do meu companheiro e colega de Televisão Neimar de Barros, deixei a Televisão e passei a levar a mensagem de Jesus a pelo menos umas 4.500 cidades de quase todas as dioceses do Brasil, pelo Instituto que fundamos, até hoje em atividades chamado Instituto Meac. com certeza bastante inspirado pela vida desse menino Santo.

    Reply
  • Suely di santo 10/03/2016 at 19:54

    Meu santo Antoninho da rocha marmo , preciso muito da sua ajuda para minha neta , ir bem , na escola , um dia ela ser médica. Era o sonho do meu marido , ele foi abandonada pelo pai , chama Nicoly Luiz a di santo Barboza , me ajuda santo Antoninho da rocha marmo , e tudo que eu susto na minha vida vê ela formada amém

    Reply
  • jose marcio machado barletta 09/06/2016 at 22:12

    Santo Antoninho, peço que interceda a Jesus cristo e ao bom jesus que nos ajude a descobrir e a curar minha esposa Sandra Santos Barletta, leio se livro sobre a sua primeira comunhão que lhe pertenceu e o guardo co muito amor,Deus nos abençõe .

    Reply
  • Luciana 22/08/2016 at 01:13

    Já tinha ouvido falar deste menino desde os 12 anos.Vou dizer de acordo com minha religião.Tenho certeza que ele era uma criança que nasceu com um Dom assim como muitos de nós temos dons variados como cantar dançar desenhar etc.Porém isto não faz de ninguém um Santo prq tds somos pecadores e precisamos de Jesus nosso Redentor p nos redimir dos nossos pecados.Precisamos ter fé Nele q é a Rocha na qual nos manteremos firmes e jamais cairemos.O Senhor espera que guardemos os mandamentos p q possamos ser dignos de recebermos as bênçãos ou realizar milagres.Nao podemos acreditar que fazemos acordos do tipo: realiza o milagre q eu faço a minha parte.Não,o Senhor não faz acordos deste tipo.E a única pessoa q morreu e ressuscitou é q tem o poder de curar as pessoas.Todos os outros que nasceram ou nascerão jamais tem o poder de realizar milagres após suas mortes.Mesmo q tenham sido pessoas boas,caridosas ou nascido com algum dom q as façam se tornarem diferentes.Precisamos ler as escrituras para conhecermos melhor o Senhor.Assim saberemos de que forma Ele opera milagres entre nós e o que devemos fazer para ter a vida eterna☆

    Reply
  • Cibele Cecato Zacharias 07/01/2018 at 11:39

    Minha mãe com a idade de 12 anos teve sua apêndice estourada causando-lhe uma infecção gravíssima, o médico tirou a possibilidade dela viver. contava ela que recebia a visita de uma freira e um garotinho e que conversavam por algum tempo mas nunca nenhum dos seus acompanhantes de quarto viram estas pessoas. Depois dessas visitas minha mãe se recuperou causando espanto a todos. Sem entender o fato das constantes visitas que só ela via, minha mãe quando já adulta e casada reconheceu em um santinho de igreja a criança que lhe visitara como sendo o pequeno Antoninho da Rocha Marmo.

    Reply
  • Celso Muniz 18/06/2018 at 09:53

    Consegui duas graças e sou muito devoto de santo Antonino marmo e vou sempre visitar seu túmulo para agradecer
    Tenho muita fé nesse grande Santo
    Celso Muniz

    Reply
%d blogueiros gostam disto: