Recentemente abordei no artigo do imóvel da avenida Rebouças 2600, a crise que assola o mercado imobiliário nesta importante via paulistana, muito em razão aos altos preços de locação e venda, aliados à crise financeira.

Apesar disso na mesma Rebouças podemos encontrar alguns belos imóveis que fazem exceção à regra, estando estes bem preservados e funcionais, como este no número 2109:

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Localizada não muito distante do outro casarão que mencionamos no início do texto, este aqui é um belo exemplo de adequação e preservação, mudando a essência residencial do imóvel para comercial com poucas descaracterizações.

Na parte externa deste casarão são três as únicas mudanças visíveis. A alteração de parte da antiga sala de estar para acomodar uma vitrine, a remoção dos muros originais e a mudança do jardim que deu lugar a uma calçada com vagas de estacionamento.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Construída possivelmente na década de 1940, este imóvel pertenceu (ou ainda pertence) a uma pessoa de nome A. Aleotti. Como não foi possível descobrir o primeiro nome, não consegui mais detalhes.

Depois de décadas servido como residência, a casa foi desocupada e reorganizada para servir de imóvel residencial. Desde 2005 o local é uma loja da rede Center – Noivas & Debutantes, que mantém o casarão sempre preservado e impecável.

Apesar de não se tratar de uma construções de arquitetura marcante, a entrada do imóvel é um dos mais bonitos que já vi, com a entrada da varanda com muitos detalhes, com uma coluna ao centro. Outro detalhe marcante é a porta de entrada.

A bela entrada do casarão

A bela entrada do casarão

Se a transformação da Rebouças de uma avenida como tantas outras em um corredor congestionado praticamente matou a função residencial da maioria dos casarões que nela estão situados, é importante que os imóveis sobreviventes permaneçam preservados sendo utilizados para fins comerciais.

Veja mais uma foto deste imóvel:

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • Norma caraman 24/09/2015 at 10:56

    Eu conheço essa casa por dentro pois meu plano de saúde era lá, ela é encantadora, o banheiro deve ter uns 100 metros quadrados .

    Reply
  • Neuza ParanhosNeuza 24/09/2015 at 12:02

    Olá, Douglas, veja aqui uma decisão judicial envolvendo o espólio de Ambrósio Aleotti e suas filhas Lydia Aleotti e Maria Marina Aleotti Teixeira de Carvalho.

    Reply
  • Simone Valerio 24/09/2015 at 13:34

    Muito bonito! Parabéns á empresa que ajuda a preserva-lo.

    Reply
  • Jane Abboud 24/09/2015 at 13:44

    AMBROSIO ALEOTTI

    Reply
  • Paulo Silva 24/09/2015 at 17:18

    O imóvel não chega a ser rico em detalhes, porém, a simplicidade dos mesmos, chamam a atenção, por serem bem equilibrados, e bonitos, como também quem o está usando, tem cuidado em conservá-lo.

    Reply
  • Clarice Spoladore 24/09/2015 at 21:27

    Parabéns pela preservação!! E sucesso nas vendas – para manter o belo casarão também!!

    Reply
  • flavia r s franco 25/09/2015 at 18:24

    O imovel combina bem com a proposta de vestidos de noivas…. Lindo visual , convida a sonhar !!!!

    Reply
    • danielpardo2015 03/10/2015 at 20:07

      Isso eu também reparei, aquele detalhe na porta do imóvel parece um véu.

      Reply
  • MARCIO FERREIRA 08/01/2019 at 12:28

    Essa casa pertenceu a Ambrosio Aleotti e Vicentina Bianco Aleotti

    Reply
%d blogueiros gostam disto: