Quando falamos das equipes de futebol de nossa cidade, logo lembramos dos grandes clubes de hoje, como Palmeiras, Corinthians, Portuguesa ou São Paulo, no entanto há pouco mais de 8 décadas a realidade era um pouco diferente, o grande clube de futebol de São Paulo era o Club Athletico Paulistano.

A equipe do Club Athletico Paulistano tetra-campeão em 1919.

Os números do Paulistano no futebol são tão impressionantes que estabeleceu feitos que até hoje não foram ultrapassados. Mesmo tendo passado mais de 80 anos que o clube deixou o futebol, por discordar da profissionalização, até hoje é a quinta equipe que mais conquistou títulos estaduais atrás apenas de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos. Também é até hoje a única equipe paulista a conseguir o feito de ser tetra-campeã nos anos de 1916, 1917, 1918 e 1919.

E tais conquistas nos campos levaram o clube a buscar glórias ainda maiores. A popularidade da equipe era tão grande que em 1925 o time embarcaria para a fria Europa para fazer a primeira excursão de um clube brasileiro ao exterior. Em uma lenta e cansativa viagem de navio.

Entretanto isso não foi nenhum problema para a equipe, que a época contava com o fantástico Friedenreich o maior artilheiro do futebol brasileiro de todos os tempos. O feito em terras européias foi notável. Em 10 jogos, o Club Athletico Paulistano conseguiu impressionantes 9 vitórias, 30 gols pró e apenas 8 gols sofridos, campanha fantástica que rendeu na França um apelido ao time: Os Reis de Futebol.

E é após essa viagem gloriosa que surge a história do Banco Monumental.

clique na foto para ampliar

Enquanto a equipe retornava ao Brasil, a notícia sobre a vitoriosa excursão do time pela Europa correu o país. A importância da conquista foi tão grande que a delegação desembarcou primeiro no Rio de Janeiro, onde foi recebida com grande festa pelos cariocas e posteriormente pelo então Presidente da República, Arthur Bernardes, no Palácio do Catete.

Algum tempo depois, já regressos à capital paulista, surge na Câmara Municipal a ideia de se erguer um monumento para eternizar o feito inédito de uma equipe brasileira no exterior, e este monumento seria o Banco Monumental.

O projeto do monumento não foi de qualquer pessoa. Foi criação do grande artista plástico e pesquisador paulista José Wasth Rodrigues, com a execução da obra por parte da fundição do escultor Roque de Mingo.

A planta do monumento, em 1925

Projetada em 1925, ano da conquista célebre, o monumento só seria inaugurado dois anos depois, em 1927. Construído em alvenaria, granito e bronze, possui um espaldar alto e ornamentos em estilo neocolonial brasileiro. Ao centro, uma coluna com uma esfera armilar de bronze, símbolo português desde a época de Dom Manuel, o venturoso.

Além disso, as quatro faces da coluna ostentam a Cruz de Cristo, símbolo nacional durante o período colonial, o escudo do Reino Unido de Brasil e Portugal e as armas do império e da república brasileira. A ideia de usar tais símbolos políticos no monumento foi para expressar o caráter diplomático da conquista do clube.

No espaldar, ao centro do banco, está uma grande placa de bronze que exalta a magnífica campanha do time em 1925:

clique para ampliar

Desde então o monumento está localizado diante da sede do Club Athletico Paulistano, na Praça Dionísio de Carvalho, simbolizando para todos os paulistanos o que foi a primeira grande conquista de um time de futebol no exterior.

CURIOSIDADES:

  • A chegada da delegação na Estação da Luz, parou a cidade de São Paulo. A equipe foi carregada por populares com muita festa até a sede do clube no Jardim América.
  • A excursão ao exterior foi totalmente bancada pelo clube e por seu presidente, Antonio Prado Jr.
  • Antonio Prado Jr., por sua vez, era completamente avesso ao futebol profissional. Ele acreditava que o esporte deveria permanecer no amadorismo. Entretanto a decisão de profissionalização do futebol foi adiante e assim o Club Athletico Paulistano deixaria o futebol no final do ano de 1929.
  • No espaço do antigo campo de futebol, foram construídas 8 quadras de tênis.
  • O Paulistano  foi o time que Arthur Friedenreich mais tempo defendeu, 12 anos (de 1917 a 1929). Ele foi 7 vezes campeão paulista pela equipe.

Veja mais fotos do Banco Monumental (clique na miniatura para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Pedro Penna 27/07/2012 at 14:13

    Essa equipe que por conta da profissionalização, se transformou no clube São Paulo da Floresta, que treinava num campo que se encontra na marginal tietê no bairro do Bom Retiro. Esse clube seria o embrião do futuro São Paulo Futebol Clube que adotou o vermelho e branco do Paulistano.

    Reply
  • Ricardo Senna 02/08/2012 at 02:21

    Olá,
    Excelente matéria, gosto muito deste site!
    Tenho um vídeo de 5 min com imagens da vitória do Paulistano sobre a seleção da França por 7×2 desta excursão.
    Como posso enviar a vocês?
    Abraços

    Reply
    • Douglas Nascimento 02/08/2012 at 09:12

      Ricardo, muito legal!
      Mande para douglas[arroba]saopauloantiga.com.br

      Reply
%d blogueiros gostam disto: