Este imóvel que encontramos é um bom exemplo de como a cidade de São Paulo sempre nos revela gratas surpresas. Inicialmente pensamos se tratar apenas de um armazém comum, com residências ou escritórios no piso superior e o térreo para o comércio. Entretanto, conversando com vizinhos e fazendo algumas pesquisas descobrimos que ali foi uma refinaria e torrefação de café: O Café Santa Efigênia (ou no início Refinaria Santa Efigênia).

Localizado na altura do número 205 da Rua Carlos Vicari, na Lapa, este velho armazém abrigou esta antiga e tradicional empresa de café cuja existência perdurou por mais de um século. Fundada em 1883 pelo imigrante italiano Arturo Francesconi, a empresa era inicialmente uma refinaria e levava o nome do bairro onde foi fundado, Santa Ifigênia (notem porém que a grafia do bairro Santa Ifigênia é com a letra “I”, enquanto a empresa utiliza o “E”), onde manteve-se em atividade por mais de 50 anos, mudando-se para o endereço atual na década de 50, ocasião que inicia-se a atividade de torrefação de café.

A mudança de um bairro para outro tornar-se-ia um problema posteriormente. Reclamações de vizinhos com respeito ao cheiro da torrefação, restrições de tráfego e regras ambientais impostas pela CETESB dificultaram a sobrevivência da empresa, que mesmo assim resistiu bravamente até o final dos anos 90.

Ao encerrar as atividades, os proprietários decidiram vender o imóvel que acabou sendo adquirido pelo Grupo Sonda, que mantém um supermercado ao lado. O imóvel seria demolido pela empresa para uma possível ampliação da loja, felizmente foram impedidos devido a um processo de tombamento que iniciou-se no local.

Desde então, com o processo de tombamento em andamento, o imóvel que está bastante descaracterizado em seu interior mas mantém todos os traços originais na sua fachada, está um tanto quanto abandonado, em péssimo estado de conservação. Os novos proprietários, infelizmente, possuem uma visão muito tacanha do significado deste imóvel para a história industrial do bairro da Lapa e da Cidade de São Paulo e não realizam qualquer recuperação na fachada do prédio.

Enquanto o tombamento definitivo não sai, o cidadão observa este descaso do Sonda com a memória paulistana. Quem sabe o processo não demora bastante pra sair e o prédio fica irrecuperável. Acredito que os donos não ficaram nem um pouco tristes. Lamentável.

Relativamente próxima da linha férrea, a rua Carlos Vicari e sua continuação a Guaicurus, sofre com um considerável número de construções depredadas, pichadas e fechadas. Esta degradação vai até a área do mercado do municipal da Lapa, com algumas exceções pelo caminho.

Confira mais fotos do Café Santa Efigênia (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
 

Curiosidade:
Na número 170 da Rua Clélia, que está localizada atrás do antigo Café Santa Efigênia, existe um edifício residencial antigo cujo nome é uma homenagem ao fundador da empresa, o Prédio Arturo Francesconi.

Conheça a região através do mapa:
Observação: Notem no mapa como o imóvel é pequeno e sua área praticamente não interfere no Supermercado Sonda. Basta um pouco de criatividade para a rede de supermercados para que eles mantenham a construção restaurada. Podem transformar em um espaço cultural, escritório da empresa etc. Enfim ideias não faltam, basta enxergarem o tombamento como algo positivo. E a recuperação do imóvel traria muitos dividendos para a empresa junto aos clientes e a sociedade.


Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Alexandre Antunes 03/12/2011 at 12:57

    Este imóvel era uma antiga empresa de torrefação de café. No fundo avista-se ainda uma chaminé do forno que era utilizado para torrefação do café. Parece-me que este imóvel é de propriedade do supermercado que foi erguido ao lado e o térreo é utilizado por uma empresa de cosméticos.

    Reply
  • Pardo 15/02/2015 at 21:22

    Pois é… isso é Brasil… onde o que interessa é o lucro e dane-se o histórico.

    Reply
  • Gilmar Gallucci 24/03/2017 at 17:11

    olá, por acaso você sabe quais as empresas que atuavam no bairro Stª Ifigênia por volta de 1890? e se existem ainda algum livro com a relação dos empregados? procuro meu bisavô que morou na rua Conselheiro Nébias, 28, por volta de 1891 e era empregado em alguma empresa das cercanias.

    Reply
    • Douglas Nascimento 26/03/2017 at 11:52

      Gilmar, tenta consultar o acervo histórico da Associação Comercial de São Paulo.

      Reply
      • Gilmar Gallucci 26/03/2017 at 12:12

        ok, muito obrigado pela dica.

        Reply
%d blogueiros gostam disto: