Já não existem tantos imóveis centenários na Rua da Consolação. As constantes modificações viárias da rua e o desenvolvimento urbano da cidade, fizeram com que muitos dos antigos casarões da avenida viessem abaixo. O pouco que restou ainda sofre para se manter de pé, como este da foto a seguir.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Localizado no número 1039, este belíssimo casarão do início do século XX está abandonado há algumas décadas. À medida que o tempo passa o imóvel vai se deteriorando cada vez mais. Pichações contribuem para deixá-lo ainda mais degradado. Na construção é possivel presenciar inúmeros focos de infiltração e os preciosos detalhes do frontão, com figuras aladas decorando, começam a se desprender e irem ao chão.

Todo este tempo fechado auxiliaram a natureza a esconder o imóvel. As árvores sem qualquer poda cresceram tanto que é quase impossível fotografar o casarão por completo. Por mais que tenhamos pesquisado, não foi possível identificar os proprietários deste imóvel, uma vez que os dados estão bastante desatualizados. Resta a esperança de que um dia venha a ser restaurado.

Abaixo, mais duas fotografias da casarão:

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Veja o mapa da região:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Renata 26/04/2011 at 13:58

    Lindo casarão.

    Reply
  • Eloisa Magnani 29/04/2011 at 22:51

    Que linda casa. Acho muito triste deixar este imóveis abandonados até não restar outra saída a não ser demolir e contruir no lugar um desses prédios neoclássicos pavorosos.

    Reply
  • franz ambrosio 05/05/2011 at 22:51

    esse casarão de estilo ecletico com traços renascentista e pontos arabes me parece, serem duas casas geminadas onde talvez seja do memso arquiteto a de esquina com a Visconde Ouro Preto ( funcionopu por alguns anos uma CEI da Prefeitura, hj tem um guarda ).
    A outra casa da Marques de Paranagua, em frete a Puc e ao antigo Des Oiseaux, começou a ser restaurada por uma chamda Canara de Livro de Camões ( algo assim), depois a vi ser invadida, ficar de novo deteriorada e hoje, Maio de 2011, esta trancada … quem sabe de sequencia a restauro. Sou paulista fanatico por arquitetura e rodo muito a nossa cidade olhando-a. Quero chamar atenção a um dos ultimos palacetes da Perdizes, na Cardoso de Almeida com a Homem de Mello com o interior ainda original e por ai vai…

    Reply
    • Catarina 05/03/2014 at 12:05

      Bom Dia dorei seu comentario, gostaria de saber mais sobre casarão antigo amo de paixão coisas assim .=)

      Reply
  • adriano 12/05/2011 at 20:38

    fqei curioso pra ver as fotos desse casarão da perdizes ,citado pelo nosso amigo franz ambrozio

    Reply
  • Jefferson Eduardo 03/06/2011 at 17:14

    Conheço de vista este casarão; há um vizinho a ele, do mesmo estilo, onde funciona (ou funcionava) uma escola.

    Reply
  • aquinaojacare 25/07/2011 at 00:11

    Dveria ser proibido esse tipo de abandono! Se o dono nao tem condições de restaura-lo que passe para outro! Deveria ter uma lei que interditasse a demolição de casaroes antigos!

    Reply
    • Amanda Pignataro 04/11/2011 at 18:56

      Concordo plenamente.

      Reply
  • franz ambrosio 28/04/2012 at 13:24

    o casarão é esquina da homem de mello com cardoso de almeida.. é lindo, todo veneziano, há um estacionamento no local e o abandono, ja destruiram a fonte e o lago

    Reply
  • vaurides pereira de souza 22/09/2012 at 08:13

    casarão conheci em 1979 era muito bonito

    Reply
    • Marcelo 14/07/2015 at 14:29

      Lembra-se de detalhe (s) artístico (s) significativo (s) no interior?

      Reply
  • franz ambrosio 11/12/2012 at 17:58

    nas Perdizes, Rua Dr. Homem de Melo esquina com Franco da Rocha indo um czsarão art noveuax, sendo demolido desde sabado , 08/12/2012

    Reply
  • Izilda Araujo 05/03/2014 at 14:27

    O casarão é tombado e pertence ao INSS. A casa ao lado também pertence ao Instituto e nela funcionava a creche do Tribunal Regional do Trabalho. O Tribunal restaurou a casa da esquina na década de 1980 e nela funcionou a creche do órgão, até que, há aproximadamente 10 anos, o casarão vizinho (o da reportagem) ameaçou desabar, obrigando a creche a mudar-se imediatamente para outro endereço, vez que colocava em risco, também, a integridade do imóvel (poderia desabar sobre ele). Isto fez com que o casarão da creche também entrasse em deterioração, que só não está mais avançada, devido às obras realizadas anteriormente pelo TRT.

    Reply
    • Douglas Nascimento 05/03/2014 at 14:36

      Excelentes informações Izilda, muito obrigado.
      Vou verificar e tentar ampliar a pesquisa… Abraços!

      Reply
      • Lenir Boldrin 06/03/2014 at 01:19

        Espero que tenha uma forma de ser salvo.

        Reply
  • fernandoniero 06/03/2014 at 10:37

    O Casarão ao lado (muito semelhante, igualmente abandonado mas em melhor estado) foi ocupado recentemente como residencia artistica. Ainda há o papel de parede de quando foi creche. Ele é muito interessante por dentro também. Detalhe: aparentemente há uma interligação entre as duas casas (poderiam ter pertencido á mesma família)

    Reply
  • Silvia 26/05/2014 at 11:12

    o imóvel é tombado, assim como seus vizinhos: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/upload/5f14e_03_T_Rua_da_Consolacao_1047_1059_1075.pdf

    Reply
  • marjorieqq 11/08/2014 at 14:35

    O mesmo ainda existe ou já demolido?

    Reply
  • Marcelo 01/07/2015 at 14:55

    Esta casa, assim como a vizinha e a que há na esquina da Marquês de Paranaguá (n.º 122 desta) com a Visconde de Ouro Preto, são no mesmo estilo (florentino). Todas possuem a fachada com cores amarela, branca, além do uso de argamassa vermelha. Acredito que todas sejam projeto de Giuseppe Sacchetti, o mesmo autor dos projetos dos castelinhos da Brigadeiro Luiz Antônio e Rua Apa. Especulo que, conforme se mencionou a intercomunicação entre esta casa e a sua vizinha, a que mencionei (Marquês de Paranaguá com Visconde de Ouro Preto) e as possíveis demais outrora existentes fossem um conjunto único, infelizmente dilapidado há muito tempo. a da Marquês com a Visconde se encontra tão deploravelmente conservada como a 1059 da Consolação.

    Reply
  • Marcelo 08/07/2015 at 13:55

    Esqueci de acrescentar: as figuras aladas, que são grifos, mostram um certo traço de ecletismo como elementos da estética persa antiga.

    Reply
  • Marcelo 16/03/2016 at 15:58

    O INSS se apossa de tantos imóveis no Brasil e os deixa no mais absoluto descaso. A instituição em si parece nunca ter servido aos fins que diz destinar-se. São de inseguridade e antissociais.

    Reply
  • Marcelona Antiga 21/11/2016 at 21:28

    Invadoda e agora com barracos de madeira ocupando a sua frente! A casa está racgada ao meio e deve desabar logo causando acidentes! Administração atual não fez nada em relação ao imóve fogo de ratos e insetos…vamos ver se o novo prefeiro se mexe!

    Reply
    • Marcelo 15/05/2017 at 14:48

      Deplorabilíssimo saber que esteja rachada, xará.

      Reply
  • Leonardo 24/02/2018 at 01:01

    Fui vizinho deste casarão de 1976 a 1988, brinquei muito ali dentro….kkkkkk

    Reply
%d blogueiros gostam disto: