Falar da Vila Matilde e do Colégio São José tem um pouco de nostalgia pra mim, lembranças do tempo de criança e adolescente em que estudei neste conceituado colégio, de 1979 no Jardim da Infância até 1990 na formatura da 8a Série e também do tempo que meu pai tinha uma bela mercearia na rua Dona Escolástica.

E, ao receber uma foto antiga do colégio, resolvi fazer um antes e depois da minha saudosa escola de tantas alegrias e alguns “bullyings“.

O colégio em duas épocas: 1970 e 2014 (clique para ampliar)

O colégio em duas épocas: 1970 e 2014 (clique para ampliar)

A foto esquerda mostra o colégio, segundo quem enviou a foto, no ano de 1970. Já a imagem da direita, tirada por mim em uma das minhas várias visitas ao bairro, mostra a instituição atualmente. O simpático carro verde na foto é o meu VW 1600 1969, que muitos chamam carinhosamente de “Zé do Caixão“.

Embora a escola tenha mudado um bocado, especialmente na parte interna nas últimas décadas, a esquina onde foi tirada a foto e que mostra a torre e a capela da instituição pouco mudou. É impossível para mim passar por ai e não me lembrar das aulas, dos professores e dos colegas.

Um pouco de história:

Extraído do jornal Correio Paulistano de 06 de Junho de 1939

Extraído do jornal Correio Paulistano de 06 de Junho de 1939

Inaugurado em um domingo, no dia 04 de junho de 1939, o então Externato São José de Vila Matilde foi construído em pouco mais de um ano de obras. No anterior, 1938, Matilde de Macedo Soares dama da sociedade paulistana e então dona das terras de onde hoje está a instituição doou o terreno para a construção da escola.

Foi na década de 30 que o bairro começou a se desenvolver. Entretanto as irmãs que futuramente fariam parte do colégio chegaram ao bairro em 1931, trazidas pelos padres Olivetanos. A foto abaixo dá um cenário da região em 1931.

O arrabalde de Vila Matilde em 1931 (clique para ampliar)

A Vila Matilde em 1931 (clique para ampliar)

A inauguração se deu a partir de 15:30 daquele dia e contou com a presença de diversas celebridades e autoridades paulistanas que foram ao então distante arrabalde de Vila Matilde para prestigiar o evento.

A cerimônia começou com uma benção ao prédio pelo Monsenhor Martins Ladeira e em seguida com o batismo da bandeira do externato, tendo como padrinhos Sebastião Medeiros e dona Angelina Audrat. Em seguida os convidados fizeram um passeio pelas dependências do novo colégio e o evento encerrou-se com uma apresentação das bandas Guarda Civil e de Vila Matilde.

Desde então a escola está no bairro e sua relação com a região é até hoje de muita importância. Tanto para o ensino, quanto para inúmeros profissionais que hoje estão no mercado e começaram suas vidas com os ensinamentos do São José de Vila Matilde.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

E você recorda-se da sua escola ? Deixe seu comentário!

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Luiz Henrique 14/11/2014 at 17:15

    Estudei da primeira à quinta séries na Escola Estadual de Primeiro Grau Professora Laís Amaral Vicente,no Jardim Leonor(alguns falavam Jardim Oriental),região do Jabaquara,zona sul.Foi,portanto,entre 1976 e 1980.A escola,se bem me recordo,foi inaugurada em 1970.Era muito bonita e bem cuidada.Na época,morríamos de medo de “ir para a Diretoria”,ou de assinar o “Livro Negro”,pois tínhamos receio de sermos expulsos.Bons tempos,em que os alunos reconheciam a autoridade do professor e do diretor da escola!

    Reply
    • Douglas Nascimento 14/11/2014 at 17:18

      No São José era a temível “Pasta Marrom”… e eu estava sempre nela! rsrsrs

      Reply
      • Luci 20/09/2017 at 20:33

        Olá, sim me lembro da ” Pasta Marron” da nossa classe , colegas de classe , professores , o sino ….rsrs

        Reply
  • Luiz Rossi 14/11/2014 at 17:45

    Estudei entre 1989 e 2000 no Seminário Nossa Senhora da Glória, no Ipiranga, mas que num passado bem distante ficava na Rua do Seminário, no Centro. Esta rua tem esse nome graças a escola. É uma das primeiras escolas de SP… Saudades.

    Ah, carro show hein. Eu o conheço como Fusca de 4 portas, hehehehehe…

    Reply
  • José Luiz Paganini 14/11/2014 at 19:58

    Gostei muito de rever as imagens deste colégio. Estudei neste externato de 1962 a 1966 cursando o ginasial como era conhecido naquela época. Me lembro das madres Maria José (superiora), Terezinha e Pia. Havia um enorme pátio no interior com escadarias para assento onde jogávamos futebol de salão e era usado também para recreio e realização de festas. Me recordo de alguns amigos que fizeram parte destes 4 anos de curso, como Wilson Cassau, Walter, Wanderlei, Valdir, José Gravasseca. Toda semana assistiamos a missa na capela. Gostava tanto desta capela que no ano de 1969 fiz questão de fazer a minha cerimonia de casamento na mesma com autorizaçao da madre superiora.

    Reply
  • nazarethlmperes 14/11/2014 at 20:16

    Amo a história dos bairros. E com fotografias, melhor ainda!

    Reply
  • JORGE ROBERTO COELHO FERREIRA 14/11/2014 at 21:12

    Tenho especial apreço por esse bairro. Lavrei muitas escrituras de venda de terrenos da Empresa Territorial Vila Matilde, do Dr. Paulo Leite Mascarenhas, que loteou grandes áreas em Vila Matilde. Lembro-me de ter passado algumas vezes em frente àquele colégio em meados da década de setenta. As palmeiras ainda eram pequenas. Uma observação: ocorreu algum milagre e aterraram a fiação ou é o ângulo da foto que não os enquadrou ?

    Reply
    • Leila Benedetti 03/03/2015 at 17:15

      Haha, acho que é o ângulo da foto! Se você descer um pouquinho mais a postagem vai ver a foto inteira. 😉

      Reply
  • JORGE ROBERTO COELHO FERREIRA 14/11/2014 at 21:17

    Pretei atenção só nas duas primeiras fotos. Não houve milagre a fiação está lá.

    Reply
  • Adriano Tomino 15/11/2014 at 01:40

    Estudamos no São José na mesma época, Douglas, eu me formei em 1992, sei que foram feitas várias mudanças no interior, já vi de relance algumas fotos depois das reformas, mas nunca quis olhar com mais atenção para não estragar as lembranças que tenho de lá.

    Reply
  • derwolfsteinLuiz Assis 15/11/2014 at 12:27

    Ola Douglas belo comparativo, e o seu zé do caixão um show a parte completou a cena, parabéns pelo comparativo, pela sua matéria e claro pelo seu VW 1600!!

    Reply
  • Hudson 16/11/2014 at 09:50

    Muito legal. Estudei no Colégio Culto à Ciência, em Campinas, fundado em 1873, tem um história muito interessante também.

    Reply
  • Valéria T. Alonso 17/11/2014 at 09:55

    Parabéns pela matéria! Assim como você, adoro a história dos bairros, casarões, fachadas e de como isso tudo está inerido no novo contexto urbano. Além de rechear com informações relevantes, você traz a imagem que nos faz viajar em detalhes. Gostaria de deixar uma sugestão de pauta: Colégio Olivetano, ali pertinho do São José. Abraço.

    Reply
  • José Cândido de Souza Filho 17/11/2014 at 10:49

    Ah! Saudades da Vila Matilde e da Vila Esperança, onde eu morei durante onze anos. Estudei no Monsenhor Passalacqua da sexta à oitava série (1978, 1979 e 1980). Depois fiz um ano no Gabriel Ortiz (1981). Bons tempos aqueles. Por onde andam os meus coleguinhas dessa época. A minha turminha do ginásio. Atualmente moro no Paraná, não muito longe de Maringá, mas ainda tenho muitas lembranças desse tempo, mesmo depois de trinta e pouco anos. Abraços a todos.

    Reply
    • Douglas Nascimento 17/11/2014 at 10:51

      Quando sai do São José, na oitava série, fui para o São Vicente de Paula e fiz o primeiro colegial. Depois fiz o segundo e o terceiro no Gabril Ortiz (1992 e 1993).
      Bons tempos!

      Reply
  • william lima 18/11/2014 at 00:38

    fiquei confuso, em qual seria a foto de 1970….hehehehe

    Reply
  • Mauricio de Araujo 18/11/2014 at 16:01

    Saudades… lembrei-me de minha 1º professora cujo nome era Marina Bergamini da Escola Santa Ines
    situada á Rua Guaraciaba no Bairro do Tatuapé. Hoje nem a escola nem o corrego que cortava a rua,
    não existem mais.
    Ao lado da escola existia uma fabrica de cabides, cujas varinhas, serviam para a nossa correção, quando
    não prestavamos atenção á aula.

    Reply
  • Paula Anjos 19/11/2014 at 23:57

    Eu adorei ler as experiências de quem esteve lá antes de mim.. Entrei em 1999 e sai em 2010.. Tenho muitas histórias que guardo com carinho..
    E sempre ouvia minha vozinha contar de quando trabalhava lá e como tudo era tão diferente..
    Hoje a escola ta toda reformada..se vcs tiverem a oportunidade de ir em alguma festa, não percam a chance..
    Em toda festa e eleição eu to lá e faço questão de andar por todos os corredores e relembrar um pouco da minha vida!

    Reply
  • Gerson carlos farina 28/11/2014 at 23:46

    Estudei somente um ano no Sao Jose Da Vila Matilde,1968 e minha professora se chamava Regina,nao era freira ; me lembro da Madre Pia,do salao de teatro,da capela e das muitas vezes que jantei com todas as freiras do colegio,pois minha mae vinha mais tarde para buscar a mim e meu irmao…soube tempos depois que minha professora nao havia se tornado freira! Consegui o,endereco dela e a encontrei.

    Reply
  • Alex Soalheiro 13/12/2014 at 09:57

    Estudei no São José de 1978 a 1987, junto com minhas duas irmãs… Liliane Soalhero e Cíntia Soalheiro. Foram anos de muito boas lembranças, e uma grande saudade nostálgica se instala em mim ao passar por lá e recordar meus tempos de infância. Lembro de todos os professores, das irmãs Geralda, Selma e Isabel, muito queridas. Com certeza já nos esbarramos por lá, nos três primeros anos em que lá estive, estudava à tarde. Nos demas anos, de manhã.

    Reply
    • Eduardo 18/12/2015 at 21:57

      Cara…..eu acho que estudei no São José com um Marcel Soalheiro.

      Reply
      • Alex Soalheiro 20/12/2015 at 09:37

        Olá Eduardo, tudo bem? Marcel Soalheiro é meu primo. Um abraço.

        Reply
        • Eduardo 21/03/2016 at 23:17

          Olá. ..manda um abraço para o Marcel. Alguma das suas irmãs estudaram na Universidade São Judas Tadeu da Mooca? Abraços.

          Reply
  • thiagogpro 17/12/2014 at 15:41

    sensacional! meus parabéns pelo site, aprendo muito sobre nossa história com seus posts.

    Reply
  • Felipe B. Lyra Delgado 16/01/2015 at 15:16

    Muito bom!!! Me formei no São José em 2005

    Reply
    • Natalia Governatore 16/01/2015 at 15:36

      Fé, vc ainda pegou algumas reformas que não peguei. Rs. Saí em 2001, na oitava série e vocês continuaram.
      Bons tempos de São José né?! Lembro com muita saudade dessa época e das pessoas de lá.

      Reply
  • Marcela Palomo 17/01/2015 at 08:34

    Estudei a vida toda nesta escola. Minha única escola em toda vida. De 1990 a 2001! Não preciso dizer o Qnto sou grata a todo o aprendizado e amizades feitas.. AMO AMO AMOOOO

    Reply
  • Letícia Cardoso Tápia 17/01/2015 at 16:41

    Eu também fui aluna do SJVM (São José de Vila Matilde) de 1997 a 2004 !! Muitas lembranças boas, muito aprendizado, muitos valores foram passados nessa escola para mim. E o que mais ficou foi esse espírito de família, de união, amizade, compaixão pelo próximo. Me lembro do inspetor Irineu .. Da Madre Tereza e Maria José. Minha primeira professora da primeira série que se chamava Marcia. Aquele pátio com as escadarias … Mtas pessoas legais. Até hoje visito lá, inclusive é meu colégio eleitoral. Então pelo me os de 4 em 4 anos eu entro lá para votar e realmente tem mudado muito la dentro e só tem crescido. Isso é ótimo. Colocaria com certeza meus filhos para estudarem la. Bjão ! Ótima matéria !

    Reply
  • Valter 18/01/2015 at 21:03

    Parabéns pelo artigo! Minha família toda passou pelo SãoJosé. Eu particularmente entrei em 1989 e me formei em 1999. Muita saudade de todos!

    Reply
  • Marta de Maria 18/01/2015 at 23:40

    Quanta saudades desse lugar. Tenho muito orgulho te ter estudado por 09 anos no São José (de 1989 a 1997). Meu pai também estudou no SJVM. Pena que não morarei mais na ZL quando me casar pois teria muito prazer em ver meus filhos freqüentando está escola. Saudades da Tia Ziza, do prof. Ademir, do Irineu e de tantos outros mestres. Parabéns pela reportagem.

    Reply
  • Leandro 19/01/2015 at 21:36

    Estudei minha vida inteira lá, me formei no colegial em 2002 e saí.

    Uma parte da história que escondem é que a dona Matilde de Macedo Soares doou o terreno para a construção da escola com o único propósito que fosse dado ensino gratuito.

    Reply
  • josé lúcio 19/01/2015 at 22:21

    Olá Douglas…Sempre que posso vejo seus comentários. Sou de São Miguel Paulista. mas sempre ia a Vila Matilde em casa de uma tia, e muitas vezes passei em frente a essa escola. É com muita nostalgia que vem
    na lembrança essa época. Moro em Portugal a 18 anos e com certeza a saudade se fez presente.

    Reply
  • Gabriela 20/01/2015 at 02:52

    Estudei 5 anos nesse colégio…
    Foi os melhores 5 anos da minha vida! Amo DMS esse colégio! Nunca vou esquecer de quando eu fiquei com um frio na barriga do 1º dia de aula e as diretoras, coordenadoras, professoras e principalmente os alunos q já estudavam na escola! Elese ajudaram a ficar calma e me mostraram q Nn precisa ficar com frio na barriga pois a escola é mto cofortavel pra td! Amo dms esse lugar!

    Reply
  • Fernando Vieira 20/01/2015 at 12:55

    Meu Avó (paterno) estudou lá juntamente com suas irmãs, foram umas das primeiras Turmas. Estudei lá também de 1977 até 1984, e hoje minha filha está nesta mesma escola desde 2010. Houveram muitas mudanças internas até elevador para deficiente físico foi instalado, as quadras totalmente revitalizadas. Porém o anfiteatro ainda é o mesmo com o cheiro característico da madeira nas cadeiras e que trazem ainda mais a lembrança do tempo bom. Nasci, cresci e resido na Vila Matilde.

    Reply
    • Marco Nicotari 20/08/2015 at 13:10

      Estudei nesta escola quando fui da Italia para o Brasil (sou filho de mae brasileira com pai Italiano de Roma). Entrei na terceira serie em 1977 e sai (depois de ter sido reprovado pela madre Terezinha e seu conselho de classe maldoso no ano de 1981 setima serie, por atrasos!) em 1983 para o Sao Judas junto com toda a turma de fundao! Professor Lazaro (lembro dos Mata-Mata onde somente arma de fogo era proibido), Inspetor Sr. Pedro. Fui goleiro do Colegio nos campeonatos externos (Copa Dun’up, Mimura, etc) por 4 anos seguidos. Ainda tenho amigos daquela epoca no Brasil. Creio, que pela epoca, se eramos do mesmo horario, seguramente alguma atividade participamos juntos, tipo viagem ao Paiol Grande no final da oitava serie. Professora Sandrinha de Portugues, graaaaaaaaaande Sandrinha… Irma regina que usou bikini no Paiol Grande e largou o habito… Grandes momentos.

      Reply
  • Maria Helena Santos 21/01/2015 at 16:23

    Eu estudei no Externato em 1966, primeiro ano primário, (naquela época não tinha maternal, pré) e lá tinha a madre Margarida que eu adorava e dava aulas de português. Um doce de pessoa, é como se eu a tivesse na minha frente. Era bem clarinha, pele branquinha e usava óculos. Porém, tinha a madre Paulina, que eu já não gostava tanto assim, pois me chamava de burra, puxava minhas orelhas e por odeio matemática até hoje. Eu entrava chorando todos os dias por causa dela. Logicamente repeti de ano e minha mãe me colocou para estudar na Escola Estadual João Teodoro, bem pertinho daí e que talvez hoje seja delegacia de ensino. Eu morava ai mesmo na Escolástica M. da Fonseca 256, perto do Colégio. Vivi na Vila Matilde até me casar e mudei daí.

    Reply
  • daufer 28/01/2015 at 15:27

    Bacanas as fotos…Mas outro dia observava um “antes e depois” no site da Folha de São Paulo e notei o mesmo problema deste “antes e depois”: Temos uma dificuldade enorme de tirar fotos atuais com o mesmo enquadramento da foto antiga, mesmo quando isso é possível. Pena, pois empobrece a comparação. De uma forma ou de outra, não tira o mérito do trabalho. Abraço.

    Reply
  • Yaskara Barros 18/02/2015 at 23:06

    Fiquei emocionada ao ver as fotos. Estudei no São Jose de 1976 a 1985. Me formei no Magistério. Lembro das Madres Geralda, Terezinha, Selma, Isabel e Liberata. Também me recodo de alguns professores: Oscar, Lazaro, Adimir, Pedro e Amtonieta. Foi uma época muito boa da minha vida e tenho bastante saudades. Parabéns por resgatar um pouco da historia da Instituição !

    Reply
    • verginia aparecida ribeiro 30/11/2015 at 01:38

      Yaskara, se lembra do sobrenome do prof Adimir?

      Reply
  • danielpardo2015 06/03/2015 at 21:28

    Em 1970 a árvore em frente a escola era um brotinho.

    Reply
  • Rozina Rodrigues 18/03/2015 at 18:33

    Nossa! Acho que sou a mais antiga. Entrei em 1958 (eu tinha 6 anos) e saí em 1967. Fiz até o 1º ano do curso Normal, mas percebi que não tinha talento para ser professora e fui fazer outra coisa. Tenho muita saudade da Madre Maria José (Superiora), Madre Terezinha, Madre Querubina, Madre Paula. Saudades também da professora de francês, Dª Janete, Professor de história, Valentim, de Português, Pedro e de ginástica, Lázaro.

    Reply
    • josé luiz paganini 18/03/2015 at 20:29

      ola…. também sou desta época entre 1962 até 1966. Me chamo José Luiz Paganini e estudei com algumas pessoas tais como Wilson, Walter, Waldir, José Gravaseca , Armando, Gilberto e muitos mais que não me lembro, mas me lembro quando jogavamos futebol de salão no grande páteo que existiam as arquibancadas. Me lembro de todos os professores que você citou os quais também eram os meus professores como também as madres citadas. Namorei uma garota que se chamava Teresinha de Jesus Moura e sua irmão se chamava Lourdes. Tenho muitas saudades. E para finalizar me casei na capela deste colégio em 1969 com autorização da madre superiora. abraços

      Reply
  • Vanderlei NIGRO 10/04/2015 at 10:07

    Vanderlei Nigro, estudei o GINÁSIO de 1967 a 1970, só ficamos emocionados quando recordamos o que nos trouxe boas lembranças, alegrias, felicidades. etc…e é assim que estou ao voltar ao passado, recordar as grandes amizades construídas naquela época , amigos como CEZAR, ZÉ ROBERTO, MOTTA, EDUARDO, ULISSES, VALTER, HUMBERTO, ADOLFO, DELGADO, CELSO, SILVIO, AILTON, ILDEFONSO (peço desculpas por não mencionar a todos) e muitos outros, professores capacitados com qualidade com amor voltados a formação dos adolescentes. Próximo a escola tínhamos a “TOCO, bailinho”. Gente ! nossa RAINHA da escola na época a colega “SANTA” e finalizando, nosso passeio de FORMATURA “1970” em São Bento do Sapucaí “Pedra do Baú”

    Reply
  • rosemeire 17/07/2015 at 15:37

    eu estudei no João Teodoro escola ao lado que é agora delegacia de ensino, mas minhas aulas de religião era justamente no colégio são josé, onde uma freira vinha nos buscar, infelizmente não lembro o nome dela, pois ela impunha o respeito através do medo, não lembro dela sorrindo para a gente….era o dia mais legal pois saiamos do simples para o luxo na visão de uma criança, que claro era eu.

    Reply
  • Vélna Rita Grosche 21/07/2015 at 11:45

    Sou Vélna e tive o mesmo sentimento de muitos acima quando li seus depoimentos. O São José faz parte de minha vida desde os 6 anos de idade, quando ingressei como aluno no 1º ano primário(da época), 1966. Cursei todo ensino fundamental e médio lá, quando me formei em 1976. Voltei em 1980 como professora e neste ano estou afastada desse ambiente tão familiar. Acho até que um dos autores dos depoimentos anteriores pode ter sido meu aluno ou colega de turma. Também tenho lembranças de meus professores(acho que vou esquecer os nomes de muitos, mas alguns foram: Irmã Isabel(sempre matemática), Irmã Geralda(história), Irmã Liberata, Irmã Terezinha(direção), Pedro e Antonieta(português), Lázaro e Joana(ed. Física), Aroldo(biologia), Lourdes(geografia), Milton(química)). As mudanças físicas do prédio são mais visíveis em seu interior, mas a capela e o salão continuam os mesmos. O pátio foi muito melhorado(quando ingressei era de cimento grosso, onde ralamos muitos joelhos…). Hoje temos os laboratórios, sala de artes, salas das orientadoras, xerox, cantina(mais moderna), a quadra foi coberta(quando chovia não tínhamos ed, física nem recreio), a pré-escola foi separada dos maiores, os vestiários não existem mais, as carteiras não são duplas. Vida longa a essa instituição que tanto fez pelo bairro e muito mais pelos seus alunos(por pouco tempo que tenham frequentado suas paredes)!!! Beijos a todos meus colegas(como alunos, professores e auxiliares) e antigos professores e antigos alunos. Saudade boooooooaaaaa !!!

    Reply
    • Douglas Nascimento 21/07/2015 at 11:57

      Vélna, que legal ler seu depoimento aqui. Eu sou o editor do site e fui seu aluno no ginásio!

      Reply
    • Marco Nicotari 20/08/2015 at 13:14

      Velnaaaaa!!! Irma do Waltinho, minha vizinha de casa e professora de matematica!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Lembra que vc levava eu e minha irma Silvia de Brasilia pra escola? 😉

      Reply
      • Vélna Rita Grosche 22/08/2015 at 12:27

        Lógico que lembro de vocês, meus vizinhos e alunos… Onde estão? O que fazem? Hoje eu estou em Sorocaba com minha mãe e irmão (Vagner), o Waltinho se casou, tem uma filha e mora em Valparíso, SP. Lembranças a todos… Saudade boa….

        Reply
      • Rogerio Staibani Campos 15/11/2015 at 10:52

        Estudei com vc na quinta serie e sou o Rogerio (galo) fiquei de 1975 a 1983 quando fui para o colegio Lavoisier.
        Com certeza conheço muita gente desta época inesquecivel.
        A única frustração foi ter sido reprovado pela madre Selma naquele mesmo ano.

        Reply
    • Rogerio Staibani Campos 15/11/2015 at 11:03

      Sou o Rogerio (galo) fui seu aluno junto com o Wagner Pascoal,Ilidio.Wilian Zulu,Luciana Penna, Claudia Lavieri e etc..
      Tambem lembro-me que vc era uma uma grande piloto ao volante

      Reply
      • Velna R.G. 16/11/2015 at 00:24

        Oi, Rogério! Que bom saber que ainda se lembra de mim!! Pena que não tenha uma foto para eu recordar ou ver como você está, é que eu os vi adolescentes e o tempo passou… Como foram os anos depois do SJosé?
        Beijo, Vélna

        Reply
    • João Pacheco de Carvalho 20/03/2016 at 14:06

      Eu estuaries no São Jose ate 1973 qua do completei a 8a. Serie com minhas irmãs e primos. Nossas familias imigraram para os Estados Unidos. Eu estava apaixonado por uma meningitis que se chamava Gina Costa. Em 1980 voltei ao Brasil para procurar-la mas infelizmente não encontrei-a.
      Tenho boas lembranças do colegio. E até hoje dou credito as freirinhas por minha fé e por quem sou.

      Reply
      • João Pacheco de Carvalho 20/03/2016 at 14:11

        Desculpem pelos erros (menu iPad ensiste em corrigir tudo que eu escrevo).

        Eu estudei no São Jose ate 1973 qua do completei a 8a. Serie com minhas irmãs e primos. Nossas familias imigraram para os Estados Unidos. Eu estava apaixonado por uma menina que se chamava Gina Costa. Em 1980 voltei ao Brasil para procurar-la mas infelizmente não encontrei-a.
        Tenho boas lembranças do colegio. E até hoje dou credito as freirinhas por minha fé e por quem sou.

        Reply
  • Edgard Bispo da Cruz 27/07/2015 at 23:29

    Olá Douglas,
    Que coisa mais linda rever a antiga escola. Muito obrigado por proporcionar isso. Tive a honra de ser aluno de 1963 a 1970 (ano daquela foto antiga). Dá uma saudade gostosa lembrar daquele tempo. Sou devedor daquelas maravilhosas “madres”(assim as chamávamos antes), pois incutiram em mim valores cristãos que carrego até hoje. Uma saudade enorme da querida “Madre Geralda” (depois mudou para Irmã Maria), a quem considero minha segunda mãe. Mas não esqueço as demais, tão importantes na minha educação. Ainda tive a felicidade de frequentar o colégio até 1985, pois minha mulher acabou se tornando professora do pré e do jardim, ficando durante uns bons anos por lá. Novamente muito obrigado pela matéria.

    Reply
  • Meg Silva 06/09/2015 at 00:57

    Coisa boa ver estes depoimentos sobre o Externato São José de Vila Matilde, Fiz o primário no Barão de Ramalho da Amador Bueno da Veiga de 63 a 66, em 67 fiz Admissão no Externato , Profª Marilena. Me mudei no ano seguinte para Pinheiros, e tive que mudar de colégio isso foi uma pena pois fiz algumas amizades e senti perde-las. Lembro da Angela Herrera , Eglae Ferraz., Felismina N. Barbosa e Ieda Maria de Lima. Ah! Vanderlei Nigro eu lembro do Luiz Carlos Delgado era do Ginásio mas tinha sua amizade.Lembro bem do Prof. Lazaro e como quebrei meu braço no pátio na aula de educação fisica kkkkkk. Tempo bom de lembrar.

    Reply
  • Marcelo Santa Cecilia 21/11/2015 at 00:50

    Estudei no Colégio São José de 1980 à 1986, minha primeira professora no pré se chama Marisa, a quem devo muito pela paciência de me ensinar, em 1986 ganhei uma medalha de melhor goleiro do professor Lazaro, ficavamos no intervalor eu Marcelo, Edison Japones e o Rafael Toda APELIDO BIXUXA.

    BOA LEMBRANÇA

    Reply
  • Ailton Zampirolli Catharino 19/02/2016 at 13:05

    Eu estudei no São José de 1972 a 1977 (do terceiro ano do primário a formatura do ginásio) Na época tinha o Professor Lázaro de Educação Física (que vivia esbravejando dizendo que tinham deixado a porta do cemitério aberta) A Madre tubarão (Irmã Rosalia) A Professora Neide de português (que ainda tenho contato) A Linda professora de geometria (Conceição) que também tenho contato e continua linda até hoje. Tenho contato com poucos amigos, a maioria pelo facebook. Bons tempos que ia pro colégio na perua do seu Irineu .. fazíamos um tour pela vila aricanduva, matilde, ae carvalho, dalila, guilhermina …

    Reply
  • Aila Gabriela Yakamine Gouveia 10/10/2016 at 16:35

    Tive a imensa honra de dar aula de informática e robótica neste colégio no ano de 2012, e só a partir daí pude conhecer o bairro da Vila Matilde, o qual eu simplesmente me apaixonei.

    Reply
  • Vinicius Lauria 23/03/2018 at 17:43

    Boa tarde Douglas! Estudei em outro São José, o Colégio São José dos Padres de Sion, localizado na Rua Agostinho Gomes, 1941 – no Ipiranga. O colégio foi fundado em 1922, vizinho e mantido (não sei se ainda) pela Paróquia São José. A Igreja é muito bonita, e prédio da escola ainda mantém o prédio “original”, de quando houve o aumento da escola. Seria legal uma visita, fotografar o jardim de inverno que no centro do prédio mais antigo do colégio.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: