Sabores de São Paulo

Sabores de São Paulo: Di Cunto

Comments (24)
  1. J.C.Cardoso disse:

    Embora eu more no Rio desde sempre, fiz minha Pós em SP, no Senai da Mooca, indo toda sexta à noite (dormindo no ônibus) e voltando no fim do sábado. Durante dois anos. Pauleira mesmo.
    A Di Cunto me lembra sempre os fins de módulo do curso. A turma sempre ia lá. Curioso é que o colega de turma que nos sugeriu a loja recomendou bastante. E havia muitos colegas de São Paulo (capital) que não a conheciam.
    Puxa, não sabia que era referência.

  2. João Guimarães filho disse:

    Hummmmm..! ! !

  3. Eu gosto muito da Di Cunto, e sempre que podemos a gente pega pra viagem. As massas, em especial a lasanha, são únicas. O melhor é que nem precisa de carro, a estação Moóca da CPTM é ali pertinho. E nesse feriado que passou, tive a oportunidade de conhecer o restaurante Di Cunto que abriu no Moóca Plaza, não muito longe dali, e que manteve a qualidade.

  4. Dircely Soares disse:

    Oi, Douglas. Vi pelo Facebook sua postagem. Tenho 82 anos de idade (!), atualmente moro em Santos. Vc pediu sugestão para reportagem. Conhece o Restaurante “O Gato que ri”, no Largo do Arouche, em S.Paulo? Eu conheço desde quando era a própria dona Amélia que fazia as massas e a comida toda. Era uma portinha insignificante, parecia mais um botéco. Meio escuro, mesas e cadeiras rústicas de madeira, aquelas que parecem de botequim, mesmo. Mas as massas eram ótimas. Eu trabalhava no centro da cidade e ia muito comer lá. Agora está muito lindo e o couvert e as massas continuam estupendos. Como vc deve saber, infelizmente teve o triste episódio de dona Amélia ser assassinada. Pesquise, vc vai curtir. Abraço.

    1. Nossa.. O Gato que Ri…. Meu pai me levava muito nesse restaurante.. mas lá pelo idos de 86 / 87.. ainda garoto..

  5. Vinícius disse:

    Gostei muito do artigo, Douglas. Aliás, tudo o que se refere a comida… rsrs

    Antes de eu entrar para o Seminário, trabalhava numa editora em São Paulo e o panettone no final do ano que a empresa nos dava era da Di Cunto. Foi quando conheci a marca e desde então passei a admirá-la.

    Hoje fiquei satisfeito por conhecer suas origens históricas. E estou curioso pelo que ainda virá!

  6. J. Márcio disse:

    Uma amiga sempre fala dos doces da Di Cunto. Até hoje não conheço, mas acho que agora vou conhecer.

  7. Sugestões:Padaria Santa Teresa, Itamaraty, Marajá, Sujinho, Pasv(na Avenida São João)

  8. janedarcke disse:

    Essa é daquelas histórias que parecem de novela neh!
    Há alguns anos, havia um programa matutino-dominical chamado “São Paulo de Todos Os Tempos”, que era apresentado pelo jornalista Geraldo Nunes, pela rádio Estadão (desculpe a propaganda).
    Eu ouvi essa história, e muitas outras…
    Eu amava aquele programa. Se vc o conhece, se tem algum contato com ele, garanto que ele tem muitas coisas deliciosas pra te contar!

    1. O Geraldo é meu amigo, o programa ainda existe mas mudou o nome para “Brasil de todos os tempos”

  9. Luiz Henrique disse:

    Eu ouvia falar, ou lia à respeito, de que na padaria Di Cunto, no bairro da Mooca, produziam-se os legítimos panetones, e isso o ano todo, não só no Natal.Quando passei a frequentar mais o bairro, para ir aos jogos do Juventus(“ódio eterno ao futebol moderno”), lembrei-me da Di Cunto.E foi assim que comecei a levar para casa o autêntico panetone, que é muito gostoso mesmo.Nada melhor para a alma do que nossas tradições,Isso é muito bom e frequentar a Mooca (e a Di Cunto) me faz um bem danado!

  10. Clelia Person Lammardo disse:

    Na Mooca ou no Tatuapé, estou sempre lá comendo uma coxinha e uma éclair de baunilha. O Di Cunto é responsável por alguns quilinhos que tenho a mais.

  11. Viviane Rocha disse:

    É por isso que é tão difícil emagrecer morando em São Paulo… parabéns pelo resgate da história da Di Cunto!

  12. Cristina disse:

    Acho que uma ótimo sugestão seria a Mercearia Godinho, localizada na Rua Líbero Badaró…Lugar muito antigo aqui de SP.

  13. Outras dicas..

    Pizzaria do Angelo – Mooca Rua Sapucaia

    Pastfifio Carazzi – Mooca Rua dos trilhos….

    Mercearia Godinho – Libero Badaró

    Moraes – O Famoso Filét de SP

  14. Mauricio de Araujo disse:

    Muito bacana. Também gostaria de deixar minha sugestão; Padaria Lisboa na praçs Silvio Romero, o melhor pão da zona leste ( a mais de 50 anos )

  15. Eu moro na Vila Zelina que é praticamente vizinha à Mooca e de vez em quando passo em frente a essa padaria, mas nunca comi nenhuma especiaria dela.

  16. Marco disse:

    Bar e Aperitivos Valadares , na Lapa , 54 anos

  17. SÉRGIO CELESTINO disse:

    Trabalhei na Mooca entre os anos de 2002 e 2005 e como vinha de trem do ABC, passava todos os dias em frente a Di Cunto e achei muito legal a reportagem !!! Agora me ficou uma curiosidade, hoje, a Di Cunto pertence a qual geração da família ????

  18. Diana Haddad disse:

    Sugestão: Padaria 14 de Julho na Bela Vista, pelo que sei foi a primeira de SP

    1. Olá Diana, como vai ? Foi sim uma das primeiras, mas não a primeira. Hoje está entre as 3 mais antigas.
      A mais antiga é Santa Tereza inaugurada ainda no século 19, e que fica na Praça João Mendes.

  19. Jefferson Calli disse:

    Di Cunto dispensa comentários patrimônio da gastronomia paulistana amoooo!

    Jefferson Calli

  20. Amo a Di cunto, os profiteroles… Meu bolo de 18 anos foi uma pirâmide de profiteroles de lá! No ABC tem a padaria Brasileira! Parabéns peça matéria!

  21. Olá!!!!! Excelente artigo!!!! Já que vc falou de Moóca, não pode faltar nessa sua série o restaurante CEREJA, da Mooca, do seu Osvaldinho Cereja! Come-se muito bem lá por um valor muito justo!!!! Destaque para o bife à parmeggiana que é FAN-TÁS-TI-CO, o melhor que já comi! Saudações!

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga
Something is wrong.
Instagram token error.