A região da Mooca mais próxima da linha férrea e da rua dos Trilhos é uma das áreas mais deterioradas do bairro. Esta degradação é impulsionada principalmente por construções fabris que foram fechadas ao longos das últimas décadas, à medida que estas empresas ou fecharam suas portas ou mudaram para outras cidades em busca de melhores maneiras de escoar suas mercadorias ou impostos menores.

Algumas destas fábricas já foram demolidas e estão dando lugar a outros empreendimentos, como o Açúcar União, e outras sobrevivem mesmo que vazias, como a antiga fábrica da Antarctica.

Na rua Dr. Almeida Lima, encontramos mais um típico exemplar destas construções deterioradas da Mooca. Trata-se de um pequeno e não muito antigo prédio comercial de três andares que sequer teve sua construção concluída e que há alguns anos está com suas entradas fechadas com blocos e em situação de abandono.

Imóveis nesta situação não só ficam com suas estruturas comprometidas por atos de vandalismo como também contribuem para uma desvalorização de imóveis vizinhos, além de servir para descarte ilegal de lixo e entulho.

Confira outras imagens deste edifício (clique para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Conheça a região através do mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • silvio 15/01/2012 at 18:28

    ola este predio eu trabalhei nele por volta de 1989 e era sede do jornal DCI o galpao do lado era o predio velho do jornal

    Reply
  • silvio 15/01/2012 at 18:32

    o predio chegou a ser finalizado e era interligado por uma passarela de ferro ao predio do lado ,la funcionava a grafica do jornal

    Reply
  • Antonio Marcos Rudolf 01/02/2013 at 16:19

    Eu cheguei a ir neste prédio em 1987 e fiz testes para trabalhar como jornalista do DCI, na época, comandado por Alberto Dines. Ele era grande por dentro.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: